Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \28\UTC 2012

Descobrimos que Ciccilo é alérgico a anti-pulgas que contém piretroides

CANINABLOG TESTOU | QUEM tem um cachorro com alergia à pulga em casa sabe o trabalho que isso dá. É por essa razão que fico de olho nos anti-pulgas disponíveis no mercado pet. Na última vez que fui ao petshop, reparei em um produto praticamente novo no mercado, é o Pulvex Pour-On que faz parte da linha de pequenos animais do laboratório MSD Saúde Animal / Schering-Plough.

ATRAÍDA pelo preço e por conhecer o laboratório em questão há muitos anos, resolvi testar. Para você ter uma ideia de quanto o Pulvex Pour-On é muito mais barato do que a marca líder no mercado, o Frontline Plus para cães com até 10 quilos sai por cerca de R$ 42. Já o Pulvex Pour-On com duas bisnagas, ou seja, tem duas doses, sai por R$ 20,70 no petshop que frequento.

Pulvex promete combater pulgas, carrapatos e mosquitos em cães

A APLICAÇÃO e o susto

LI AS instruções de uso e apliquei no me Fox Terrier Ciccilo no local indicado. Tudo parecia correr bem até que reparei que ele não parava de se coçar nos dias seguintes. Diferente dos sintomas de uma dermatite causada por pulgas, quando cães se coçam e até se mordem na área perto do rabo, Ciccilo agora de coçava freneticamente na parte de trás do pescoço.

QUANDO me aproximei, vi que a pele dele estava muito vermelha e até com feridas abertas, provavelmente por tanto se coçar, justamente no local da aplicação do anti-pulgas. Vocês imaginam meu desespero. Demos um bom banho em Ciccilo com o xampú antialérgico indicado pela veterinária que nos atende e começamos a aplicar uma pomada nas feridas.

ALERGIA e como reagir

MEU próximo passo foi comunicar o laboratório que fabrica o Pulvex Pour-On, a MSD Saúde Animal. No dia seguinte ao comunicado, recebi uma ligação do SAC do laboratório e também uma mensagem do Gerente Técnico da MSD Saúde Animal, Andrei Nascimento. Segundo ele, Ciccilo deve ser alérgico aos piretroides, classe de inseticidas a qual o ingrediente ativo do Pulvex Pour on faz parte.

O GERENTE Técnico ainda me informou que pouquíssimos cães são alérgicos a esse componente. “A literatura científica cita 1%. Mas, infelizmente, às vezes acontece com o nosso cachorro.” Também pediu que entrasse em contato com um veterinário imediatamente para aliviar Ciccilo das conseqüências da alergia. Me disse ainda que o primeiro passo nestes casos é dar um bom banho e tentar retirar o máximo possível do inseticida da pele do animal.

O SAC da MSD Saúde Animal também pediu dados do produto, como o número do lote do Pulvex. Mas, infelizmente, a embalagem acabou indo pro lixo. Segundo o laboratório, o caso de Ciccilo ficará nos registros da empresa e, com o tal número em mãos, eles poderiam verificar se existe algum problema com aquele lote especificamente.

RESULTADO

DUAS semanas se passaram e Ciccilo ainda se coça no local. As feridas diminuíram, mas ainda persistem porque se formaram justamente no local onde fica a coleira. De agora em diante, ficarei atenta se o anti-pulga contém ou não piretroides na composição.

MINHA conclusão em relação a isso tudo? Que é muito importante sempre entrarmos em contato com as empresas quando qualquer problema como esse surgir. Nós também podemos contribuir com a melhoria dos produtos que oferecemos aos nossos cachorros.

LEIA também no CaninaBlog:

Parasitas: não basta aplicar o anti-pulgas

O que você sabe sobre as pulgas?

“Antipulgas matam centenas de cães”, afirma Agência

Read Full Post »

Microchipagem pode ajudar donos a encontrar cachorros perdidos

EXCLUSIVO | DEZENAS de cães se perdem pelo Brasil todos os dias e encontrá-los pode ser um verdadeiro desafio ou se tornar um pesadelo. É por isso que muitas pessoas têm optado por microchipar seus cães. O sistema é muito simples. Basta implantar um tipo de micro-circuito eletrônico um pouco maior que um grão de arroz  na nuca do cachorro. Esse minúsculo aparelho é capaz de guardar vários dados sobre o bicho, como, por exemplo, o endereço do dono.

A IMPLANTAÇÃO custa em média R$ 100 pelo microchip em hospitais veterinários particulares de São Paulo. O custo e o desconhecimento, entretanto, têm impedido que o procedimento se torne mais popular. Poucos veterinários indicam a microchipagem aos seus pacientes – embora a identificação seja obrigatória para todos os animais doados ou vendidos na cidade de São Paulo

A BOA notícia é que os cachorros em São Paulo poderão ser beneficiados pelos mutirões de identificação organizados pela Secretaria municipal da Saúde até este sábado (29), das 9 às 17 horas, em vários pontos da cidade. Pelo atendimento, será cobrado uma pequena taxa para a microchipagem de R$ 4 por cão.

LOCAL e regras

OS MUTIRÕES e o cadastramento dos cães ocorrem no Centro de Zoonoses na em Santana (Rua Santa Eulária, 86) e em outros seis pontos de São Paulo (Mooca, Butantã, Cidade Ademar, Ermelino Matarazzo, Freguesia do Ó e Guaianazes). Sendo que hoje, dia 27 de setembro de 2012, como também nesta sexta-feira, será feita a implantação do microchip e identificação dos cães cadastrados. Mais informações estão disponíveis no site da Secretaria da Saúde da Prefeitura de São Paulo.

LEIA também no CaninaBlog:

Microchip em cães: vantagens hoje e no futuro

SP põe chip em 20 mil cães para combater leishmaniose

Cachorros brasileiros vão ganhar passaporte e microship

Read Full Post »

Todo cachorro deveria aprender a controlar a mordida durante a infância na ninhada

EXCLUSIVO | NO MUNDO dos cães, a mordida pode ter várias finalidades. Um cachorro pode morder para brincar, chamar a atenção do dono em relação a alguma situação, carregar objetos, caçar e, finalmente, se defender. Mas, infelizmente, nem todo cachorro tem a oportunidade de aprender ainda quando filhote a diferenciar os tipos de mordida.

ESSE APRENDIZADO começa quando ele ainda é muito pequeno. “A partir do terceiro mês de vida começa a troca dos dentinhos de leite, isso provoca um incomodo na gengiva e faz com que eles comecem a morder objetos para aliviar esse incomodo”, explica a adestradota e sócia da empresa de passeios Matilha em Família Katia Morioka. Essa fase oral, quando mordem tudo o que encontram pela frente é bem parecida com a dos seres humanos, quando os bebês começam a pegar os objetos com a mão e sempre levam a boca, exemplifica Kátia.

Seu cachorro já é adulto e continua mordendo tudo? Talvez alguém tenha reforçado demais a brincadeira de morder, explica adestradora

ESSA fase oral do cachorro pode durar enquanto ele for filhote. “Sendo que, na maioria das raças, ainda é considerado filhote até um ano de idade, outras se prolongam até uns dois anos”, alerta a adestradora. Entretanto, se as mordidas se prolongarem além da infância, é bom procurar ajuda de um adestrador.

SE seu cachorro já é adulto e continua mordendo tudo o que encontra pela frente, é muito provável que alguém tenha reforçado demais essa brincadeira de morder. “Isso faz com que o cão aprenda a brincar com a boca”, explica Kátia. Outra razão pode ser que, quando filhote, ele não teve contato ou brincou com outros cães. A consequência disso é que o cachorro não aprendeu a ter noção da própria força.

A fase oral do cachorro pode durar enquanto ele for filhote, de 1 até 2 anos dependendo do porte

COMO corrigir esse comportamento

UM brinquedo para morder e aliviar o incomodo podem ajudar muito o cão a aliviar a troca dos dentinhos de leite e o incomodo na gengiva. A dica da adestradora Kátia Morioka é de adquirir um daqueles brinquedos de cordas, molhar essa corda e colocar no congelador. “Quando oferecido para o filhote, ele vai morder e o gelo fará com que anestesie um pouco a gengiva”. Mas atenção a quantidade de gelo oferecida, afinal, ele ainda é um filhote e sua resistência ao frio ainda é baixa.

OUTRA opção é um osso de nylon como da marca Buddy Toy, que não se parte ou solta pedaços como os produtos mais baratos feitos com plástico ou PVC que podem ser perigosos se ingeridos.

SE O seu cachorro já é adulto e continua mordendo e destruindo objetos da casa, é muito provável que esteja faltando atividade e um excesso de energia guardada. “Um cão ocioso procurará coisas para fazer e pode ter certeza que coisa boa não vai ser”, brinca a adestradora. Portanto, chegou a hora de colocar aquele tênis confortável e passear mais com seu melhor amigo!

LEIA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Meu cachorro me mordeu. E agora?

Atenção criançada: rosnado não é sorriso

Brinquedos feitos para morder

Os benefícios do passeio sem guia

Read Full Post »

VÍDEO | UM comercial na televisão chamou a minha atenção. O refrão faz qualquer um olhar pra TV: “Au, au, au, o cafofo é do animal”. A nova propaganda é do Nissan Livina e mostra uma família saindo de carro sem a companhia do imenso cachorro da raça Bernês. Um menininho suspira na janela do veículo: “por que nunca tem lugar pro Tobi, hein, pai?”.

O CARRO da família se afasta e de repente surgem vários cães fazendo a maior festa na casa vazia. E de repente o “batidão” começa: “Au, au, au, o cafofo é do animal”. O toque engraçado surge por conta das mãozinhas humanas atrás dos cães que aproveitam a banheira, tocam bateria e aprontam de tudo pela casa.

Propaganda fala da importância de se ter um carro amplo em que cabe toda a família

A PROPAGANDA é da agência Lew’Lara\TBWA Publicidade e Propaganda e direção de Gustavo Leme. Com muito bom-humor, a propaganda chama a atenção para as vantagens e a necessidade de se ter um carro com espaço interno amplo e não deixar ninguém pra trás: inclusive o imenso cachorro Tobi.

E NÃO deixe de assistir o vídeo completo que não aparece na TV e disponível somente no Youtube (clique aqui) em que ensinam como fazer o truque das mãozinhas no seu cachorro em casa. Você também pode assistir ao vídeo clicando na imagem de abertura.

VEJA também no CaninaBlog:

Vídeo: Bolota, o destruidor de Havaianas

Conheça Jerry, o astro da propaganda do Jetta

Conheça Pipoca, o astro da nova propaganda da Pedigree

Read Full Post »

A Primavera é a época em que cães têm mais chances de contaminação por vermes

SAÚDE | SEU cachorro está com o abdômen aumentado, tem diarreia, demonstra cansaço excessivo e indisposição para brincar e passear? Os pêlos também estão eriçados e sem brilho? Esses sintomas são típicos de um quadro de desnutrição e podem indicar que seu cachorro tenha sido contaminado por vermes. E a chegada da primavera tem uma relação muito forte com o aumento da contaminação por endoparasitas, como vermes, tênias e lombrigas.

A EXPLICAÇÃO para isso, segundo a veterinária Amanda Cologneze, coordenadora de marketing do Laboratório Veterinário Mundo Animal, é que a frequência dos passeios aumenta nessa época do ano e como a forma mais comum de contágio é na rua, quando o animal entra em contato com água, comida ou fezes infectadas, o perigo também aumenta. “A contaminação também pode ocorrer através de picada de mosquito que carrega a larva do endoparasita, da mãe para o feto ainda no útero ou via leite, durante a amamentação”.

Contágio pode acontecer quando animal entra em contato com água, comida ou fezes infectadas

A VETERINÁRIA alerta que o problema é mais comum do que se imagina e que muitos donos ainda não dão a atenção necessária à doença. “A contaminação por endoparasitas pode ser bastante perigosa, sendo responsável pela desnutrição do animal e causar até mesmo anemia”. Com o processo anêmico, o funcionamento do organismo fica comprometido, já que é o sangue que leva os nutrientes e oxigênio para as células.

TRATAMENTO

MAS como combater esse problema? A veterinária afirma que o uso de vermífugos pode prevenir a desnutrição e anemia em cães causados por endoparasitas. Para tratar o problema, ela explica que o procedimento é bastante simples. “Os vermífugos orais são 100% seguros. O dono deve tomar cuidado apenas para usar um medicamento específico para cães ou gatos e dar a quantidade de acordo com o peso do pet, sempre sob orientação e supervisão e do veterinário”. Amanda explica ainda que, como o princípio ativo varia de acordo com o tipo de endoparasita, é importante que, ao perceber a contaminação, o dono leve o animal imediatamente a um veterinário para que ele faça um teste que comprove o problema, via coleta de fezes, por exemplo.

Vermes podem causar desnutrição e causar até mesmo anemia nos cães

PREVENÇÃO

PARA evitar que o problema volte, o indicado é que animais adultos sejam vermifugados de duas a três vezes ao ano. No caso dos filhotes, a primeira dose pode ser dada aos 25 dias de vida. “Outras duas doses serão dadas como reforço, com data marcada por um veterinário”, explica Amanda. Além da medicação, a veterinária alerta que o dono precisa tomar alguns cuidados dentro de casa. “As fezes devem ser removidas com uma pá o mais breve possível, evitando que insetos posem no local. Também é indicada a higienização com desinfetante específico que não agrida os animais”.

DICA extra: Você sabia que algumas verminoses podem ser transmitidas dos cães ao seres humanos? Nesses casos, os riscos variam desde sintomas como diarreias, falta de apetite e reações cutâneas até verminoses com consequências mais graves, como manifestações pulmonares, cardíacas e cerebrais. “Daí a importância de imunizar os animais, assim promovemos proteção não só a eles, mas a todos os membros da família”, alerta a veterinária Amanda Cologneze do Laboratório Veterinário Mundo Animal.

LEIA também no CaninaBlog:

Como está o cocô do seu cachorro?

Parasitas: não basta aplicar o anti-pulgas

Saúde: cuidados depois das férias

Read Full Post »

Olha a cara de felicidade do Ciccilo ao receber a guia e coleira da coleção Ralph Lauren by PetiteGabi

EXCLUSIVO | SE CICCILO, meu Fox Terrier Pêlo Duro, precisasse escolher uma profissão, não tenho dúvida, seria de modelo canino. Talvez por isso ele venha correndo toda vez que pego uma acessório novo e faz todo tipo de pose para a câmera. Não foi diferente quando Ciccilo recebeu uma caixa personalizada enviada pela marca de acessórios PetiteGabi for Pets, como você pode conferir na foto que abre este post (e no álbum disponível no Fanpage do CaninaBlog no Facebook).

A PROPOSTA da marca de acessórios pets de luxo, criada pela estilista catarinense Gabrielle Colla Framento, é de misturar as tendências do fashion world com as fofurices dos mundo canino. “Todos os nossos produtos utilizam materiais de primeira qualidade e nossos tecidos vêm dos quatro cantos do mundo”, revela Gabrielle.

Modelo Xadrez Vichy Azul Bic é vendido por R$ 105,90 na loja da PetiteGabi

SEU cachorro e as grandes grifes

A GUIA e coleira que Ciccilo ganhou e ilustradas ao lado, por exemplo, fazem parte da coleção Ralph Lauren by PetiteGabi e utiliza os tecidos originais e exclusivos da marca internacional.

A ESTILISTA ainda explica que a padronagem escolhida para presentear Ciccilo, chamado de Xadrez Vichy Azul Bic, era uma das favoritas da atriz Brigitte Bardot e foi eternizado pela musa. E por quê Azul Bic para Ciccilo? Segundo Gabrielle, porque a cor se destaca na pelagem tricolor de Ciccilo, que parece que ganhou uma personal stylist.

O tecido da Coleira e Guia Floral Azul foi importado do Japão (R$ 109)

TECIDOS importados

DESTAQUE também para a coleção PetiteGabi Mix n’Match que mistura e combina lindos tecidos vindos da Europa e até do Japão, como esta guia floreada na imagem ao lado.

HÁ ainda uma ampla linha de acessórios para os donos dos cães, como bolsas e nécessaires. Destaque abaixo para a bolsa Dog House feita de sarka e nylon que é vendida no site da marca PetiteGabi por R$ 110.

A sacola Dog House é vendida por R$ 111,80 – mas leitor do CaninaBlog tem 20% de desconto

DESCONTO para leitor do CaninaBlog

FALANDO em compras, a marca PetiteGabi está fazendo uma promoção exclusiva para os leitores do CaninaBlog. Toda vez que um leitor do blog realizar uma compra no site da marca (clique aqui), e digitar o código promocional CANINABL na hora de finalizar a compra, ganhará um super desconto de 20% nos produtos. É isso mesmo, basta digitar o código promocional CANINABL pra ganhar 20% de desconto em todos os produtos da loja. Clique agora e deixe seu cachorro desfilando!

LEIA também no CaninaBlog:

Semi jóia para quem é louco por cachorrro

Novidade: Cães na moda das estampas de bichos

Luciano Huck vende camisetas para ajudar cães

Read Full Post »

A doce Glória teve o privilégio de ser enterrada no jardim da família

EXCLUSIVO | ESTA semana minha família perdeu uma das criaturinhas mais doces que já conhecemos. Glória Maria, uma Poodle branquinha que foi adotada pela minha irmã há quase 16 anos, foi criada nos últimos tempos pela minha mãe no Rio Grande do Sul. Embora Glória fosse a verdadeira calma em corpinho canino, sua vida foi recheada de momentos de tirar o fôlego. Antes mesmo de completar 1 ano de vida, caiu da sacada do apartamento da minha irmã. Embora a queda tenha sido do terceiro andar, ela saiu sem nenhum um ossinho quebrado, embora obviamente muito assustada. Aliás, ela parecia nutrir uma atração por sacadas pois ao longo dos seus 16 anos caiu de várias sem nunca se machucar e viveu seus últimos gozando de ótima saúde. Na família brincávamos que, por ser tão leve e magrinha, ela não caia, flutuava, e sempre encontrava um arbusto pra afofar a queda.

POIS BEM, essa cachorrinha adorável, que chegou a morar na África do Sul com minha irmã, se foi essa semana. Meu pai acompanhou seus últimos minutos com afagos e as lambidas carinhosas de Bella, sua irmãzinha também Poodle. Quando o triste momento chegou, meu pai enterrou Glória sob uma laranjeira no imenso e bem cuidado jardim da família. (Confira homenagem para Glória Maria clicando aqui)

A urna Eco-Pet, feita em madeira, é a opção ecológica oferecida pelo Pet Memorial

O QUE fazer na hora da perda

DIANTE desse fato, fiquei pensando como Glória teve o privilégio de ser enterrada dignamente, diferente de milhares de cães pelo país. Principalmente nas cidades grandes, existe uma falta de espaço para enterrarmos nossos pets queridos. Neste caso, quais são as opções?

NA grande São Paulo existe uma opção digna e até ecológica. O Pet Memorial, localizado em São Bernardo do Campo é considerado o primeiro crematório individual de animais de estimação da América Latina.

NA tentativa de ir além do enterro dos seus pets, muitos donos prestam verdadeiras homenagens aos seus amigos de quatro patas. Além da cremação e velório, o Pet Memorial oferece vários serviços especiais para ajudar na hora de dizer adeus.

PARA os que desejarem guardar as cinzas de seu amiguinho, o Pet Memorial disponibiliza diversos modelos de urnas: desde os feitos de bronze, mármore carrara, hidrosolúvel até mesmo a versão ecológica, feita em madeira. Esta última vem com sementes que podem ser plantadas junto às cinzas, podendo ser também personalizada com réplicas de cada espécie dos animais. Os preços do serviço variam de R$ 600 a R$ 3 mil, de acordo com o plano, tipo de cremação e material da urna. Aliás, o Pet Memorial também oferece o serviço de remoção do bicho da casa até o local.

Brilho Infinito, feito a partir do pêlo do bicho, é vendido a partir de R$ 1.900.

HOMENAGEM eterna

OUTRA homenagem linda, mas para o bolso de poucos, é o Diamante Brilho Infinito, feito a partir do pêlo do bicho. Segundo Sérgio Lascane, diretor de marketing do local, todo o processo de produção do diamante é feito em um laboratório na Espanha, que utiliza um equipamento de alta tecnologia que reproduz as mesmas condições encontradas na natureza para a criação das jóias naturais. A joia mede de 3 mm a 6 mm e custa a partir de R$ 1.900.

LEIA também no CaninaBlog

Livro infantil fala sobre o Céu dos cachorros

Dia de Finados e os cães que deixam saudade

Como os cachorros encaram a morte

O cachorro segundo o Espiritismo

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: