Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \29\UTC 2011

Para cada tipo de criança e família existem raças mais convenientes

EXCLUSIVO | É MUITO comum ouvir pais dizendo: “meus filhos querem muito um cachorrinho, mas não sei o que fazer”. A indecisão é motivada por várias razões, como a falta de tempo para cuidar do bicho, o medo de que seja agressivo com as crianças e até mesmo a dificuldade de escolher a raça mais adequada.

TODAS estes questionamentos são saudáveis e devem ser feitos antes de qualquer decisão. Afinal, um bicho é uma vida que depende de você por anos e anos. Entretanto, só quem conviveu com um cachorro na infância sabe os benefícios desta relação. “Alguns conceitos são muito difíceis de explicar para uma criança. Os cães podem tornar essa tarefa muito mais fácil”, argumenta o especialista em comportamento animal Gustavo Campelo.

A SIMPLES convivência com um cão pode ensinar, por exemplo, a criança a ter a noção de responsabilidade. “O compromisso de ter que levar para passear, dar comida e escovar o pêlo são incorporadas no dia a dia de maneira muito rápida e sem conflito. Além disso, é comprovado que crianças com animais de estimação brigam menos com os colegas na escola, têm menos tendência de desenvolver alergias e vão melhor nos estudos”, afirma Campelo.

QUE os cachorros podem contribuir com a educação das crianças, disso não há dúvida. Mas será que chegou o momento de seus filhos conviverem com o melhor amigo do homem? Tire suas dúvidas com o adestrador Gustavo Campelo.

Crianças com animais de estimação brigam menos com os colegas

QUE aspectos eu devo avaliar antes de levar o cachorro para casa?

O PRIMEIRO a ser avaliado é se as crianças realmente vão ajudar na criação e educação deste animal ou se é apenas uma vontade de momento e que passa com o tempo. Na minha opinião, as crianças têm todo o direito de querer ter animais de estimação, mas aos pais cabe o dever de cobrar certas regras. É uma ótima oportunidade de ensinar e fortalecer responsabilidades e valores.

HÁ raças mais indicadas para crianças?

PARA cada tipo de criança e família existem raças mais convenientes. Para saber quais são as recomendadas, é preciso analisar espaço físico, condições financeiras, rotinas e perfil familiar. Tanto cães pequenos como grandes podem ser indicados, depende muito das características da criança e da família.

QUE cuidados tomar com crianças pequenas e cães?

CACHORROS e crianças pequenas nunca devem ficar juntos sem supervisão. É sempre indicado que tenha um adulto por perto. Somente quando a criança aprender o que não deve ser feito com os cães – como mexer na comida deles, colocar a mão na boca e bater – é que cães e crianças podem conviver livremente.

LEIA também no CaninaBlog:

Cachorros e bebês: Preparação e chegada do novo filhote

Vídeo: Babás quase perfeitas

Gustavo Campelo: Meu cão é descuidado com crianças

Anúncios

Read Full Post »

EXCLUSIVO | AS LOJAS estão lotadas de sugestões de presentes para o Dia das Crianças. Bonecas, videogames e carrinhos dividem a opinião das crianças e deixam os pais mais endividados do que nunca.

O MERCADO de brinquedos também aproveita o 12 de outubro para lançar novidades. Entre tantas opções, uma chamou minha atenção, é o Rex Pum Pum da Grow. Trata-se de um cachorro de brinquedo que adora comer e solta… “pum” e objetos mais sólidos. Pode acreditar, a brincadeira consiste em recolher o cocô do pequeno Rex.

Brinquedo vale R$ 70 e é indicado para crianças de 4 a 8 anos

QUER entender como funciona o Rex Pum Pum? Então clique na imagem de abertura e assista ao vídeo.

LEIA também no CaninaBlog:

Soluções ecológicas para a cáca canina

Pelo bem de todos: sorria e recolha a cáca do seu cachorro

Read Full Post »

Dante Camacho tem mais de 10 anos de experiência e se tornou campeão em agility

EXCLUSIVO | COM 10 anos de experiência e conhecido como um dos primeiros profissionais a utilizar o método positivo com clicker no Agility brasileiro, Dante Camacho se destacou nos últimos anos por diversas razões. A primeira, por ter trabalhado com mais de 100 casos de problemas de comportamento em cães e ter alcançado resultados muitas vezes surpreendentes.

JÁ NO esporte, Dante se sagrou campeão de agility em diversas esferas, como no Paulista, Brasileiro, das Américas e Caribes. Atualmente, o adestrador mora no Canadá onde participa com seus cães em competições de agility, rally, obediência e continua ensinando donos e cães a terem uma convivência mais harmoniosa. Além de participar de apresentações como o show Super Dogs, onde apresenta seus cães para milhares de pessoas.

COM tanta experiência no currículo, toda visita que Dante Camacho faz ao Brasil é comemorada. Principalmente quando ele abre sua agenda para seminários pensados para adestradores, comportamentalistas, donos de cães, profissionais do meio pet e entusiastas.

Fãs do adestrador terão duas oportunidades de conhecer o trabalho de Dante

ESTE ANO Dante ministrará em duas oportunidades na nossa capital Brasília. No primeiro seminário não haverá participação de cães alunos e abordará temas como: a teoria do adestramento animal e suas aplicações, as relações de poder entre cães e pessoas, além de problemas comportamentais em cães, como medos e agressividade.

JÁ O segundo evento que acontece por dois dias em dezembro e é focado em Agility para iniciantes. E atenção: somente 15 vagas para cães participantes serão oferecidas, a pedido do próprio palestrante.

SEMINÁRIO I: Comportamento canino

Data: 26 e 27 de novembro de 2011

Investimento:  R$250 avista ou 3x de R$ 90

Local: Brasília – DF

SEMINÁRIO II: Agility para iniciantes

Data: 3 e 4 de dezembro de 2011

Investimento (com cães): R$350 avista ou 3x de 130

Investimento (sem cão): R$250 avista ou 3x de R$ 90

Local: Brasília – DF

MAIS informações sobre o curso, hospedagem e alimentação, pelos e-mails ou telefones abaixo ou basta clicar aqui:

Tula Verusca – contato@caonatural.com (61) 8109 4476

Thais: heelervalley@gmail.com (61) 9978 2517

VEJA também no CaninaBlog:

Transformando meu cachorro em um atleta

O método que revolucionou o adestramento

Agility: Exercitando a confiança entre o dono e o cão

Read Full Post »

A função mais popular da raça foi como cão de carruagem acompanhando os cavalos

EXCLUSIVO | O FILME marcou a infância de muita gente. Mas como resistir àqueles filhotes cheios de pintas correndo da perversa Cruela Devil no longa metragem 101 Dálmatas da Disney? Foi justamente no lançamento do filme, no ano de 1996, que a raça se tornou uma das mais populares e ficou muito fácil encontrar um charmoso Dálmata desfilando nas ruas do mundo inteiro.

ATÉ uma especialista na raça, a proprietária do Canil Dalsfort Rachel Fradique, reconhece que a característica mais marcante da raça Dálmata são as pintas. “Nenhuma outra raça é assim, eles têm essa pelagem singular que de longe chama atenção e encanta a todos por onde passa”, declara a criadora sem disfarçar a paixão.

Dálmatas são fãs de esportes caninos

E COMO resistir à uma raça que sorri? É isto mesmo, segundo Rachel, é muito comum exemplares da raça que, quando ficam muito felizes, mostram todos os dentes como num sorriso humano. “Muita gente chega a achar que é agressividade, mas que nada. É apenas um sorriso cheio de dentes”, relata.

MAS não se deixe seduzir por tanto charme, Dálmatas precisam de pulso firme e disciplina desde filhotes. “Por serem muito inteligentes, por vezes são taxados como cães teimosos, portanto precisam de um dono mais teimoso ainda”, explica a criadora. Isto significa que a raça carece de motivação, pois se não for interessante para o cão, ele simplesmente não faz o que o dono manda. “O dono de um Dálmata deve ser persistente, paciente e disposto”, recomenda a dona do Canil Dalsfort de Fortaleza (CE).

VOCÊ também é um apaixonado por Dálmata? Então continue lendo este Perfil da Raça e verifique se você é o dono ideal para esse cão cheio de pintas:

PERSONALIDADE | São carinhosos e adoram abraçar o dono. Muito inteligentes e por isso igualmente persistentes.

LONGEVIDADE | Cerca de 13 anos.

TAMANHO | Machos até 32 quilos e fêmeas até 29 quilos.

O dono ideal é aquele que gosta de atividades ao ar livre

PELAGEM | Pintas nas cores preto ou fígado com o fundo branco puro. Os filhotes nascem brancos e, com o passar dos dias, as pintas vão aparecendo na pele e posteriormente no pêlo. Os cães que já nascem com uma mancha (e não pinta) preta são chamados de patchs e não podem participar de exposições de beleza.

CUIDADOS | Dálmatas com olhos azuis ou de duas cores são muito bonitos. Entretanto, segundo a criadora, não devem ser reproduzidos, pois a surdez tem relação com os olhos azuis.

ESPAÇO | É uma raça bem ativa e precisa de exercícios regulares, uma casa com bastante espaço é o ideal. Se adaptam a lugares menores contanto que sejam supridas suas necessidades diárias de exercício, caso contrário podem se tornar destrutivos e agressivos.

SAÚDE | Cálculo renal é algo comum na raça, por isso é bom redobrar o cuidado. Sendo que o problema genético mais comum é a surdez.

SOCIABILIDADE | Costuma se dar bem com outros cães e animais, mas deve ser socializado desde filhote. No passado acompanhava carruagens e até hoje tem afinidade com cavalos.

PREÇO | Varia de R$ 800 a R$ 1.500 com pedigree.

DICA DO CRIADOR | Se o filhote até dois meses e meio ainda não mostrar as pintas pretas ou fígado, não irá surgir mais. Ao procurar um filhote, observar se tem o “lápis’’ em torno do olho, o contorno deve ser completo.

DONO IDEAL | Dálmatas não são cães para qualquer pessoa, precisam de pulso firme e disciplina desde filhotes. O dono ideal é aquele que gosta de longas caminhadas, atividades ao ar livre e esportes caninos.

(Fonte e imagens: Canil Dalsfort)

As pintas devem aparecer nos filhotes até dois meses, depois disto, não surgirão mais

Read Full Post »

O colostro proporciona a imunidade passiva aos filhotes recém nascidos

EXCLUSIVO | SÃO inúmeras e amplamente conhecidas as vantagens da amamentação para os bebês humanos: protege de infecções e alergias, diminui a chance de obesidade infantil e, sem dúvida, aumenta os laços da mãe com o filho. Com os filhotes de cachorro não é diferente. “A principal conseqüência do desmame precoce é o déficit de crescimento. O animal não conseguirá atingir o desenvolvimento normal e composição corporal devido a falta de nutrientes”, afirma a médica veterinária da Vetnil, Isabella Vincoletto.

SENDO que para os cães há ainda um fator extra. “Após 24 horas do nascimento, o filhote chega a perder aproximadamente 10% de seu peso, por isso é importante observar a amamentação para que o filhote recupere seu peso”, explica a veterinária. Além disso, após o nascimento, os filhotes precisam ter contato com a mãe para se tornarem adultos seguros. “A amamentação é essencial no primeiro dia de vida do animal, pois é o colostro que irá proporcionar a imunidade passiva aos filhotes recém nascidos”, completa.

PROBLEMAS na amamentação

OS FILHOTES devem ser amamentatados por aproximadamente 45 dias. Sendo que, por volta de 3-4 semanas de idade, podem começar a comer alimento úmido em uma vasilha. Quando a mãe não produzir leite suficiente ou o filhote for órfão, os bebês deverão ser alimentados com leites especialmente formulados para suprir às necessidades deles durante o desmame, como o Pet Milk da Vetnil. Outra opção é a ama de leite, ou seja, fêmeas que estão amamentando seus próprios filhotes.

LEIA também no CaninaBlog:

Gestação canina: O grande momento, o parto

Como cuidar da alimentação do seu bebê canino

Cachorros e bebês: Por uma amizade que começa no berço

 

 

Read Full Post »

Ator Reynaldo Gianecchini na campanha para a SUIPA, entidade protetora de animais

EXCLUSIVO | O PESADELO vivido pela presidente Dilma Rousseff e, mais recentemente, pelo ator Reynaldo Gianecchini, também pode atingir os cachorros. Um dos principais sintomas é fácil de identificar: o inchaço nos principais gânglios do corpo, como o pescoço, axilas, virilha, abdômen, tórax e pernas.

ESTES também são os primeiros pontos observados por um veterinário quando há uma suspeita de câncer. “O sistema linfático é composto por gânglios que são distribuídos por todo o corpo e interligados por finos canalículos que drenam a linfa. Os animais, assim como os humanos, também podem desenvolver câncer nesse sistema linfático e um dos principais sinais da doença é o aumento desses gânglios”, conta a veterinária Paula Cava, responsável pelo Serviço de Oncologia do Hospital Veterinário Pet Care.

Presidente Dilma foi curada de Linfoma e hoje pode curtir passeios com seu cachorro Nego

TAMBÉM conhecido como “íngua”, esse inchaço pode ser encontrado através do tato em pontos específicos, de forma generalizada ou ainda em exames laboratoriais. Mesmo depois de tantos exames, na maioria das vezes, o fator que desencadeou o aparecimento da doença é desconhecido, principalmente em cães.

TRAMENTO eficaz

EMBORA o Linfoma apresente um risco como todo câncer, a doença tem uma boa resposta ao tratamento e a quimioterapia usada não tem os efeitos colaterais agressivos que encontramos em outros tipos de tumores. “A decisão de tratar o Linfoma nunca é uma decisão fácil de ser tomada, principalmente por que associamos o nome quimioterapia àquilo que já sabemos ou conhecemos no tratamento das pessoas com câncer, como queda de cabelo, perda de peso, vômitos e não raramente muito sofrimento físico e psicológico”, explica a veterinária. “O objetivo do tratamento é controlar a doença e proporcionar qualidade de vida aos pacientes. Nos animais os efeitos colaterais das drogas usadas é muito menor do nas pessoas”, garante.

O TRATAMENTO completo normalmente é feito durante seis a 12 meses e as taxas de sucesso no tratamento são de 70 a 80%. “Nós temos vários animais tratados e em tratamento para Linfoma, sendo os cães o maior número e com melhor resposta”, diz. “Geralmente dentro de uma semana após o início do tratamento já observamos uma melhora acentuada, com a diminuição visível dos gânglios que estavam aumentados”, finaliza a veterinária responsável pelo Serviço de Oncologia do Hospital Veterinário Pet Care.

LEIA também no CaninaBlog:

Doenças que (infelizmente) compartilhamos com os cães

Câncer canino: tratamentos possíveis

Câncer canino: como prevenir?

Read Full Post »

EXCLUSIVO | SERIA mais um cachorrinho perdido em uma grande cidade se não fosse a boa vontade de uma menina e milhares de amigos da internet. Este caso verídico inspirou a nova campanha do Google Chrome no Brasil que foi lançada em rede nacional ontem a noite (20) no horário nobre da rede Globo.

CRIADA pela agência Neogama/BBH, a campanha mostra o caso real de um cão perdido na cidade de São Paulo que foi encontrado por uma menina. Com a ajuda de um grupo de jovens que trabalham em uma agência especializada em internet, a Bumaiê, batizaram o cão perdido provisoriamente de Boeing e decidiram criar um blog em busca dos verdadeiros donos do animal, o www.cademeudono.com.br.

COM mais de 15 mil acessos no YouTube e comentários nas redes sociais, o cachorrinho encontrou seu dono graças à uma marquinha de nascença no rabo e voltou a ser chamado pelo seu verdadeiro nome: Guga. Para a agência Neogama/BBH, esta história reforça o princípio de que o potencial da internet depende de como ele é explorado pelo usuário. Quem já utiliza a internet para fazer o bem aos cachorros fracos e desamparados sabe muito bem o que isto significa. Para assistir a propaganda, basta clicar na imagem de abertura.

VEJA também no CaninaBlog:

O cachorrão da propaganda do Bob’s

Vídeo: Será que cachorro gosta de sapatos?

Conheça Jerry, o astro da propaganda do Jetta

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: