Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 10 de maio de 2012

O mais importante é que o passeio seja agradável para o dono e o cão

EXCLUSIVO | O PASSEIO é um momento sagrado para os cachorros. Durante a caminhada, eles têm a oportunidade de se exercitarem, receberem múltiplos estímulos olfativos, auditivos e visuais. E a cereja do bolo: ainda ajuda a melhorar o relacionamento entre o dono e seu melhor amigo. Bom, pelo menos deveria ser assim.

A VERDADE é que caminhando pelas ruas e parques da cidade, encontramos pessoas e cães vivendo momentos bem tensos enquanto passeiam. São donos que não conseguem controlar a força e tamanho do próprio cachorro, ou ainda cães medrosos e cansados sendo arrastados pelas ruas.

PARA o especialista em comportamento canino Gustavo Campelo, todo dono tem a obrigação de passear pelo menos 30 minutos por dia com seu cão. “Independente do espaço da casa, do sítio ou até mesmo fazenda”, explica. Cabe ao dono decidir se esses 30 minutos podem ser um momento para relaxar e curtir o pet ou se tornar o pior momento do dia.

Incentive que o cachorro olhe nos seus olhos durante os passeios

SE VOCÊ deseja que seja um momento bom, a dica é treinar o cão desde filhote e, se possível, com a ajuda de um adestrador idôneo. “Bons treinadores fazem as aulas de adestramento divertidas para o cão, não dão trancos e nem maltratam os animais”, esclarece Gustavo.

PARA ajudar cães e donos neste momento tão importante e essencial, Campelo reuniu algumas dicas de comportamento especialmente para passeios. Confira:

NA frente, ao lado ou atrás?

O ESPECIALISTA em comportamento animal explica que o mais importante é que o passeio seja agradável para o dono e para o cão. “Se for possível que o cachorro ande ao lado ou ligeiramente atrás, muito melhor”, recomenda. Mas o mais importante é que se estabeleça uma relação em que o cão siga o proprietário, ou seja, o dono é quem deve decidir por onde continuar a caminhada.

CACHORROS que andam a frente de seu dono provavelmente passearam pouco ou não tiveram um treinamento desde filhote. “Mas não podemos afirmar que um cão é dominante somente porque ele puxa o dono nos passeios”, explica Campelo. Para isso, é preciso avaliar o comportamento do bicho dentro de casa e com a família.

OLHOS fixos

ALGUNS cães olham constantemente nos olhos do dono enquanto passeiam, como se buscassem interpretar as intenções de quem segura a guia. Para Campelo, este tipo de comportamento é o ideal. “Os donos deveriam incentivar esse tipo de comportamento, pois revelam alta intimidade canina-humana.”

ESTILO Marley & Eu

QUEM pode esquecer das cenas do filme Marley e Eu em que os donos são arrastados pelo lindo Labrador por todo canto? Além de constrangedor, este tipo de comportamento também pode causar problemas físicos nos cães e nos donos. “Patas que arranham o chão e chegam a sangrar, unhas que caem e desvio de traquéia são bem comuns nesses cães e, em alguns casos, pode inclusive piorar o quadro de displasia em filhotes em formação”, conta Campelo. Além disso, o dono corre o risco de ter problemas de coluna, dores no braço e vontade de nunca mais sair para passear com o cão. Se este for seu caso, chegou a hora de procurar ajuda de um profissional.

VEJA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Meu cachorro come besteiras na rua

A importância do passeio para os cães

Gustavo Campelo: Posso confiar no meu cão sem guia?

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: