Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 19 de setembro de 2011

"A indústria de alimentos para cães segue rígidos programas de qualidade", garante representante de fabricantes de alimentos para pet

EXCLUSIVO | QUE O brasileiro trata seus cães como filhos, isso não é nenhuma novidade. Pelo menos para quem tem um pet em casa. Essa nova maneira de ver os bichos de estimação fez da população de cães e gatos no Brasil a segunda maior do mundo e hoje somos donos da quarta maior população total de animais de estimação.

ESSA alteração do perfil da população brasileira foi acompanhada de perto pela Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação (Anfalpet) nos últimos dez anos. Segundo o diretor da associação, José Edson Galvão de França, vários comportamentos contribuiram com essas mudanças. “Casais com crianças passam a ter animais e, a partir daí, passam a tratá-los como filhos. Aqueles com mais de 60 anos costumam substituir os filhos pelos animais. Isso trouxe uma consolidação do número de animais além de seu crescimento. Também influenciou os alimentos para animais que passaram a serem formulados com o mesmo rigor da alimentação humana”, garante França.

MAS quais seriam os desafios dos fabricantes de alimentos pet? Confira nesta entrevista com o diretor da Anfalpet José Edson Galvão de França.

CANINABLOG: O brasileiro pode confiar nos produtos pet nacionais?

"Há uma nova demanda por comida natural", diz diretor da Anfalpet José de França

José Edson Galvão de França: A indústria de alimentos para cães e gatos segue rígidos programas de qualidade como BPF (Boas práticas de fabricação), APPCC (Análises de Perigos e Pontos Críticos de Controle), possuem grupos de qualidade e realizam pesquisas para a utilização de seus produtos. Também respondem à fiscalização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil (MAPA) e outros órgãos reguladores e fiscalizadores.

Além das características nutricionais de cada ingrediente, é importante salientar que muitos componentes são aproveitados de processos de fabricação de abatedouros e frigoríficos, sendo de grande destaque para a preservação do meio-ambiente através da utilização de produtos que seriam descartados. Desta maneira, também promove o desenvolvimento sustentável para a cadeia animal.

CANINABLOG: Na sua opinião, quais são os desafios do mercado no Brasil? Quais são as novas demandas?

De França: Desenvolver e produzir alimentos para animais de estimação com o mesmo cuidado e mais barato que o alimento humano. Além de lançar produtos para os novos nichos de mercado com velocidade adequada e assim atender cachorros que ainda se alimentam com sobras de mesa. Mas a mais nova demanda é, sem dúvida, oferecer mais opções de alimento natural para animais de estimação.

LEIA mais entrevistas publicadas aqui no CaninaBlog:

Por que agosto é o mês do cachorro louco?

Surfe canino: esporte une donos e seus cães

O cachorro segundo o Espiritismo

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: