Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \31\UTC 2012

Você pode tornar sua casa menos estressante e solitária para seu cão

EXCLUSIVO | SEMPRE adorei dar brinquedos para Ciccilo, meu Fox Terrier Pêlo Duro, porque ele simplesmente brinca, brinca e brinca sem parar com qualquer novidade que trago do pet shop. Mesmo com quase 10 anos, ele ainda tem espírito de criança e dribla uma bola, entre pulinhos de cordeiro, como ninguém. Talvez por isso eu estranhe tanto quando encontro cães que não tem interesse por esse tipo de atividade ou não tem nenhum brinquedo algum em casa.

BRINCAR para um cão é mais do que divertimento. É pela brincadeira que o animal de estimação percebe o mundo, desenvolve confiança com o dono e aprende regras e limites para a convivência. A casa onde você e seu cachorro moram também pode ser um local estimulante. Aliás, cães procuram por coisas para se divertir o tempo todo, principalmente quando são filhotes. Por isso destroem sapatos, móveis e outros objetos que, para nós humanos, não parecem nada divertidos.

O enriquecimento ambiental não  resolve todos os problemas comportamentais, mas é capaz de  diminuir o estresse, avisa Campelo

ESSE conceito de deixar sua casa interessante e lúdica para o seu cachorro é chamado pelos comportamentalistas animais de enriquecimento ambiental. A origem da inserção de estímulos no ambiente do animal – com objetivo de diminuir o estresse e prevenir problemas comportamentais – surgiu nos zoológicos quando especialistas criaram técnicas para eliminar o estresse de animais confinados. Mas o comportamentalista Gustavo Campelo explica que o enriquecimento ambiental hoje é muito utilizado também para animais domésticos.

COLOCANDO em prática

COM a correria do dia a dia e convivendo em espaços cada dia menores, muitos cães sofrem com estresse, depressão e solidão. É por isso que o enriquecimento ambiental se tornou tão importante para animais domésticos como os cachorros. “Além disso, pessoas têm animais de estimação mas infelizmente não possuem muito tempo para se dedicar aos animais, que acabam desenvolvendo comportamentos prejudiciais e indesejáveis”, lembra Campelo. E embora o enriquecimento ambiental não seja capaz de resolver todos os problemas, é uma ferramenta importante para diminuição do estresse. Existe no mercado uma série de brinquedos e quebra-cabeças para cães que são utilizados no enriquecimento ambiental. “Mas esses objetos podem ser improvisados, como ração espalhada pelo chão (estimula o olfato) ou uma simples garrafa pet recheada de petiscos”, indica Campelo.

COMO enriquecer sua casa?

GOSTARIA de utilizar a técnica de enriquecimento ambiental em sua casa mas não sabe nem por onde começar? O comportamentalista Gustavo Campelo tem dicas de para cães nas três fases da vida. Confira:

FILHOTE

PARA um filhote recomendo rodízio de brinquedos. Filhotes são curiosos e vão procurar algo novo no ambiente para poder brincar.

ADULTO

PARA adultos minha sugestão são brinquedos educativos e inteligentes, que exigem que o animal raciocine para chegar a soluções e aulas de adestramento avançadas como agility, faro, truques mais complexos.

 

Para filhotes, o adestrador Gustavo Campelo recomenda um rodízio de brinquedos

IDOSOS

Para idosos um bom enriquecimento ambiental é deixar um cheiro diferente em cada cômodo da casa, para que ele identifique onde está com mais facilidade. Além de passeios curtos e brincadeiras mais tranquilas.

NO PRÓXIMO post você vai conferir como Ciccilo reagiu depois da técnica do enriquecimento ambientes ser implantado lá em casa e como ele reagiu diante do seu primeiro brinquedo educativo. Não perca!!

CONFIRA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Como estimular a brincadeira entre cães

Brincar faz bem à saúde do seu cão

Brinquedos que divertem e ensinam a cachorrada

Read Full Post »

Pulseira Mini Patinhas da marca Flor de Prata é encontrada em ouro ou prata

MODA | IMAGINE uma coleção inteira de acessórios em ouro ou prata com motivos pet. Esse sonho de consumo se torna real quando você entra no site da marca Flor de Prata que criou a coleção Patinhas, focado no público que é louco por cachorros e outros pets.

A COLEÇÃO é toda fabricada em dois banhos de ouro 18k ou dois banhos da prata pura, o que garante a resistência das peças. Aliás, é bom avisar que as peças não são bijous pois não levam níquel – elemento que dá alergia em muitas pessoas. A empresa de semi joias sediada em Curitiba mas que vende seus produtos na loja online para todo o Brasil.

Medalha de São Francisco de Assis contém a oração em italiano no verso

UMA das campeãs de vendas é a pulseira da linha Mini Patinhas que abre este post. Fabricada em banho de ouro, mas também na possibilidade em prata, a pulseira tem 1,2 cm de diâmetro e pesa 18 gramas. A pulseira é vendida no próprio site da Flor de Prata por R$ 56.

OUTRA linha encantadora e que acaba de chegar é a da medalhinhas de São Francisco de Assis, santo protetor dos animais. O pingente Medalha  Italiana de  São Francisco de Assis contém uma oração no verso em italiano e pesa 9,5 gramas. Um verdadeiro objeto de proteção que é vendido por R$ 40 no banho em prata e R$ 42 em ouro.

Brinco Mini Patinhas também pode ser comprado na loja virtual da Flor de Prata

PARA quem gosta de brincos, uma opção é o par da linha Mini Patinhas em prata (R$ 28) ou dourado (R$ 31) que pesa 3,8 gramas e com um pingente de patinha com 1,2 centímetros.

CONFIRA mais posts de moda e acessórios no CaninaBlog:

Inverno: Marcas de moda pet mostram novidades

Novidade: Cães na moda das estampas de bichos

Esmalte com nome de cachorro

Read Full Post »

Nos dias mais secos, passeie cedo pela manhã, no final da tarde e a noite

EXCLUSIVO | A UMIDADE relativa do ar é considerada prejudicial quando está abaixo dos 30%. Como em vários estados brasileiros não chove há mais de um mês, a Defesa Civil alerta que a população deve evitar a prática de exercícios físicos em ambientes abertos, assim como ficar durante muito tempo em locais fechados, como teatros e cinemas.

Banhos quentes devem ser evitados em casa ou no petshop

MAS não são só os humanos que podem ser prejudicadas com a baixa umidade relativa no ar. “Os problemas para o sistema respiratório causados pelo tempo seco são vários, tanto para nós seres humanos como para os animais: pneumonias, gripes, alergias podem ocorrer quando a umidade cai e os índices de poluição, consequentemente, aumentam”, alerta a médica veterinária Andressa Gontijo da Clínica Home Vets. Sendo que os sintomas do tempo seco nos cães são diversos, como mal-estar, tontura, hipertermia, olhos vermelhos, boca seca, o que pode resultar em desmaios e desidratação.

COMO proteger seu pet

DURANTE o tempo seco, vigie ainda mais se seu cachorro tem água a disposição, pois o consumo aumenta e muito nesta época do ano. Além disso, converse com o petshop que você freqüenta pois os banhos quentes nos animais devem ser evitados. “Muitos cães sofrem de calor excessivo por causa dos pêlos e poderão passar mal durante um banho muito quente”, explica Andressa Gontijo.

EXERCÍCIOS sob controle

A PRÁTICA de esportes também merece atenção especial no tempo seco. O corpo se cansa mais facilmente, a garganta passa a ficar mais seca e os olhos ficam irritados com facilidade. “Mas não é por isso que seu pet não poderá por o nariz para fora de casa, o recomendado é que os exercícios físicos sejam feitos nas primeiras horas da manhã, no final da tarde ou à noite, quando o clima seco não incomoda tanto”, recomenda a médica veterinária. Sendo que o ideal é que os exercícios sejam ao ar livre em locais como parques e praças, que serão mais frescos. “E não esqueça de oferecer água para seu cachorro de hora em hora.”

DICA extra: outra prática recomendada pela médica veterinária Andressa Gontijo é aplicar compressas de água filtrada nos olhos dos cachorros que estiverem com os olhos irritados ou até mesmo o uso de um colírio de lágrima artificial.

LEIA também no CaninaBlog:

Vamos tomar banho?

Operação inverno: O tempo seco e os carrapatos

Imagem da Semana: Tempo seco

Read Full Post »

Ciccilo fez pose para a fotógrafa da revista Minha Casa

CANINABLOG RECOMENDA | ESTÁ para nascer um Fox Terrier tão cheio de poses como Ciccilo. Talvez por isso ele já tenha aparecido em tantas reportagens (confira nos links abaixo) sendo entrevistado ou fotografado. A novidade é a participação do meu pet na sessão Pet  que assino na nova edição da revista Minha Casa em que Ciccilo é a estrela clicada pela fotógrafa Cris Komesu.

A SESSÃO Pet da edição de setembro da Minha Casa mostra uma cama que fiz para Ciccilo a partir de um moletom velho. A ideia surgiu depois que conheci a ONG americana Paws Witha Cause, que ensina como reaproveitar moletons ou blusões e transforma-los em confortáveis caminhas e doar para organizações de proteção animal.

ENQUANTO montava a cama e costurava cada parte, Ciccilo observava tudo com o seu focinho posicionado estrategicamente no meu joelho. Quando pronto, ele aprovou de cara e hoje é a sua cama oficial em casa. O passo a passo é super simples e os materiais necessários são facilmente encontrados na sua caixa de costura.

Edição de setembro da revista já está nas bancas

FICOU com vontade de também costurar uma caminha reciclada para seu pet? Então corra pra banca e compre a edição de setembro da revista Minha Casa da Editora Abril.

CONFIRA mais minutos de sucesso de Ciccilo na mídia:

CaninaBlog no Diário de Pernambuco

Revista Minha Casa recomenda CaninaBlog

CaninaBlog na revista Minha Casa

Read Full Post »

Cachorros podem interpretar carros como uma ameaça ao território

EXCLUSIVO | NUNCA vou esquecer de um cachorro de uma vizinha que adorava perseguir minha bicicleta. Eu ainda era uma criança e o safado me esperava no portão e, quando me via, corria e tentava morder a barra da minha calça. Mas bastava parar a bicicleta, ele parecia perder o interesse e me deixava pra lá.

ESSE tipo de comportamento, que também pode acontecer com cachorros que correm atrás de carros ou caminhões na rua, tem uma explicação na origem dos cães. “Muitos cachorros possuem o instinto de caça e de defesa bem aflorados”, explica o comportamentalista animal Gustavo Campelo. “Num primeiro momento eles podem interpretar que o carro é uma ameaça para o seu território. Então começam a latir e colocar pressão para o carro ir embora.” E como o carro já iria embora de qualquer maneira, o cão se sente poderoso ao interpretar que funcionou latir, correr e rosnar.

Pare o carro ou a moto que o cachorro perderá o interesse, garante Gustavo Campelo

COM este comportamento reforçado, o cachorro começa a repetir outras vezes, ainda mais se tiver a companhia de outros cães. Assim, o perigo do cachorro ser atropelado ou maltratado na rua por vizinhos que se incomodam com a “latição” só aumenta.

SOLUÇÃO 

SE VOCÊ tem um cachorro que gosta de perseguir carros, motos ou bicicletas, a primeira dica de Campelo é simples: impeça que ele fique solto na rua. “Também tente aumentar os exercícios físicos do cão. Caminhadas e brincadeiras no parque ajudam a gastar energia e diminuir a ansiedade”, recomenda. Ainda é possível fazer associações positivas em relação ao veículo, como convidá-lo para um voltinha de carro de vez em quando.

AGORA, se você convive com um cachorro no seu bairro ou rua que adora perseguir seu carro, Gustavo Campelo também tem uma dica bem simples: “Se o carro ou moto saem andando o cão é reforçado nesse comportamento. O ideal é parar o movimento. O cão provavelmente ficará perdido e não vai saber como agir. Quando ele se acalmar, siga em frente.” Eu testei a estratégia e garanto que funcionou!

CONFIRA mais dicas de comportamento canino com Gustavo Campelo:

Gustavo Campelo: Meu cachorro late demais

Gustavo Campelo: O lobo dentro de todo cachorro

Gustavo Campelo: Cães inseguros e a agressividade

Read Full Post »

Estrutura da Corrida Animal será a mesma de uma competição para humanos

EVENTO | A BUSCA por um estilo de vida mais saudável não pode ficar restrita aos humanos. Todo cachorro também tem direito a viver mais e melhor. É para quem também pensa assim que a Sports Fuse e a Pet Party tiveram a ideia de criar uma prova de corrida onde os donos pudessem participar acompanhados de seus cães. Foi assim que surgiu a primeira Corrida Animal que acontece no próximo dia 30 de setembro no Parque Shopping Barueri, próximo a Alphaville em São Paulo. A expectativa dos organizadores é que cerca de mil duplas participarão da corrida.

O PROJETO surgiu a partir dos empresários Alessandro Zonzini da SportsFuse e Carla Zajdenwerg da Pet Party. Com um portfólio que inclui a organização de mais de 200 corridas em todo Brasil, totalizando cerca de 400 mil competidores, Alessandro explica que a estrutura da Corrida Animal será a mesma que para uma competição para humanos. “Contaremos com uma equipe médica para os proprietários e ainda uma tenda que vai funcionar como hospital veterinário para os cães, assim garantimos a segurança e bem-estar de todos”, revela.

O VALOR da inscrição é de R$ 30 para quem se inscrever na modalidade caminhada e R$ 50 para os que optarem pela categoria corrida. Para quem não tem fôlego para tanto esporte,  o evento ainda contará com atrações como um show de agility e tenda Pet Gourmet com água, sorvete Ice Pet e a cerveja sem álcool Dog Beer.

CONVERSAMOS com Carla Zajdenwerg da Pet Party sobre os benefícios de eventos como esse para cães e suas famílias. Confira abaixo, as principais partes dessa entrevista:

“Homem e cão devem ter boas condições físicas para participar da prova”, avisa Carla da Pet Party, organizadora do evento

CANINABLOG: Qualquer pet ou humano pode participar da Corrida Animal?

Carla Zajdenwerg: Sim, desde que estejam em boas condições físicas para a prova. Colocaremos no site dicas e cuidados que devem ser tomados com os cães que participarão da prova (clique aqui para conferir).

CANINABLOG: Quais são os cuidados para os dois antes da pratica de exercícios?

Carla Zajdenwerg: Homem e cão devem ter boas condições físicas para participar da prova. Informamos as distancias da corrida e cãominhada com antecedência para que os dois possam estar preparados até o dia do evento. A organização do evento cuidará de todos os participantes durante a prova. Daremos água e frutas para as pessoas e o percurso contará com alguns pontos de apoio com bebedouros para os cães. Além disso, teremos apoio de equipes médicas e veterinárias.

CANINABLOG: E quais são os benefícios da corrida?

Carla Zajdenwerg: Além de benefícios para a saúde das pessoas e dos seus cães, outro ponto importante desse evento é poder participar de uma corrida ou cãominhada na companhia de seu pet, além de ter a presença da família. Pensando em reunir toda a família buscamos atrações para a arena do evento, com o objetivo de entreter a todos.

Participantes podem optar pela cãominhada ou a corrida

Corrida Animal

Data: 30/09/2012

Horário: das 7h às 12h

Local: Parque Shopping Barueri

Endereço: Rua General Divisão Pedro Rodrigues da Silva, 400 – Aldeia – Barueri – SP

Inscrições: http://www.corridaanimal.com.br

CONFIRA no CaninaBlog mais maneiras de deixar seu cachorro mais saudável:

10 razões para você e seu pet praticarem agility

Benefícios da natação para os cães

Surfe canino: esporte une donos e seus cães

Transformando meu cachorro em um atleta

Read Full Post »

Lucas e Joana contam suas aventuras pelo blog diretamente de Portugal

EXCLUSIVO | SEMPRE que viajo (e já tive o privilégio de conhecer mais de 30 países), gosto de observar a maneira como cada cultura trata seus cachorros. Assim como disse o naturalista alemão Alexander von Humboldt: “A educação de um povo se avalia pelo modo como trata os animais”. Por essa razão, recebi com muito carinho a mensagem da também blogueira Joana Silva que entrou em contato porque segue o CaninaBlog há algum tempo lá de Portugal.

NA TROCA de mensagens, começamos a compartilhar algumas diferenças e similaridades entre a maneira como os brasileiros e nossos patrícios tratam os cachorros. Segundo a criadora do blog O mundo do Lucas,  o mercado e a cultura pet portuguesa é mais antiga, mas ainda pouco desenvolvida diante da brasileira. “Não temos uma mentalidade que nos permita distinguir um cão de uma coisa, por mais cruel que isso possa parecer”, escreveu. Até mesmo pela lei portuguesa, um cão ainda é tratado como um objeto.

“Faltam parques que permitam a entrada de cães em Portugal”, afirma a blogueira Joana

OUTRA diferença é em relação aos espaços em que cães podem circular. Enquanto no Brasil os eles são cada dia mais bem-vindos em shopings, parques e até museus, em Portugal não existem muitos parques públicos que permitam a presença de cachorros. “É essa a mentalidade que muitas organizações e até alguns blogueiros como eu tentam combater”, explica a dona de Lucas, um Poodle cinza que, assim como Ciccilo, é tratado como um filho.

CURIOSO sobre a maneira como os cachorros são tratados em Portugal? Então clique aqui para acessar o blog O mundo do Lucas e também confira algumas curiosidades sobre os cachorros patrícios:

APELIDOS

AQUI no Brasil chamamos cachorro de Totó, já em Portugal eles ganham outros apelidos carinhosos, como: Bobi e Tareco.

RAÇAS portuguesas

O Perdigueiro Português sempre foi a raça favorita dos nobres em Portugal

PORTUGAL é mãe de diversas raças, como o Podengo Português, o cão da Serra da Estrela, o Cão D´água Português (como o Boo, da família do presidente dos EUA Barack Obama), o Perdigueiro Português, o cão de Castro Laboreiro, o Rafeiro deo Alentejo, o cão da Serra de Aires e o Fila de São Miguel Açores.

POPULAÇÃO de cachorros

ESTÁ estimado em 1,9 milhões o número de cães em Portugal. Isso significa, que existe 1 cachorro para cada 5 portugueses – a mesma média brasileira segundo a organização Arca Brasil.

O QUERIDINHO da nobreza

CONTA-SE que o Perdigueiro Português sempre foi a raça favorita dos nobres portugueses. No entanto, o rei D. Sebastião proibia a posse da raça já que a caça era uma atividade da plebe. Após a ascensão da burguesia, entretanto, começou um “boom” da caça e o Perdigueiro Português se tornou também o queridinho da burguesia.

CONFIRA mais posts sobre o cachorro no mundo já publicados aqui no CaninaBlog:

Olimpíadas: Cachorros comemoram medalha com tenista

Eleição EUA: Um cachorro pode fazer a diferença nas urnas

Oscar: Destaque para as estrelas caninas do cinema

Cachorro argentino invade treino da Seleção Brasileira

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: