Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \21\UTC 2013

"Ninguém é obrigado a gostar de cães. O que precisa é ter bom caráter e sensibilidade", adverte especialista

Avalie o comportamento do seu cachorro quando a funcionária chega em casa

EXCLUSIVO | ENCONTRAR uma empregada doméstica qualificada e de confiança é uma tarefa difícil em qualquer cidade, de uma metrópole como São Paulo até um pequeno povoado no interior. O desafio é ainda maior quando essa funcionária tem como uma das suas ocupações cuidar do cachorro, ou seja, alimentar, passear ou até mesmo mudá-lo de local para poder limpar o quintal ou o canil. Por essa razão, muitos donos se perguntam: será que minha funcionária está cuidando bem do meu melhor amigo? Ou na hora de contratar: será que ela tem jeito com bichos?

PARA ajudar centenas de pessoas que já se fizeram estas e outras perguntas sobre a relação do seu cachorro com a empregada doméstica, o CaninaBlog conversou com o adestrador e comportamentalista animal Gustavo Campelo, que já adianta: “A pessoa não precisa gostar de cães para tratar bem os animais. Ninguém é obrigado a gostar de cães. O que precisa é ter bom caráter e sensibilidade de saber que o animal tem sua importância para a família e que é um ser que sente dor e fome, por exemplo”.

Se o cachorro for agressivo, o correto é chamar um profissional para orientar

Se o cachorro for agressivo, o correto é chamar um profissional para orientar

QUER saber mais? Então confira abaixo as super dicas do comportamentalista animal Gustavo Campelo:

COMO avaliar uma funcionária nova

A PRIMEIRA atitude seria conversar com a funcionária e saber se ela topa cuidar do animal. Se a resposta for “sim”, dê orientações de como deve ser o tratamento dela com ele. Se ela não concordar ou se mostrar resistente, é bom não forçar a situação. “Na minha opinião, isso sempre gera problemas a médio ou longo prazo”, orienta o especialista em comportamento animal.

COMO saber se o cachorro é bem tratado

SEMPRE avalie o comportamento do animal quando a funcionária chega em casa. “Ele não precisa sair correndo e pular na pessoa. Mas não deve fugir, tremer ou perder a espontaneidade”, adverte Campelo.

AGORA, se o cão normalmente é amigável com todos e justamente com a funcionária ele se assusta, treme ou se esconde, pode ser um sinal de que algo ruim está acontecendo.

COMO orientar a funcionária

O IDEAL é que o dono acompanhe o passeio algumas vezes para explicar e verificar se tudo está sendo feito da maneira correta. “Andar com cães, aparentemente, é uma tarefa simples, mas fazer isso corretamente e prestando atenção nas coisas em sua volta é, na verdade, um exercício bem complicado.”

COMO entrosar seu cachorro com a faxineira

SE O CÃO já for um animal inseguro, o melhor é não forçar a interação. “Peça para a nova  funcionária ignorar o animal por uma semana”, recomenda Campelo. “A não ser que o animal se aproxime e peça carinho”. A partir daí, peça para ela oferecer as refeições. Em geral, após 3 semanas eles já estão adaptados à presença um do outro. “Mas se o cachorro for agressivo, o correto é chamar um profissional para orientar como deve ser feito o entrosamento dos dois”, explica.

LEIA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Dois cães em uma mesma casa e felizes

Gustavo Campelo: Meu cachorro late demais

Gustavo Campelo: Como passear com seu cão

Anúncios

Read Full Post »

Ásia aproveitou para farejar o manto do novo Papa Francisco

Cadela Ásia aproveitou para farejar o manto branco do novo Papa Francisco

MUNDO | A ESCOLHA de um Papa argentino causou espanto de muitos fiéis. Mas, já nos primeiros dias, o primeiro Papa Latino Americano mostrou que trazia consigo uma nova fase da Igreja Católica. Já na escolha do seu nome, Jorge Mario Bergoglio mandou uma mensagem ao mundo ao escolher o nome Francisco, uma referência e homenagem ao Santo da Humildade e padroeiro dos animais.

NO ÚLTIMO sábado, entretanto, Papa Francisco demonstrou seu intenso carinho não só com os humanos, mas também com os bichos. É o que conta o jornalista Alessandria Forlani depois da sua primeira entrevista coletiva com o novo Papa. Alessandria é deficiente visual e, por isso trabalha acompanhado da sua cão-guia Ásia. Sua entrada em uma coletiva de imprensa no último dia 16, entretanto, quase foi impedida pela guarda suíça que faz a segurança oficial dos papas. A razão era simples: Ásia, sua cadela da raça labrador, não tinha permissão para entrar no auditório do Vaticano.

Novo Papa fez uma homenagem a São Francisco, Santo da Humildade e protetor dos animais

O nome do Papa é uma homenagem a São Francisco, Santo da Humildade e protetor dos animais

APÓS alguns minutos, entretanto, o jornalista e Ásia receberam a permissão e, mais do que isso, tiveram a honra de sentar nas primeiras cadeiras do auditório. Mas o mais surpreendente ainda estava por vir. Logo após o discurso do novo papa, Forlani e Ásia receberam um recado: “Me disseram que o Papa perguntou sobre mim e que gostaria de nos encontrar, Asia e eu”, lembra o jornalista.

ALHEIA ao protocolo, Ásia andou a lado de Forlani e abordou o Papa, cheirou seu manto branco e, em seguida, esperou pacientemente enquanto Forlani conversava. O jornalista não perdeu a oportunidade de pedir uma bênção para a sua esposa e filha. “Mas o Papa queria ter certeza de que Ásia também recebesse uma bênção especial”, lembra Forlani. O papa estendeu a mão e acariciou a labrador amarela. E foi assim que o papa quebrou mais uma vez o protocolo e provou que seu novo nome não podia ser o mais apropriado.

(Fonte: Life With Dogs)

LEIA também no CaninaBlog:

O cachorro segundo o Espiritismo

Seu cachorro protegido por São Francisco

Dia de Finados e os cães que deixam saudade

Read Full Post »

Ossos crus podem combater tártaro, mas não são única solução

Ossos crus podem combater tártaro, mas não são a única solução

SAÚDE | SABE aquela regra de se mastigar 30 vezes antes de engolir a comida? Bom, quem tem cachorro sabe que eles não conhecem e, muito menos, praticam essa regra. Cães praticamente engolem os alimentos inteiros quando comem e assim restos de comida ficam parados em sua boca e sobre seus dentes. A consequência é que as bactérias que já existem ali se juntam a estes restos de alimento e acabam formando então a placa bacteriana, também chamado de tártaro, que atinge nada menos que 80% dos cães.

TAL problema, quando agravado, pode ter conseqüências terríveis para o cão como a dificuldade para mastigação, mau hálito, perdas dentárias, infecções secundárias em importantes órgãos como rins, coração e dor ao se alimentar, lista a veterinária da PremieR pet Keila Regina de Godoy.

Tártaro não tratado pode causar até problema cardíaco

Tártaro não tratado pode causar até problema cardíaco

A BOA notícia é que a placa bacteriana pode ser facilmente removida, seja através da escovação, ossinhos e brinquedos. “No entanto, ocorre que, se não for removida, elas sofrem um processo de mineralização em que o cálcio contido na saliva se liga a ela, promovendo seu endurecimento. A partir daí já podemos considerar que existe o cálculo dental, o qual só pode ser removido por meio do tratamento feito pelo médico veterinário e precedido de anestesia geral”, explica Keila.

DICAS de combate

O USO de osso é recomendado para se combater o tártaro, mas segundo a zootecnista Tula Verusca Pereira, do blog Cão Natural, não é a solução perfeita para retirar o problema, principalmente para os dentes da frente, chamados de incisivos. “O ideal é que se escove os dentes todos os dias”. Ela ainda alerta que ossos cozidos são perigosos porque podem perfurar do esôfago ao intestino e nunca devem ser consumidos. “Os ossos, quando cozidos, tem sua estrutura modificada fazendo com que as pontas formadas possam perfurar o cão.” E o osso cru? “Bem, o osso cru não corre o risco de perfurar o cão. Mas, assim como ossos de couro, pode ocorrer engasgo. Sendo assim, supervisione sempre seu cachorro enquanto come um osso, ou a situação pode se transformar em uma tragédia”, adverte a zootecnista.

O PAPEL da alimentação

A VETERINÁRIA da PremieR pet Keila Regina de Godoy defende que o alimento seco industrializado (ração) pode auxiliar de duas maneiras no combate ao tártaro: mecânica e química. A mecânica inclui a ação de abrasão promovida pela mastigação de um grão de formato e tamanho apropriados ao porte do animal. Já a química evita o endurecimento da placa bacteriana, não permitindo que ela se transforme no cálculo dental. “Isso é obtido pelo uso, já na composição do alimento, de substâncias especializadas que em contato com a saliva (como o hexametafosfato de sódio) previnem a formação do tártaro em até 47%. Esses tipo de substância sequestra o cálcio presente e impede que o mesmo se ligue na referida placa”, explica.

LEIA também no CaninaBlog:

Qual a importância de escovar os dentes dos cachorros?

85% dos cães têm problemas dentários

Alimentos perigosos para os cães

Read Full Post »

Smart Bag pode ser usada como cama ou mala de transporte dentro do carro

Smart Bag da MyNico pode ser usada como cama ou mala de transporte

NOVIDADE | VIAJAR exige equipamentos especiais: malas, cinto de segurança, cadeirinha para os bebês, quem sabe uma necessaire para guardar os produtos de higiene, e assim vai. Com cães não é muito diferente. Eles também precisam usar cinto de segurança (confira link no final deste post), levar seu pertences nas viagens mais longas ou então serem transportados em equipamentos especiais.

FOI pensando nisso que a marca MyNico lançou uma linha de viagem especialmente pensada para a cachorrada. São malas de transporte, cadeirinhas e até casa dobráveis para viagem. Confira abaixo cada uma dessas novidades que podem ser adquiridas diretamente na loja virtual da MyNico (clique aqui) ou então em vários petshops brasileiros.

Smart Bag

MALA de transporte (imagem de abertura) feita com colchonete de microfibra com antiderrapante e que pode ser usada em várias finalidades: cama de viagem, como mala de transporte dentro do carro e ainda para passeios em parques, shoppings e supermercados. Recomendado para cães com até 8 quilos (tamanho único). Disponível nas cores Spicy, Sun e Creamy, e tem preço sugerido de R$ 420.

O formato de iglu da Travel House permite que ela seja totalmente dobrável

O formato de iglu da Travel House permite que ela seja totalmente dobrável

Travel House

ESSA cama e/ou mala de transporte se diferencia pelo formato de iglu e porque que pode ser facilmente desmontada e assim ocupa pouquíssimo espaço (imagem a direita). Este modelo suporta cães com até 6 quilos e é encontrado nas cores Sun e Spicy e em tamanho único. O preço sugerido é de R$ 340.

Travel Seat Spicy contém cinto de segurança interno para uso no carro

Travel Seat Spicy da MyNico contém cinto de segurança interno para uso no carro

Travel Seat Spicy

DESENVOLVIDA para ser usada especialmente dentro do carro, a Travel Seat Spicy (imagem abaixo) contém cinto de segurança interno para proteção do pet e compartimento inferior para guardar acessórios. Para cães com até 8 quilos e disponível na cor Spicy e tamanho único. Vendido na loja da MyNico por R$ 330.

LEIA também no CaninaBlog:

Nós testamos o cinto de segurança da Bracannes

Evento conscientiza sobre transporte seguro de pets

Cachorro sozinho dentro do carro. Pode?

Read Full Post »

Loja virtual foi a primeira especializada em adestramento e cães

Loja virtual foi a primeira do Brasil especializada em adestramento e cães

EXCLUSIVO | O MERCADO pet ainda estava dando os primeiros passos quando a especialista em comportamento e psicologia canina Cláudia Pizzolatto abriu em 2001 a primeira loja virtual dedicada exclusivamente a cães do Brasil, a BitCão. Inspirada no modelo norte-americano, que na época já era um mercado bem amadurecido, Cláudia trouxe da sua estadia de três anos no exterior uma paixão ainda maior pelos animais e também uma nova atividade profissional.

NO PERÍODO que morou nos Estados Unidos, estudou com renomados treinadores norte americanos, como Daryl Cooper da Big D’s Dog Training e Chuck da Alpha Academy, e ainda se especializou como Treinadora Profissional de Cães pela National Dog Trainers Association (NDTA) e por fim se formou em Psicologia Canina pela mesma instituição. “Sendo assim, foi quase natural que a BitCão (abreviação para Brinquedos Inteligentes para o Treinamento do seu Cão), já surgisse focada em produtos que pudessem atender a demandas mais específicas, como problemas comportamentais e adestramento”, conta a fundadora da loja virtual.

Fundadora da BitCão, Cláudia Pizzolatto é formada em psicologia canina

Fundadora da BitCão, Cláudia Pizzolatto é especialista em comportamento formada em psicologia canina

A FORMAÇÃO especializada de Cláudia também garante um grande diferencial da loja diante das centenas que surgiram desde 2001 quando a BitCão foi criada. Além de oferecer ao mercado ítens inovadores, nacionais ou importados, todos os produtos são testados para ter sua eficiência e qualidade comprovadas. Ou seja, o cliente leva pra casa um produto já testado por especialistas e até por outros clientes.

QUER saber mais? Então confira abaixo a conversa que o CaninaBlog teve com a especialista em comportamento e psicologia canina Cláudia Pizzolatto, fundadora da BitCão:

CANINABLOG: Qual é o maior diferencial da BitCão?

Cláudia Pizzolatto: Nos preocupamos com o bem-estar do animal e acreditamos que a convivência com seu dono deve ser a melhor possível. No mundo de hoje, os bichos podem ficar estressados, seja porque passam muito tempo sozinhos, ou porque não passeiam o suficiente, ou ainda porque o dono não lhes dá a devida atenção. Além disso, cada cão tem uma maneira de se comportar, inerente ou não à sua raça. Nossa missão é oferecer produtos que ajudem a solucionar algum problema comportamental dos cães, itens para treinamento e adestramento ou ainda produtos que são necessários para o dia-a-dia e bem estar do bichão.

 

Todos os produtos são testados antes de serem vendidos

Todos os produtos são testados antes de serem vendidos, garante fundadora da loja

CANINABLOG: Qual é o perfil do consumidor da loja?

Cláudia: Na sua maioria, mulheres (apesar dos homens terem uma participação importante também), classe A, de 25 a 55 anos, que têm um ou mais cães e que muitas vezes não conseguiram achar um produto adequado para sua necessidade.

 

CANINABLOG: É verdade que vocês testam todos os produtos vendidos?

Cláudia: Sim. Eu faço uma pré-escolha dos produtos, sempre pensando no que seria interessante lançar e que não existe ainda no mercado. Muitas vezes, até desenvolvemos produtos com fornecedores, para chegar no melhor protótipo possível. A BitCão tem uma base de clientes que participa dos testes e, dependendo do produto, enviamos para algumas pessoas avaliarem. É muito importante o feedback que recebemos deste grupo, pois muitas vezes deixamos de lançar um produto em função do resultado que deixou de ser alcançado. Além disso, eu pesquiso sobre o produto, falo com o fabricante e relaciono todas as informações relevantes sobre ele. Com o teste, também conseguimos enriquecer a descrição do produto na loja, já que nem sempre o fabricante avalia todos os aspectos em profundidade.

CANINABLOG: A maioria dos produtos para adestramento ainda são importados?

Cláudia: Existem muitos produtos nacionais de boa qualidade, assim como os importados. A diferença é que o mercado americano é mais amadurecido, portanto, alguns produtos são criados antes lá fora. Mas nós já contamos com muitos consumidores exigentes e isso nos ajuda muito na hora de escolher um produto para colocar na nossa linha. Recebemos sugestões e ideias de vários clientes que servem de norte para focarmos no que realmente é importante.

 LEIA também no CaninaBlog:

Luciano Huck vende camisetas para ajudar cães

Quando a paixão vira uma profissão

Nós testamos o brinquedo Kong

Read Full Post »

Feira terá entrada gratuita e aberta ao público no fim de semana

Evento terá entrada gratuita ao público no sábado e no domingo (9 e 10 de março)

AGENDA | COM a segunda maior população de cães e gatos do mundo, o Brasil é hoje também é o segundo país que mais fatura com produtos pet. Nada menos que 2 milhões de toneladas de comida pet são consumidas por ano, sendo que o gasto médio do brasileiro com seu bicho de estimação é de R$ 390 por mês. Diante desse cenário, a indústria tem mostrado seus lançamentos em feiras pet que se multiplicam pelo país.

A CIDADE que mais recebe eventos profissionais no Brasil, São Paulo, também será anfitriã da Pet Show, Feira Internacional de Animais e Produtos Pet, a partir de amanhã (7) até domingo (10 de março de 2013) a 3ª edição no Centro de Exposições Imigrantes. O evento é fechado aos profissionais nos primeiros dois dias, mas no fim de semana é aberto ao público e tem entrada gratuita.

Atriz Karina Bachi e seu cachorro Joy participarão da abertura

Atriz Karina Bachi e seu cachorro Joy estarão na abertura do evento

PROGRAMAÇÃO

A FEIRA promete ser focada em novidades e tendência do mercado pet, como inovações da medicina veterinária, novidades em laboratório e saúde animal, roupas e acessórios, tecnologias em equipamentos para pet shops, brinquedos, medicamentos e alimentos com sabores exclusivos. Ou seja, tudo aquilo que você encontrará nos cerca de 4 mil petshops existentes no Brasil serão antecipados por mais de 80 empresas expositoras na Pet Show.

DESTAQUE para o evento de abertura quinta-feira, fechado aos profissionais do setor as 12h30, que contará com a presença da atriz Karina Bacchi e seu cachorrinho Joy. Mas no fim de semana os organizadores afirmam que não faltarão atrações para o público final. Na agenda do evento constam apresentações de agility, free style e frisbee dog; demonstração de mondioring (modalidade esportiva com cães) e de game dog com cães da raça Pitbull, e muito mais.

AGENDApetshow

Pet Show 2013| Feira Internacional de Animais e Produtos Pet

Data: 07 a 10 de março de 2013

07 e 08/3, das 13h às 20h30 – somente profissionais do setor

09 e 10/3, das 10h às 19h – aberto ao público

Local: Centro de Exposições Imigrantes

Entrada gratuita

Mais informações: www.feirapetshow.com.br

LEIA também no CaninaBlog:

O desafio de produzir ração mais barata e de qualidade

O incrível mercado de remédios pet

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: