Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2011

O personagem Luiz é um Bulldog que adora se vestir como a Carmen Miranda

EXCLUSIVO | A NOVA animação Rio conta quase que exclusivamente com estrelas que possuem penas e bicos. No entanto, o desenho animado dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha e com estreia marcada para a próxima sexta-feira (8 de abril) no Brasil, também conta com um personagem canino. O Bulldog Luiz pode não ser o protagonista dessa história, mas nem por isso recebeu menos atenção dos criadores dessa aventura que tem a Cidade Maravilhosa como pano de fundo.

O ator Tracy Morgan dá voz ao personagem canino

A PRIMEIRA impressão sobre o cachorrão é de que se trata de um bicho perigoso. Entretanto, bastam alguns segundos para entendermos que o único perigo com Luiz é se ver coberto de baba. O cachorrão é  totalmente apaixonado por Carmen Miranda e não esconde que adora carregar várias frutinhas na cabeça. Para colaborar nas risadas, o ator Tracy Morgan, que ficou conhecido por sua atuação na série americana 30 Rock, foi chamado para dublar Luiz, no filme que tem opção em 3D.

SOBRE o filme

O DESENHO animado Rio conta a história de Blu, uma arara-azul residente num zoológico em Minnesota nos EUA que acredita que é o último de sua espécie. Mas quando Blu descobre que uma arara fêmea foi descoberta na América do Sul, ele faz uma longa jornada até o Rio de Janeiro, para encontrá-la.

RIO é um projeto antigo do brasileiro Carlos Saldanha, conhecido entre os fãs de animações por ter trabalhado na série Era do Gelo. Para assistir ao trailer do filme Rio, clique na imagem abaixo.

Anúncios

Read Full Post »

Cada embalagem de Chocovinhos contém 10 unidades e custa cerca de R$ 7 nas lojas

EXCLUSIVO | FALTAM apenas três semanas para a Páscoa. Supermercados já estão cheios de ovos de chocolate aguardando a criançada. Mas será que o Coelhinho também está preparando uma cestinha para os cachorrinhos? Opções também não faltam nos petshops, afinal, várias marcas pet prepararam produtos especiais.

A Chocolate&Mia trouxe um leque imenso de cores de gravatas nesta Páscoa

PARA você já ter um ideia do que encontrará nos petshops de todo país, reunimos neste post algumas dessas novidades. Como a linha de ovinhos doces cujo consumo também é liberado para os humanos. Lançado pela V.I.P. Dog, empresa especializada em petiscos para cães, o produto é similar ao chocolate, mas não possui cacau ou açúcar – que podem causar problemas neurológicos e diabetes nos cães.

A Dog Chique apresenta essa guia para cães pequenos

MAS se você e seu cachorro estão de dieta, talvez a melhor opção seja investir em um figurino especial para essa época festiva. Para isso, a marca de acessórios Chocolate & Mia. lançou uma ampla linha de gravatas e laços com tema bem pascoalino. As opções de cores também são variadas, por isso é só escolher aquela que combina mais com seu pet e aproveitar o ar de festa.

Vestido Festa da Chic Pra Cachorro tem dupla face e tecido importado super luxo

PARA quem procura uma opção de presente mais duradoura, que tal essa guia criada pela marca Dog Chique, indicada para cães pequenos. Há ainda opções para quem está disposto a abrir a carteira e investir em um vestido de festa. A grife Chic pra Cachorro, por exemplo, sugere para ocasiões especiais como a Páscoa, um vestido feito com tecido importado super luxo. O modelo Festa Dupla Face, como na imagem ao lado, pode ser usado tanto de um lado (branco) quanto de outro (preto). Um luxo só!

LEIA também no CaninaBlog:

Coelhinho da Páscoa que trazes para meu pet?

Moda para cachorreiros de plantão

Read Full Post »

Cães saudáveis com mais de 28 quilos e mais de 1 ano de idade podem doar sangue

EXCLUSIVO | APENAS 1,8% da população adulta brasileira doa sangue no Brasil. O número baixo de doadores, publicado pelo Ministério da Saúde, revela o quanto a população ainda desconhece os benefícios desse ato e também o medo que muitas pessoas têm de doar sangue. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o ideal é que de 3 a 5% da população de cada país seja doadora.

A NECESSIDADE de doadores de sangue não é uma exclusividade dos seres humanos. Cachorro também precisam de transfusão de sangue quando é vítima de acidentes, tem câncer e até mesmo sofre uma intoxicação. “Quem vai determinar se o cão precisa de transfusão de sangue ou não é o veterinário e ele começará a pensar nisto quando a concentração de hemácias por mililitro de sangue estiver abaixo de 22%”, revela a médica veterinária Carla Alice Berl, diretora do Hospital Veterinário Pet Care.

O NÚMERO de doadores caninos, entretanto, é ainda menor do que entre seres humanos e todos os dias bancos de sangue lutam contra o tempo. Mas afinal, será que todo cachorro pode doar sangue? Conversamos com a veterinária Carla Alice Berl sobre o assunto e tiramos as principais dúvidas sobre doação de sangue. Confira na entrevista abaixo.

CANINABLOG: Cachorros também têm vários tipos sanguíneos como o ser humano?

A doação canina de sangue dura de 15 a 30 minutos, afirma médica veterinária

Carla Alice Berl: Os cães têm 10 tipos de sangue e têm também um fator tipo rH chamado DEA. Existem os DEA positivos e negativos. Para se  fazer uma transfusão de sangue precisa-se saber se o animal é DEA positivo ou negativo. O negativo só pode receber sangue negativo. O positivo pode receber dos dois. Além disto, fazemos uma prova de compatibilidade sanguínea. Geralmente testa-se o sangue do animal que vai receber o sangue com o sangue do  doador para  averiguar se não há problema. Animais podem receber sangue de animal com outro tipo sanguíneo por uma vez e depois provavelmente ficarão reativos ao tipo de  sangue recebido. Temos de fazer todo o possível para que a transfusão sanguínea não cause uma reação no animal que está recebendo o sangue.

CANINABLOG: Qualquer cachorro pode doar sangue?

Carla Alice Berl: Animais doadores são escolhidos pelo tamanho: acima de 28 quilos (ideal entre 35 e 60kgs). Têm que ter mais de um ano de idade, não pode ter  nenhuma doença crônica ou estar tomando medicamentos. Precisa ser testado negativo para doenças transmitidas por carrapatos. Além disso, precisa ter um hemograma (exame de sangue) dentro dos padrões de normalidade.

CANINABLOG: Como funciona a doação?

Carla Alice Berl: O animal sadio pode doar como os seres humanos o fazem, sendo que uma vez a cada três meses seria o ideal. Precisar estar jejum de pelo menos quatro horas no momento da coleta e receber alimento após o procedimento. A doação dura de 15 a 30 minutos e o doador terá exames de sangue gratuitos como em  hospitais humanos.

DICA extra: O Hospital Pet Care, de São Paulo, coleta doações de sangue canino.

LEIA também no CaninaBlog:

As vantagens da castração química

Cachorro com apetite caprichoso. Frescura ou doença?

Read Full Post »

Publicado pela Agir, cada livro sai por cerca de R$ 29,90 nas livrarias

CANINABLOG RECOMENDA | CACHORROS podem ter os destinos mais variados, alguns se tornam o mimo de uma madame, enquanto outro cata comida no lixo. Outros tem uma profissão e se tornam verdadeiros heróis, enquanto alguns passam o dia inteiro presos dentro de casa sem fazer nada. Mas e se um mesmo cachorro tivesse a oportunidade de experimentar todas essas vidas? Esse foi o caso de Bailey, personagem do livro “4 Vidas de um cachorro” do autor W. Bruce Cameron.

TUDO começa quando Bailey nasce como um cão selvagem e aprende a confiar nos primeiros humanos com quem convive. A sua vida com uma cuidadora de cães amorosa, entretanto, se encerra quando ele é enviado para um tipo de Centro de Zoonoses e é sacrificado. Mas esse era só o começo de sua segunda vida, agora como um Golden, em que é adotado pelo pequeno Ethan e descobre o amor de um menino por seu cão.

O PERSONAGEM canino também se transforma em um herói ao reencarnar como uma Pastora Alemã e ganha uma função na sociedade ao trabalhar como um cão de salvamento. As quatro vidas de Bailey são contadas pelo olhar de um cão que não vê propósito nos gatos, tenta entender a mente humana e, principalmente, se esforça para compreender qual é o sentido da sua vida no mundo – questionamentos esses tão comuns entre nós, seres humanos.

QUER ganhar um exemplar?

Se você se interessou pela história de Bailey e gostaria de ler “4 Vidas de um cachorro” participe da promoção aqui no CaninaBlog. Para participar, basta curtir esse post e deixar um depoimento contando: o que você faria se tivesse uma vida de cachorro? As quatro melhores respostas ganharão um exemplar do livro“4 Vidas de um cachorro”. A promoção vai até dia 8 de abril de 2011.

Read Full Post »

A aparência do cachorro não deve ser o fator mais importante na hora da adoção

EXCLUSIVO | MUITAS pessoas escolhem o cachorro pela estética do bicho, pelo tamanho ou até por qual raça está na moda. No caso dos donos do Teco, um cão da raça Basenji, foi uma simples busca no Google. A familia que adotou Teco procurava um cachorro que não latia para fazer companhia ao filho de 10 anos. Por isso, digitaram no site de busca: “cão que não late”.

LOGO apareceu a raça Basenji, conhecida mundialmente por não latir ou fazer “au-au”. O que eles não perceberam na busca, entretanto, é que essa raça antiquíssima e originária do Congo na África, solta um grito inconfundível. Isso mesmo, um Basenji não late, ele grita!

Teco é da raça Basenji, como o cão dessa foto

DESESPERADO, o casal procurou a ajuda do especialista em comportamento animal, Gustavo Campelo, que adestrou o bicho. Entretanto, os donos não ficaram satisfeitos com o resultado, porque mesmo depois do treinamento, o cachorro precisa de 1 hora de passeios diários e ainda solta gritinhos quando não levado para praticar exercícios.

A TRISTE história de Teco é a de vários cães espalhados pelo país e adotados por pessoas que não estudam a raça ou avaliam se o perfil é o mais adequado a sua rotina, espaço e até recursos financeiros. O resultado? Vários cães abandonados, maltratados ou doados. Este também é o caso do Teco que está sendo doado para alguém que esteja disposto a amá-lo incondicionalmente. Aliás, Gustavo Campelo oferece uma orientação gratuita aos novos pais desse cão da raça Basenji, conhecida por ter muita paciência com crianças (se você deseja adotar o Teco, escreva para info@gustavocampelo.com.br).

PARA que esse tipo de problema não se repita, Gustavo Campelo deixa algumas dicas preciosas para quem está pensando em adotar ou comprar um cachorro. Confira:

O QUE avaliar antes de adotar:

CADA raça tem uma característica, uma função e um grau de energia. Essas informações são importantes na hora de escolher um animal (e não só a aparência). Não adianta um cão com energia altíssima para um casal de idosos, por exemplo. É importante saber desde o inicio os objetivos e nossas expectativas em relação ao cachorro e assim escolher uma bicho que melhor se enquadre ao ritmo da família.

CÃES sem raça definida:

O MESMO serve para os cães sem raça definida. Nesse caso, é mais difí­cil prever o comportamento do cachorro. Por isso a ajuda de um profissional pode ser indispensável.

A PERSONALIDADE do cachorro:

CADA raça tem uma tendência de comportamento, que se confirmarão ou não pela educação que o cachorro receberá. É possível fazer testes de personalidade com filhotes de 45 dias. Esses testes dão uma boa ideia de como será o filhote quando adulto. Mas tudo depende da educação dada a cada bicho.

DICA EXTRA: UM especialista em comportamento animal pode ajudar os donos a escolher o cachorro mais adequadado ao perfil do dono ou família. O adestrador Gustavo Campelo criou, por exemplo, o projeto Filhote Equilibrado, que ajuda desde a escolha do cachorro até uma consulta comportamental preventiva e aulas de obediência.

Read Full Post »

A alimentação do seu cachorro merece tanta atenção quanto a sua

EXCLUSIVO | VOCÊ sempre ouviu da sua vó que faz mal misturar leite e melancia e que tomar sorvete dá dor de garganta? Pois bem, muitos desses mitos foram colocados para escanteio com as explicações de médicos e cientistas. Entretanto, ainda existem muitos mitos sobre a alimentação canina circulando nos papos entre cachorreiros em parques ou até mesmo na internet.

PARA verificar o que é verdade ou mentira sobre essas questões, chamamos a zootecnista Tula Verusca Pereira, do blog Cão Natural. Afinal de contas, Tula, osso de galinha é capaz de matar um cachorro? Não fique na curiosidade e confira abaixo.

O CONSUMO de ossos de galinha pode matar um cachorro?

VERDADE Mas só se os ossos estiverem cozidos. Eles podem perfurar do esôfago ao intestino. Isso porque os ossos cozidos modificam sua estrutura fazendo com que as pontas formadas possam perfurar o cão. E o osso cru? Bem, o osso cru não corre o risco de perfurar o cão. Mas assim como ossos de couro, pode ocorrer engasgo. Sendo assim, supervisione sempre seu cachorro enquanto come um osso, ou a situação pode se transformar em uma tragédia.

SERVIR carne crua para um cachorro pode deixá-lo mais agressivo?

Cães só podem comer ossos crus, adverte a zootecnista

MITO A agressividade do cão tem a ver com o temperamento e não com a alimentação.

LEITE pode dar diarréia em cães adultos?

VERDADE Leite é um alimento de filhote. Portanto, alguns animais param de digerir o leite na vida adulta, fazendo com que o organismo precise se livrar logo do alimento e por isso ocorre a diarréia.

OSSOS são capazes de limpar os dentes dos cães?

VERDADE Ossos crus são capazes sim de limpar os dentes caninos. Principalmente aqueles ossos que demoram a serem comidos. Entretanto, não é a solução perfeita, principalmente para os dentes da frente, chamados de incisivos. O ideal é que se escove os dentes todos os dias.

CACHORROS não devem comer frutas cítricas?

MITO Se o animal é saudável,  pode comer frutas cítricas. Para se ter uma ideia, o PH do estômago é mais ácido do que de vinagres.

OVO cru misturado na ração deixa o pêlo mais bonito?

MITO Além de desbalancear a ração seu cão, ofertando mais proteína que ele necessita, com o passar do tempo o cachorro pode ter dermatites.

LEIA também no CaninaBlog:

Petiscos que fazem bem e ainda adestram

O segredo da comida natural: a diversidade

Read Full Post »

A atriz descobriu sua paixão por cães ao atuar ao lado de Lassie quando ainda era uma criança

EXCLUSIVO | A MORTE da atriz Elizabeth Taylor, aos 79 anos, deixou muitos cinéfilos de luto. Mas pouca gente sentirá tanta saudade da atriz como seus cachorros. A belíssima atriz dos olhos cor de violeta ficou famosa por suas atuações no cinema e também por sempre estar acompanhada dos seus peludos.

SUA paixão por cães começou quando a atriz ainda era uma criança e co-estrelou nos clássicos filmes com Lassie, a estrela canina. Esse amor se tornou tão forte que aos 60 anos Elizabeth ganhou como presente um descendente do cachorro da raça Collie que atuou como Lassie na primeira versão do filme.

Elizabeth Taylor era constantemente fotografada ao lado dos seus cães

MAS não eram os Collies a verdadeira paixão da atriz de Hollywood. Mas sim os cães da raça Pequinês que eram constantemente fotografados ao lado de Elizabeth em hotéis, eventos e até mesmo nos sets de gravação. Entretanto, mesmo uma atriz de sucesso como Elizabeth Taylor possuía alguns problemas para circular ou viajar com seus cães.

CERTA vez a atriz foi convidada a estrelar um filme na Inglaterra e, como sempre, Elizabeth tentou levar seus melhores amigos caninos. Foi assim que surgiu um problema diplomático, pois a Inglaterra exigia um período de seis meses de quarentena para qualquer cão trazido para o país. Taylor encontrou uma solução inteligente (e caríssima) para o problema: manteve seu iate atracado no rio Tamisa, que corta a capital Londres. Para Elizabeth Taylor, o amor por seus cães não tinha preço.

LEIA também no CaninaBlog:

Aniversário de 50 anos do filme 101 Dálmatas

Marilyn Monroe sob o ponto de vista de Maf, seu cachorro

Palm Dog premia melhor cão ator em Cannes

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: