Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\-02:00 2010

A FOTÓGRAFA Paula Pedrosa da Teckel Fotografia registrou os momentos especiais de uma caminhada pelo centro de São Paulo organizada pelo Turismo 4 Patas no último domingo (24). O roteiro começou na Matilha Cultural, um espaço cultural projetado para exposições e cinema, mas com ambiente adaptado para cães. E foi percorrendo diversos pontos turísticos da capital. Como a Catedral da Sé, vista neste clic brilhante da fotógrafa (imagem acima).

DEPOIS de conferir as fotos maravilhosas do centro de São Paulo, que eu e Ciccilo tanto adoramos, só pintou uma tristeza e uma dúvida: “puxa pessoal do Turismo 4 Patas, vocês vão convidar o CaninaBlog para o próximo passeio?”

QUER quiser conferir mais clics desse passeio, basta clicar aqui e navegar no site da Teckel Fotografia.

Read Full Post »

Etiqueta desodoriza e tapa o "fiofó" da cachorrada

ESSE mercado de produtos pets não para de inventar moda. Agora a última novidade parece piada. Trata-se de um desodorizador de bunda para cães.

O MATERIAL é parecido com aqueles cartões perfumados que ficam pendurados no retrovisor dos carros para purificar o ambiente. Mas na versão pet, digamos, vem no formato de um adesivo para ser colocado estrategicamente na bunda do seu cãozinho – e ainda perfumar o ambiente. A invenção é da empresa americana Rear Gear e pode ser encontrada em várias opções de desenho, como coração, flor, risco biológico e até sorriso.

O “TAPA bunda” de cachorro é vendido por cerca de R$ 8,75 na loja Etsy. Mas será que vem em diferentes tamanhos? Afinal, bunda é como escova de dente, cada um tem a sua. (Fonte: Virgula)

Read Full Post »

Critérios de avaliação incluem o grau de afinidade, além do prazer que o cachorro demonstra ao participar das provas

OS PARTICIPANTES da Max Olimpíadas irão passar por uma prova de fogo ao vivo na televisão. A partir do próximo domingo (31), adestradores e seus cãos irão suar para mostrar suas habilidades e afinidade em uma bateria de provas que envolve obstáculos, obediência, piscina, pega-snack, agilidade e show livre. O novo quadro do programa Eliana, exibido aos domingos no SBT, é patrocinado pela Total Alimentos e o cão Max, garoto propaganda da empresa de rações, também marcará presença no palco.

A IDEIA da competição é mostrar o talento dos adestradores brasileiros e a total afinidade com seus cachorros. Sendo que o grande campeão das sete etapas, além da grande final, leva para casa um Sandero 0KM e quem fizer o melhor tempo em uma das provas leva uma moto 0KM.

A TOTAL Alimentos também dará ao participante selecionado o direito de escolher uma ou mais ONGs de sua cidade. Caso este participante seja o campeão, elas também vão ganhar um prêmio muito especial: um caminhão com cinco toneladas de ração Max para os cães abrigados.

Max Olimpíadas

Programa: Eliana
Canal: SBT
Dia: a partir de 31 de outubro de 2010
Horário: 15 horas

Mais informações no site: http://www.maxolimpiadas.com.br

Read Full Post »

A FEBRE do “parkour” chegou em várias partes do mundo, mas principalmente nas grandes cidades. Quem mora em São Paulo, por exemplo, tem a oportunidade de conferir os praticantes da modalidade subindo, escalando e pulando obstáculos incríveis, como muros, paredes e até monumentos. Mas é a primeira vez que vejo um cachorro fazer “parkour” e ainda com tanta habilidade.

O VÍDEO do cão da raça Staffordshire Terrier, que no YouTube é chamado de Tret e teria origem ucraniana, inpressiona. Não deixe de conferir esse vídeo.

PARA assistir, clique na imagem de abertura.

Read Full Post »

O PARQUE do Ibirapuera já é tradicionalmente um ponto de encontro de cachorreiros de plantão na cidade de São Paulo. No próximo mês de abril, no entanto, o local sediará a primeira edição do Pet Bazzar, evento que reunirá atrações para toda família e, claro, para a cachorrada.

PARA participar, basta que o cachorro esteja devidamente vacinado. Depois de habilitado, ele poderá curtir lanchonetes com menu para cães e até um creche com recreação. Enquanto isso, os donos poderão aproveitar as apresentações de agility, desfiles de moda, palestras, concurso de tosa e shows.

OUTRA novidade será a realização da 1ª edição brasileira do concurso internacional “O Cão Mais Feio do Mundo”. A competição, muito popular nos Estados Unidos, elegerá o cão menos afeiçoado entre os inscritos. Os três primeiros colocados vão receber prêmios em dinheiro.

SEGUNDO uma das idealizadoras do evento, Maria Luiza Reis, o concurso servirá de chave para a realização de um projeto de adoção de cães que terá como slogan: Feio é não adotar. “É com essa frase que pretendemos chamar a atenção das pessoas para o abandono, problema grave e crescente em todo o País. Por meio deste concurso bem-humorado, queremos reforçar que a aparência externa do pet em nada influencia sua fidelidade e carinho. Há muitos animais aguardando por um novo lar”, conclui Maria Luiza.

Pet Bazzar

Data: 2 e 3 de abril de 2011

Local: Parque do Ibirapuera, São Paulo

Read Full Post »

 

Tyson comemora seis anos de vida normal e saudável ao lado da sua dona Cecília

EXCLUSIVO | NUM PASSADO não longínquo, cachorros com algum problema irreversível de saúde eram sacrificados. Donos e veterinários estavam convencidos que esses bichos não mereciam viver sofrendo com certas dificuldades e provocar a morte desses cães era um tiro de misericórdia. Havia também uma razão prática. Afinal, alguns donos não queriam viver em função das necessidades desses bichos.

NOS últimos anos, no entanto, essa mentalidade tem mudado entre pessoas que curtem cachorros. Mais e mais pessoas simplesmente descartam a possibilidade de sacrificar seus cães que são tidos como membros da família. É o caso da arquiteta e urbanista Cecília Amodeo, que há pouco mais de um ano criou o blog Cachorros Especiais. Tudo começou quando essa gaúcha adotou Tyson, um Bulldog Francês epilético e cego por catarata. “Estive em oito veterinários que, de alguma maneira, indicaram a eutanásia do Tyson. Como ele apresentou epilepsia no dia que fez um ano, os vets achavam que eu teria muito trabalho e que ele viveria pouco tempo”, recorda.

MUITA pesquisa e consultas depois, hoje o Frenchie Tyson comemora seis anos de uma vida normal e saudável que conta com a ajuda imprescindível do veterinário especializado em neurologia, Rodolfo Voll. “Realmente tive trabalho. Tenho plena noção do que fiz, faço e farei o melhor que puder por ele”, relata Cecília.

VOCÊ também tem um cão especial ou está pensando em adotar um? Então confira a entrevista com Cecília Amodeo, a criadora do blog Cachorros Especiais:

CANINABLOG: Quais são as principais causas que levam um cão a ter uma deficiência?

Cecília Amodeo: Em primeiro lugar os famosos cruzamentos irresponsáveis. Depois os chamados acidentes de fato, como fugas, atropelamentos, brigas e tombos. Em terceiro lugar maus tratos e há ainda o acaso da genética. Sabemos que acontecem sim os nascimentos de animais especiais sem ‘culpa’ de ninguém.

A cegueira de Tyson não o impede de curtir uma piscina e até as ondas do mar

CANINABLOG: Quais são as principais dificuldades e desafios de quem tem um cão especial aqui no Brasil?

Cecília: Primeiro aceitar a deficiência de seu pet, as pessoas tendem a se culpar ao invés de agir. Devemos estudar o problema, procurar ajuda veterinária ou na medicina humana mesmo e ver até onde é possível ir para ajudar seu pet a ter uma vida digna. Depois desta etapa, a dificuldade maior é o custo dos exames, equipamentos e dos medicamentos necessários. Tornando o descarte ou o sacrifício a opção mais fácil.

CANINABLOG: Qual é a reação mais comum entre pessoas que dão de cara com um cão deficiente?

Cecília: Perplexidade. Primeiro por ser bem cuidado e depois (alguns) acham um absurdo gastar tanto com um pet deficiente. Estes fazem parte daquele grupo de pessoas que não curtem animais ou possuem pets somente para ostentar como objetos, adoram gastar somente com banhos e roupas. Mas na hora de cuidar mesmo, de custear gastos veterinários doam seu pet porque dá muito trabalho. Quem gosta de animais sabe o amor que existe nesta relação. Alguém tem alguma dúvida de que se os animais pudessem cuidar da gente eles não o fariam? Aliás, como os cães guia já fazem, por exemplo.

Cecília compartilha com outros donos de cães especiais as lutas e vitórias. Como Quíron que dá os primeiros passos em sua cadeira especial

CANINABLOG: Você tem notado alguma mudança nessa reação?

Cecília: Noto que de pouco tempo pra cá as pessoas têm aceitado melhor as diferenças, porque informação é tudo. Quando se discute, se mostra, as pessoas refletem e formam uma opinião. O animal se acostuma com seu problema rapidamente, são versáteis. Diferente de nós humanos, não sofrem por antecipação, eles vivem o hoje e se o hoje deles é estar junto de seu tutor, sendo acariciado, amado, sem dor, seu dia está perfeito.

Read Full Post »

NESTE último sábado (23) quem levou para casa um carro transformado no Lata Velha do Caldeirão do Huck foi um amigo dos cachorros. Criador da ONG “Todo Bicho”, João Batista é de Pirassununga, interior de São Paulo, e cuida com carinho mais de 100 cães abandonados na região. Tudo com a ajuda de amigos e seu próprio esforço, já que seu salário como segurança de um estacionamento durante o período da noite não rende valor suficiente para manter essa cachorrada toda.

PARA ganhar a transformação da sua lata velha, um instrumento útil na hora de recolher os bichos na rua, João teve que imitar ninguém menos do que Raul Seixas e cantar “Maluco Beleza” no palco do Caldeirão. Pronto! Sua imitação rendeu a transformação da sua Belina 1980 e ainda uma super ajuda do programa para divulgar seu trabalho e encontrar tutores para os bichos.

VOCÊ não conseguiu assistir o Caldeirão do Huck com o João, o dedicado cuidador de cachorros? Então clique na imagem de abertura e confira a primeira parte do quadro Lata Velha. Agora, se você quer adotar algum dos cães da ONG “Todo Bicho”, criada pelo João, clique aqui.

Read Full Post »

"Evite locais que você sabe que tem gente que não gosta de cães", indica Ana Carolina

EXCLUSIVO | HOJE meu dia e do Ciccilo não começou muito bem. Ainda um pouco sonolenta, observava meu cachorro fazendo xixi em uma planta na calçada do bairro. De repente, ouvi um grito vindo de dentro da casa: “não deixe seu cachorro fazer cocô ai”. Honestamente, essas críticas me irritam profundamente. Afinal, sou uma dona consciente: sempre recolhe o cocô do meu cachorro, não deixo ele solto na rua, evito que ele brigue com outros bichos…

QUANDO a irritação passou e voltei pra casa, fiquei pensando: “mas será que posso fazer algo mais do que só recolher as cácas do meu cachorro para melhorar a convivência com meus vizinhos?” Moro na região com a maior população de cães de São Paulo: nada menos do que 1.42 paulistano por cão, segundo uma pesquisa realizada pela USP e Centro de Zoonoses. Viver em um local assim não deve ser nada fácil para quem não curte muito cachorro – lembrando que ninguém é forçado a gostar do que gostamos.

CONSELHO de amigo

RESOLVI bater um papo com as criadoras da campanha Cagada É Não Recolher, as irmãs Ana Carolina e Manoela Trava Dutra, que também mostram seus trabalhos no divertido site Cão em Quadrinhos.

APRENDI muitas lições de cidadania com essas duas gaúchas. Entretanto, se depois de você seguir as dicas de boa conduta das duas, alguém reclamar ou iniciar uma discussão em relação ao animal, lembre da lição: um sorriso desarma qualquer um. “Acreditamos que não vale a pena discutir. Uma vez que a pessoa se sente respeitada e compreendida, ela não tem do que reclamar e se “desarma”. E no final das contas, você sempre vai ter razão!”, explicam as boas irmãs. Agora as dicas:

CUIDADOS mínimos quando sair para passear:

ANTES de sair de casa

O dono deve levar o saquinho, jornal ou outro material para recolher os dejetos – mesmo quando você tem certeza de que seu cão já fez cocô. Nunca se sabe quando ele vai ter uma “dor de barriga”.

DURANTE o passeio

Não permita que o cão defeque ou urine em locais onde há um número grande de crianças, como naquelas pracinhas públicas e caixas de areia. O risco de transmitir doenças é grande pois os pequenos colocam a mão na areia, na boca e tal.

Evite locais em que você sabe que tem gente que não gosta de cães. Pela simples razão de evitar uma discussão. Mas sabemos que muitas vezes não temos como controlar a vontade do cão.

No parque não adianta soltar o cão da guia e ficar sentado sem se preocupar com mais nada. Fique sempre de olho no seu cão evitando brigas com outros cães e com aqueles que não gostam de animais.

RELAÇÃO com outros pedestres

Se durante um passeio na rua você percebe que alguém não gosta de cachorro, simplesmente diminua a guia, aproximando o cão de você e liberando espaço para os demais pedestres.

Trocar o cão de lado e andar próximo ao meio fio é uma outra maneira de demonstrar respeito àqueles que não gostam de bichos.

E VOCÊ? O que faz para melhorar a convivência com outras pessoas e pedestres? Conte para a gente e deixe um depoimento.

"Não permita que o cão defeque em locais onde há muita criança", indica Manoela

Read Full Post »

Vontade de ser um gato…

Puxa Purina, ração para gatos? Humpf! Olha a minha cara de indignado

HOJE foi um daqueles dias que Ciccilo não gostaria de ter nascido cachorro – embora ele jure que não. Tudo começou quando ele recebeu pelos Correios o último lançamento da Purina, a ração Cat Chow Vida Saudável, criada para gatos adultos.

Ciccilo conferindo a origem do cheiro bom que vinha da sacola da Purina

O CHEIRO que vinha da sacola era tão tentador que Ciccilo precisou conferir se realmente não era uma ração para cachorros.

SINTO muito Ciccilo, mas não foi dessa vez que você encheu essa barriguinha com uma ração feita com salmão, frango, verduras e até queijo.

MAS como Ciccilo é um cachorro sem preconceitos e generoso, ele decidiu doar seu pacote de Cat Chow para um felino simpático e peralta: o Nieztche, cuidado pela querida Lívia.

Nieztche foi convocado para experimentar a ração e dar sua nota

ESSE GATO safado merece o carinho, pois acabou de ser castrado e ainda está se acostumando com a ideia.

DEPOIS você conta qual foi a sua avaliação da ração Cat Chow Vida Saudável, combinado Nieztche?

Read Full Post »

Cães acordam todos os dias e se espreguiçam pois sabem o valor de um alongamento

EXCLUSIVO | NÓS ensinamos nossos cães a andar na guia, a fazer xixi no lugar certo e até comer na hora adequada. Mas quem tem um cachorro sabe que eles também tem muita coisa a nos ensinar. Talvez a principal lição canina seja o amor incondicional – fator que deixa tantas pessoas tão fãs desses peludinhos.

MAS o que mais podemos aprender com nossos cachorros? Fizemos essa pergunta ao especialista em comportamento animal, Gustavo Campelo. Confira suas respostas:

RESPEITAM o próximo

Uma coisa que sempre me chamou a atenção é que mesmo o membro mais inferior na hierarquia canina é sempre muito querido, respeitado e valorizado. Quando percebi esse comportamento, comecei a cumprimentar e chamar todas as pessoas pelo nome. Desde o porteiro do prédio até a atendente do caixa de supermercado. Resultado: comecei também a ser melhor atendido nos lugares e “conquistei” uma série de amigos, que aumentam a cada dia.

TEM SENSO de grupo

Outro hábito interessante dos cães é a disciplina e a fidelidade ao grupo. Eles sabem que é fundamental que isso ocorra para a sobrevivência saudável de todos. Viveríamos mais felizes se fizessemos o mesmo.

PERDOAM fácil

Os erros entre os cachorros são corrigidos na hora. No segundo seguinte a uma briga os cães já estão bem novamente O erro foi corrigido e as partes continuam se amando. Não guardam ressentimentos. Deve ser por isso que dormem com tanta tranquilidade.

MANTÉM hábitos saudáveis

Cachorros acordam todos os dias e se espreguiçam – eles sabem o valor de um bom alongamento. Por isso estão sempre dispostos a uma corrida ou caminhada matinal.

VOCÊ também aprendeu alguma lição de vida com seu cachorro? Então conte sua história e deixe um depoimento.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: