Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \30\-02:00 2011

A editora e o subeditor canino: a super dupla

O MELHOR de uma festa são os convidados. É por isso que Ciccilo e eu estamos comemorando não só o aniversário de 1 ano do CaninaBlog, mas principalmente os mais de 880 amigos no Facebook e 582 no Orkut, 564 seguidores no Twitter e o recorde de 1.203 visualizações diárias do blog.

AO LONGO desse ano registramos mais de 825 comentários no CaninaBlog. Muitos desses eram dúvidas sobre comportamento, saúde e produtos para cachorros.

ESSES comentários geraram ainda mais posts inéditos para o blog. Aliás, essa interação com quem lê o CaninaBlog é essencial para que mais e mais posts importantes e úteis fossem gerados ao longo do ano. Tudo sem perder a principal característica desse espaço: muita apuração jornalística.

PARA ajudar nossos leitores, contamos com a colaboração de vários parceiros e profissionais gabaritados, como os especialistas em comportamento canino Gilberto Miranda e Gustavo Campelo, a médica veterinária Alessandra Keidann e a advogada especializada em direito animal Denise Grecco.

O QUE seria dos mais de 530 posts publicados sem os cliques maravilhosos de fotógrafos especializados em pets? Contamos com a super parceria das gaúchas Ana e Manoela do Cão em Quadrinhos, o talento da carioca Carol Camanho, da cosmopolita Paula Pedrosa da Teckel Fotografia e o olhar sensível de Vanessa Fermino do FotoPets.

JÁ as dúvidas de estética e beleza são respondidas pelo super profissional no assunto Sérgio Villasanti. Também não posso deixar de agradecer ao criador do logotipo do CaninaBlog e nosso maior incentivador, o pai do Ciccilo e meu maridão Guther. A todos: nosso muito obrigado.

AOS nossos leitores e internautas, agradecemos pela amizade e confiança. Mas queremos mais, deixe um comentário contando: qual foi seu post favorito ao longo desse ano? E cante com a gente: “parabéns pra você, nesta data querida, au-au-au…”

Read Full Post »

Eliana e o garoto propaganda da competição, o cachorro Max

AGENDA | A COMPETIÇÃO começou em outubro do ano passado e agora chega às etapas finais. É a Max Olimpíadas, uma competição de adestradores que acontece em um dos quadros do programa Eliana.

EXIBIDO no canal de televisão SBT e patrocinado pela Total Alimentos, a ideia do quadro é mostrar o talento dos adestradores brasileiros e a total afinidade com seus cachorros.

O CANINABLOG teve o prazer de participar dessa competição e você pode conferir a penúltima etapa neste domingo (30), quando a editora Renata Faggion participa como jurada.

TAMBÉM não deixe de conferir uma das participantes que, com apenas 7 anos, mostrou muito talento ao lado do seu fiel cachorro da raça Jack Russel e diante de tantos marmanjos.

Max Olimpíadas

Programa: Eliana
Canal: SBT
Dia: a partir de 30 de janeiro de 2011
Horário: 15 horas

Mais informações no site: http://www.maxolimpiadas.com.br

Read Full Post »

Cachorros podem sim ter insolação e a culpa, normalmente, é dos próprios donos

EXCLUSIVO | QUE cachorro não curte dar aquela cochilada ao sol? Às vezes tenho a impressão que esse banho de sol é essencial para Ciccilo, meu Fox Terrier, que procura um raio de sol especialmente nos dias frios. Mas será que esse hábito é saudável no verão quando os raios solares são mais intensos?

“OS ANIMAIS saudáveis costumam ter bastante noção do quanto de sol é adequado. Se seu cão tem o costume de deitar sob o sol, fique tranquilo que quando for suficiente ele saberá que é hora de procurar uma sombrinha”, explica a veterinária Alessandra Keidann do Bolicho do Bicho.

MAS cachorros podem sim ter insolação e a culpa, geralmente, é dos donos. Longos passeios em horário de sol forte, ficar preso dentro do carro ou amarrado em algum local desprovido de sombra são os casos mais comuns. “Não devemos levar os cães para passear ou estimulá-los a fazer muito esforço físico nos horários mais quentes, ou seja, entre 10h e 15h”, adverte a veterinária.

HÁ ainda casos de cachorros que precisam usar protetor solar, como aqueles que apresentam despigmentação da pele em locais desprovidos de pêlo. “Se seu animal possui a região ao redor dos olhos e focinho totalmente despigmentado (branco ou marrom clarinho) ou tiver alguma mancha despigmentada, é esta região que precisa receber protetor solar”, recomenda Alessandra.

Raças peladas, como o Cachorro Peruano, devem receber protetor por todo o corpo

POR NATUREZA, algumas raças têm estas regiões sem pigmentação, mas há indivíduos de diversas raças que também podem apresentar essa falta de pigmentos. “Isso ocorre mais freqüentemente em animais de pelagem branca ou albinos.”, adverte. Já as raças que não tem pêlo, como o Cão Pelado Peruano, devem receber protetor por todo o corpo. “Assim como nós, a exposição ao sol, sem proteção, aumenta a chance do animal desenvolver câncer de pele.”

DICA extra: Não utilize protetor solar desenvolvido para humanos. Há uma série de protetores fabricados e testados para cachorros e gatos, somente com eles há uma segurança de que não contém na sua fórmula nenhum ingrediente que seja prejudicial para a saúde dos pets.

Read Full Post »

Na embalagem você encontra um protetor solar, toalhas higiênicas e um bebedeouro portátil

OS DIAS ensolarados são um convite para um belo passeio com seu cachorro. No entanto, é importante evitar os horários mais quentes, proteger seu bicho dos raios solares do verão e mantê-lo sempre hidratado.

FOI com esses princípios em mente que a Pet Society criou o Kit Passeio. A prática sacola de plástico contém um Protetor Solar FPS  30, um Magic Bowl e um Multi-Groom.

O PROTETOR Solar FPS 30, além de proteger a pele dos malefícios do sol, evita que o animal remova o produto através da lambedura, pois possui um sabor extremamente amargo. Segundo a Pet Society, a aplicação do protetor deve ser feita em regiões com pouco pelo como: focinho, ponta de orelhas, barriga e bolsa escrotal.

JÁ O Magic Bowl é um bebedouro portátil, feito em nylon impermeável, que facilita o fornecimento de água durante o passeio, pois é fácil de ser carregado e possui  rápida  higienização. O último item é o Multi-Groom que contém toalhinhas umedecidas multiuso que limpam, neutralizam o cheiro e promovem leve hidratação da pele, pelagem, mucosas e patas.

TUDO preparado para que seu cachorro continue passeando neste verão sem você precisar esquentar a cabeça.

LEIA também no CaninaBlog:

Seu cachorro tem sede de quê?

Seu cão sempre hidratado

Read Full Post »

É preciso que o banho seja um momento divertido e relaxante para o cachorro

EXCLUSIVO | CACHORROS são muitas vezes como crianças e simplesmente detestam tomar banho. Alguns até tremem quando percebem que estão se aproximando do pet shop ou fogem quando percebem que vão tomar uma chuveirada em casa.

SE O seu cachorro tem esse comportamento é preciso uma boa dose de paciência, mas tem jeito. É o que garante o especialista em comportamento canino, Gustavo Campelo. “O banho não precisa ser um problema para seu cão. Temos que pensar em maneiras de tornar esse momento divertido e relaxante para o animal”, explica o especialista.

O PRIMEIRO passo é parar de levar o cachorro ao pet shop, pelo menos até que ele se sinta confortável com o banho. Desta maneira você poderá controlar todos os banhos do seu bicho duante o tratamento que Campelo explica passo por passo:

Lembre-se de elogiar sempre que ele estiver calmo durante o banho

CACHORRO cansado, cachorro calmo

LEVE seu melhor amigo para uma longa caminhada no parque, brinque com seu cão e curtam o passeio. Na volta, seu cão já estará com menos energia e tudo fica mais fácil, explica Campelo.

RECOMPENSA é o segredo

PREPARE um potinho com petiscos para cães e corte em pedaços bem pequenos. Leve seu cão gentilmente na coleira até o local de banho. Lembre-se de elogiar sempre que ele estiver calmo.

O BANHO passo a passo

ABRA o chuveiro ou mangueira, mas sem molhar o cão. Se seu cão ficar assustado, relaxe. Fique calmo e não fale nada, apenas espere. Quando o cão se acalmar, elogie e dê um petisco. Molhe suas mãos e passe tranquilamente na cabeça do cão. Se ele permanecer calmo, elogie e dê mais um petisco. Vá molhando o corpo do cão aos poucos e só avance se ele estiver calmo.

DICA extra: Nas primeiras sessões não é necessário dar um banho de verdade, apenas brinque e tente se divertir com seu cachorro. Aos poucos esse animal vai perdendo o medo do banho. Quando estiver totalmente reabilitado pode voltar a dar banhos no pet shop.

QUER saber mais sobre o banho do seu cachorro? Então confira os posts já publicados no CaninaBlog:

Aprenda a dar um banho no seu cachorro

Estética Canina: A maneira correta de escovar seu cachorro

Vantagens do banho caseiro

Read Full Post »

Ciccilo não conseguia mais se controlar: "quero minha vaquinha de voltaaa!"

EXCLUSIVO | ADORO dar brinquedos para Ciccilo, meu Fox Terrier Pelo Duro. Ele brinca, brinca, brinca…. e carrega a novidade por onde vai.

O PROBLEMA é que por tanto “amar” seus brinquedos, ele acaba destruindo boa parte deles. Foi o que aconteceu com a vaquinha de pelúcia que compramos no último fim de semana. De tanto brincar e tentar “matar” o apito instalado no brinquedo, ele acabou destruindo a coitada.

A vaquinha antes da "cirurgia", toda rasgada

É POR essa razão que aproveitei a folga de hoje para dar uma de cirurgiã de bicho de pelúcia. Enquanto eu remendava e colocava o enchimento no lugar original, o impaciente Ciccilo tentou roubar a vaquinha várias vezes – até que conseguiu.

FUI obrigada a correr atrás de Ciccilo pela casa. Agora de castigo na sua cama, ele me deu espaço e liberdade para arrumar o bicho.

PRONTO Ciccilo, agora você pode voltar a brincar com seu brinquedo novo (nem tão novo assim)!

QUER conferir outras aventuras de Ciccilo? Então confira nos links abaixo:

Férias do Ciccilo – Parte 2

As férias de Ciccilo – Parte I

Sonho de Natal do Ciccilo

Read Full Post »

A atriz Glenn Close mostrou toda a maldade da personagem Cruella Devil

OS DESENHOS animados da Disney são responsáveis por vários personagens que marcaram gerações e mais gerações do mundo. No entanto, nenhum desenho foi capaz de deixar uma raça tão popular como o filme “101 Dálmatas”, que hoje completa 50 anos de estreia. Conhecida como uma raça fiel e doce, os Dálmatas de Walt Disney fizeram muitas crianças suspirarem por um filhote coberto de manchinhas pretas.

SE VOCÊ é de uma geração mais nova, talvez tenha vivido a segunda geração de fãs dos Dálmatas, quando os estúdios da Disney lançaram o filme com atores reais em 1996.

QUEM poderá se esquecer da atuação de Glenn Close como Cruella Devil? A maldosa milionária pretendia fazer um casaco com as peles dos pobres filhotes de dálmatas.

COMO parte de comemoração de aniversário, a Globo News preparou uma reportagem especial sobre os 50 anos da primeira versão para os cinemas dos “101 Dálmatas”. Para assistir, basta clicar na imagem abaixo.

Read Full Post »

O colete é conectado à uma das fivelas do cinto de segurança do carro

CANINABLOG RECOMENDA | MANTER seu cachorro seguro no banco traseiro é mais do que uma questão legal. O Código Nacional de trânsito prevê uma multa de trânsito caso o cachorro estiver solto dentro do carro e pular para o banco do motorista. No entanto, mais do que punir cachorros sapecas, o Código de Trânsito também está tentando evitar possíveis acidentes que podem ser até mortais.

POR mais que seja divertido ver um cachorro com a cabeça para fora do carro curtindo o vento ou ainda sentado no seu colo enquanto você dirige, esses dois comportamentos colocam a sua vida e até do seu melhor amigo em risco. Para se ter uma ideia, um animal de estimação com menos de 10 quilos pode quebrar um para-brisa durante um acidente. Caso o incidente aconteça enquanto o carro está de movendo a 50 quilômetros por hora, uma velocidade normal em grandes avenidas, um cão teria um peso equivalente a nada menos que 500 quilos.

IMAGINE então se o acidente acontecer em uma rodovia onde é permitido guiar a até 120 quilômetros por hora no Brasil. Pensando nisso, resolvi comprar um cinto de segurança para meu Fox Terrier Pelo Duro, o Ciccilo. Depois de avaliar alguns modelos no mercado, encontrei várias marcas bem frágeis e, por fim, optei pelo cinto de segurança da marca Dr Pet, fabricado pela Bracannes. Confira abaixo nossa avaliação feita durante uma longa viagem de férias:

EMBALAGEM: Muito boa

Toda transparente, a embalagem mostra bem o produto. No entanto, encontrei um pouco de dificuldade na hora de colocar o cinto no Ciccilo e na embalagem não havia instruções muito claras. É preciso de um pouco de paciência na hora de regular as fivelas e ajustar da forma correta no corpo do cachorro. No entanto, esse cuidado é essencial já que quanto mais ajustado, menor a chance de seu cão ter alguma fratura durante um acidente.

QUALIDADE: Ótima

É visível a qualidade dos cintos de segurança da Bracannes diante de outras poucas marcas encontradas no mercado pet. O cinto é confeccionado com fitas de poliamida utilizadas na indústria aeronáutica, argolas utilizadas nas selas de cavalos e mosquetões de alpinismo que agüentam carga de até 600 quilos. Além disso, é costurado com linha fio 40/60 de poliamida utilizada, por exemplo, na confecção de pára-quedas. Outros itens que também diferenciam a marca são os engates tipo lingüeta e os absorvedores de energia confeccionados em aço carbono garantindo a estabilidade do produto numa situação de impacto.

Produto evita que seu cachorro caia no vão entre o banco traseiro e dianteiro

ADAPTAÇÃO: Muito boa

O colete é conectado ao cinto de segurança do carro por uma fivela e mosquetão. Por isso é importante verificar se o modelo do seu carro possui a estrutura adequada ao cinto de segurança do seu pet. No site da Bracannes você pode verificar a maneira correta de fixar o cinto dentro o carro (clique aqui). A adaptação do Ciccilo com o cinto também foi rápida. Embora ele tenha sentido um pouco de incômodo nos primeiros minutos, assim como os humanos sentem quando usam o cinto de segurança, Ciccilo adorou não cair no vão entre o banco e os assentos dianteiro quando freamos bruscamente ou fazemos uma curva acentudada.

PREÇO: Muito bom

Como é de se esperar, o cinto da Bracannes não é o mais barato do mercado, cerca de R$ 90 o modelo pequeno (até 10 quilos). Entretanto, a qualidade do produto justifica o preço. Além disso, o colete do cinto de segurança pode ser usado como uma coleira, basta soltar o mosquetão da argola e colocar uma guia.

LEIA também no CaninaBlog:

Como garantir a segurança do cachorro dentro do carro

Transporte de animais em carros. Você conhece a lei?

Testamos o serviço de transporte da Webjet

Read Full Post »

A segunda edição da Cãominhada começa no Parque Trianon e dura cinco horas

PARA quem perdeu a primeira edição do “Cãonhecendo São Paulo” agora surgiu uma nova oportunidade no próximo dia 25 de janeiro, nesta terça-feira, feriado na capital. É isso mesmo, o Turismo 4 Patas preparou uma programação especial para o aniversário de 457 anos da cidade de São Paulo.

A CÃOMINHADA começa no Parque Trianon, onde o grupo de cachorros e seus donos conhecerão algumas espécies da Mata Atlântica e ainda poderão curtir o incrível prédio do MASP – Museu de Arte de São Paulo. Depois de uma boa caminhada pela Avenida Paulista, os cães poderão conhecer a Casa das Rosas e descansar no lindo jardim enquanto os humanos apreciam um saboroso cafezinho. Depois de um trajeto pela Alameda Santos, tudo termina no Parque Trianon.

O CITY tour vale R$ 70 por pessoa e R$ 40 por cão e inclui o acompanhamento de guias devidamente credenciados, lanche para dogs e seus donos, além de disk veterinário de plantão. Os interessados devem se apressar, pois restam poucas vagas.

Cãonhecendo São Paulo

Data: 25 de Janeiro de 2011

Horário: das 9h às 14h

Por pessoa: R$ 70

Por cão: R$ 40

Mais informações: http://www.turismo4patas.com.br

LEIA também no CaninaBlog:

Imagem da Semana: Turismo pet pelo centro de São Paulo

Turismo radical e ecológico para peludos

Read Full Post »

Seu cão precisa estar prevenido contra as doenças endêmicas da região visitada

EXCLUSIVO | LITORAL, campo ou cidade. Viagem nacional ou internacional. Cada pessoa tem um destino favorito nas férias e, quem tem um cachorro em casa, adora levar seu bicho a tira colo. Mas antes de fazer as malas do seu melhor amigo, é sempre bom se preparar.

PEDIMOS a ajuda da veterinária Alessandra Keidann, da Bolicho do Bicho, sobre esses cuidados essenciais antes, durante e depois das férias. “É melhor se prevenir para não trazer na bagagem mais do que boas lembranças”, adverte a veterinária. Confira:

ANTES de sair de casa

DEPOIS de estabelecido o roteiro é sempre bom visitar o veterinário para verificar que tipo de doenças o animal vai estar exposto no destino. Portanto, além de estar vacinado, desverminado e saudável, seu animal precisa estar prevenido contra as doenças endêmicas da região visitada.

TRANSPORTE e cuidados

SEMPRE transporte seu cão em uma caixa de transporte adequada ao seu tamanho, forrada com tapete higiênico descartável, por exemplo, e bastante ventilada. Se for possível, tente parar pelo menos a cada três horas para ele relaxar e fazer xixi.

ENJOO e hidratação

PARA que seu cachorro não fique enjoado, evite alimentá-lo nas oito horas anteriores à viagem e controle a quantidade de água ingerida duas horas antes da viajem e por todo o percurso. Faça isso oferecendo um pouquinho de água de cada vez.

REMÉDIOS para relaxar

Não há problema em dar algum remedinho para o animal viajar melhor, desde que tenha sido receitado pelo médico veterinário. A dose destes medicamentos não é equivalente a dose usada para humanos (mesmo a pediátrica). Se você notar que seu animal fica realmente muito transtornado durante a viagem, use o bom senso e, da próxima vez, deixe-o em casa!

Algumas raças de cães têm mais atração por água do que outras. Respeite a vontade do seu bicho

NADAR ou não nadar

PARA avaliar a possibilidade de banho em rios, piscina ou lagos, adote os mesmos critérios que você adotaria para um humano: á água não está poluída? Tem predadores? Tem correnteza? Algumas raças de cães têm muito mais atração a água do que outras. Deixe seu cão a vontade para decidir. Se ele resolver entrar, certamente saberá nadar. Entretanto, um proprietário que joga um animal na água esperando que ele saia nadando corre sérios riscos de afogá-lo.

NA VOLTA pra casa

AO voltar inspecione seu animal. Se você tomou os cuidados recomendados pelo veterinário, ele certamente não deve ter adquirido ectoparasitas. No entanto, se você falhou na prevenção, antes de entrar em casa passe no veterinário e peça uma consulta de emergência. Existem medicamentos que exterminam os ectoparasitas rapidamente e impedem que a sua casa fique contaminada e suas férias rendam muito trabalho durante o ano.

LEIA também no CaninaBlog:

Viagem para o exterior com seu cão: estresse ou relax?

Transporte de animais em carros. Você conhece a lei?

Testamos o serviço de transporte da Webjet

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: