Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Basset Hound’

Não tratada, a otite pode causar alterações irreversíveis no canal auditivo

EXCLUSIVO| PROBLEMAS no ouvido perseguiram a vida de todos os Cocker Spaniels com a qual convivi na infância. Não era raro ver Toby, meu primeiro cachorro, coçando a orelha e até com moscas voando ao redor das suas orelhas inflamadas. Limpar a orelha de Toby logo virou uma rotina familiar.

MUITOS médicos veterinários recomendam o uso do algodão nas orelhas dos pets durante o banho e secar as orelhas dos cães que entram em lagos ou piscinas. “Também é importante manter as orelhas ventiladas e tosadas, principalmente dos cães com orelhas pendentes, como é o caso das raças Cocker Spaniel, Basset Hound e Setter Irlandês, por exemplo”, comenta Dr. Marcelo Quinzani, diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care.

VERMELHIDÃO da orelha, coceira persistente, odor desagradável, secreções amareladas ou marrons são os principais sintomas de que seu cachorro tem algum problema nos ouvidos. “Muitas vezes vemos o animal com a cabeça pendente para um dos lados ou apresentando dor e desconforto no simples toque de mãos na orelha, o que também indica alguma alteração”, explica Dr. Marcelo Quinzani. Um dos problemas mais comuns que acometem a região é a otite, uma inflamação ou infecção do canal da orelha.

CAUSAS

A OTITE pode se desenvolver devido a diversos fatores que levam à proliferação do cerume, fungos e bactérias, causando diferentes tipos de otites. Entre as causas mais comuns, Dr. Marcelo Quinzani cita as seguintes:

- Parasitas: carrapatos, sarna de orelha;

- Presença de corpos estranhos: grama, medicação ressecada, cerume, pelos mortos, água;

- Alergias: dermatite atópica, alergia alimentar;

- Ambientais: calor e umidade;

- Anatômicas: estenose de conduto ou orelhas abafadas;

- Doenças que alteram a renovação de pele: desordens de queratinização.

A IMPORTÂNCIA do tratamento

SE NÃO for tratada corretamente, a otite pode causar alterações irreversíveis no canal auditivo, como, por exemplo, estreitamento, a perfuração do tímpano e encefalite decorrente da presença de bactérias. “Se o canal auditivo fica muito estreito e não for possível fazer o tratamento correto, recomenda-se até uma cirurgia para retirada do mesmo”, afirma. “Nem sempre uma melhora geral,  como a diminuição da secreção, odor e o animal não aparentar mais desconforto são sinais de que o problema está resolvido. Muitos donos suspendem a terapia precocemente, o que diminui as chances de cura”, alerta Quinzani.

LEIA também no CaninaBlog:

Frio e umidade podem causar otite canina

Ouvido canino: como limpar?

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.583 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: