Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘comida’

Propaganda Pedigree

MUNDO | MUITAS raças de cães são vistas como naturalmente agressivas ou más. Mas a verdade é que existe uma grande influência do ambiente  no comportamento do bicho. Esta é justamente a ideia desta campanha da marca de alimentos para cães Pedigree criada para o Reino Unido.

A PROPAGANDA chamada de “Good dog, bad dog” (algo como “bom cão, cão mau” em português) mostra justamente essa ideia de que para um cão ser bom, ele precisa de: boa comida, boa cama, bom tratamento e, claro, um bom dono. E aproveita para lembrar que a Pedigree doará em um ano 1 milhão de refeições para cães no mundo, inclusive no Brasil.

PARA conferir e se emocionar com essa propaganda da Pedigree, clique na imagem de abertura ou aqui.

ASSISTA mais vídeos no CaninaBlog:

Vídeo especial para o Dia do Amigo

101 Dogs: Vídeos no Youtube explicam raças

Vídeo: Google Chrome e um cachorro perdido

Vídeo: A culpa e o cão

Anúncios

Read Full Post »

Veterinária dá dicas de como conservar e oferecer alimentos para seu cão

Veterinária dá dicas de como conservar e oferecer ração para seu cão

SAÚDE | O VERÃO é a época em que os casos de doenças transmitidas por alimentos acontecem com mais frequência. As temperaturas mais altas exigem que tenhamos mais cuidados com a conservação e ainda a adoção de alguns critérios básicos de higiene na manipulação dos alimentos, tendo atenção ao comprar, armazenar, preparar e consumir. E essas regras também valem para a alimentação do seu cachorro.

A VETERINÁRIA Keila Regina de Godoy da PremieR pet dá dicas de como preservar o alimento do seu cachorro nos meses mais quentes quando acontece um favorecimento da proliferação de pragas como insetos e roedores, bem como a presença de aves nos locais de refeição e armazenamento das rações. Confira:

Após a abertura da embalagem, a ração deve ser mantida, preferencialmente, em sua embalagem original

Após a abertura da embalagem, a ração deve ser mantida, preferencialmente, em sua embalagem original

HORA de comer

MUITOS cachorros mostram falta de apetite nas horas mais quentes do dia, principalmente no verão. Por essa razão, a veterinária indica que o alimento seja oferecido nos horários e locais mais frescos do dia, sempre à sombra. “Este manejo é particularmente importante para os animais com problemas cardíacos ou respiratórios e, ainda, os obesos, pois as altas temperaturas aumentam o desconforto respiratório e costumam levar à perda de apetite”, explica a veterinária.

VALE lembrar que o mais apropriado é sempre manter, nos casos de viagens ou hospedagens, o alimento habitual que o cão consome, pois mudanças bruscas na alimentação podem promover alterações gastrointestinais.

CONSERVAÇÃO dos alimentos

O VERÃO favorece a proliferação de pragas como insetos e roedores, bem como a presença de aves nos locais de refeição e armazenamento das rações. “Isso expõe o alimento à contaminação e o animal a doenças, algumas graves como a Leptospirose, causada pelo contato com a urina que os ratos liberam nos locais onde se alimentam”, relata Keila Regina.

AS aves também podem veicular doenças por meio de suas fezes e, por isso, é melhor mantê-las afastadas. Assim, torna-se fundamental adotar cuidados rígidos tanto com o alimento exposto quanto com o armazenado:

ARMAZENAMENTO 

NUNCA deixe o alimento armazenado em exposição direta à alta umidade, ao sol ou calor excessivo, pois estes fatores podem alterar a qualidade do alimento. “Assim, seja em casa ou no revendedortodo alimento deve ser armazenado em local fresco, seco, sem incidência direta da luz solar e sem contato direto com parede e chão”, recomenda a veterinária.

APÓS a abertura da embalagem, o produto deve ser mantido, preferencialmente, em sua embalagem original. Caso seja guardado em latas ou caixas plásticas, estas devem ter boa vedação e barreira contra a luz. “Estes cuidados são fundamentais para correta conservação do produto, prevenindo a rancificação da gordura, a oxidação de vitaminas e evitando o desenvolvimento de microorganismos contaminantes como fungos e bactérias.”

EVITAR exposição

QUALQUER alimento seco industrializado, como a ração, quando umedecido por água e/ou saliva e exposto às altas temperaturas do ambiente, sofre um processo de fermentação se não for imediatamente consumido. É fundamental que todas as sobras sejam sempre descartadas e que a cada refeição os comedouros sejam lavados com esponja, água e sabão para remoção completa de resíduos

“NÃO deixe a ração exposta na vasilha por mais de 30 minutos e recolha os grãos de ração que caiam ao redor, mantendo o local das refeições constantemente limpo”, recomenda a veterinária da PremieR pet.

DICA EXTRA: Comedouros anti-formiga podem ajudar contra esta praga comum nas residências, sendo facilmente encontrados nas versões para cães nas lojas especializadas.

LEIA também no CaninaBlog:

Verão: cuidados extras com seu cachorro

Estética Canina: Tosa verão no Lhasa Apso

Read Full Post »

Seu cão parece um saco sem fundo? Descubra porque esse comportamento é positivo

EXCLUSIVO | NÃO sei como seu cachorro se comporta diante da comida, mas meu Fox Terrier comeria quilos de ração se fosse possível. Ele simplesmente adora quando derrubamos os 7 quilos de ração no conteiner selado em que guardamos sua comida – acho que é um momento mágico da vida dele. Mas nem todo cachorro é um saco sem fundo quando o assunto é comida.

“SÃO vários os comportamentos caninos, desde algum tipo de TOC (transtorno obsessivo compulsivo) até os normais”, explica a zootecnista Tula Verusca Pereira, criadora do blog Cão Natural. Além disso, muitos cães podem ter manias ao comer. “Como tirar um pouco de comida do pote para comer por último, comer em forma de lua, jogar a comida no chão”, diz Tula. Segundo a zootecnista, todos estes comportamentos são considerados normais. “Entretanto, se seu pet começar a não comer se não for daquela forma, chegou a hora de se procurar um comportamentalista e o veterinário”, recomenda a especialista. Sendo que um cachorro saudável precisa ser alimentado não mais do que duas vezes ao dia.

COM ajuda de Tula vamos explicar os vários comportamentos dos cães em relação a comida e a maneira mais saudável para se lidar com cada perfil. Confira abaixo e tente identificar o seu cachorro:

Seu cachorro tem alguma mania ao comer? Então deixe um comentário neste post

O GULOSO saudável

CERTOS cachorros comem tudo o que é dado e temos a impressão que ele é um “poço sem fundo”. Segundo Tula, esse tipo de comportamento guloso é excelente porque se o cachorro ficar sem comer uma refeição, o dono sabe que precisa consultar um veterinário porque certamente algo está errado.

CUIDADO: Esses cães devem ter sua alimentação controlada para evitar a obesidade. Para isso, basta não cair no “golpe do olho do gato de botas” – ou seja, resista àquela cara de esfomeado e dê apenas o recomendado. Nada de biscoitos ou snaks pois esses produtos são convenções sociais humanas, não caninas. Quando quiser agradar seu cão, pegue a guia e o leve para um bom passeio.

APETITE caprichoso

ESSES são difíceis de manejar porque exigem muito cuidado, mas é possível lidar com este problema (confira link no final post). Em geral, esses cães são magros e ao adoecer se abatem mais rapidamente

CUIDADO: Não deixe comida a vontade para o cão. Isso porque ração perde nutrientes, fica rançosa e pode fazer mal para o cão. Para se ter uma ideia, uma dieta caseira em 40 minutos de exposição já pode estar impropria para o consumo dependeendo da temperatura ambiente. Além disso, você não sabe o quanto o cão está comendo e se ele está com algum problema.

O COMEDOR descontrolado

ALGUNDA cães comem tudo que encontrarem pela frente, restos de comida na rua e até brinquedos, pedras e pedaços de madeiras. Ainda existe aqueles que pedem comida, latindo ou com as patinhas, em todas as refeições da casa.

CUIDADO: Cães que comem simplesmente tudo o que encontram pela frente precisam da ajuda de um comportamentalista ou adestrador. Já pedir comida é pura falta de educação. Segundo Tula, o dono não deve encorajar este tipo de comportamento e educar o cachorro, ou seja, simplesmente ignorar os pedidos gulosos.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Cachorro com apetite caprichoso. Frescura ou doença?

O perigo do cão que rouba comida

A ração é o suficiente?

Read Full Post »

"Não recomendo isso para ninguém", afirma nutricionista enquanto saboreia uma lata de comida de cachorro

DESDE o primeiro dia deste mês o nutricionista Michael Konowalski resolveu comer só comida de cachorro. A ideia maluca, segundo ele, tem uma razão séria. Ele afirma que está realizando um experimento que tem um único objetivo: provar que até alimento canino é melhor do que comida americana comum.

TODO mundo sabe que a obesidade é um problema sério nos EUA, mas Konowalski quer provar ao locais que o problema é reflexo das escolhas nutricionais de cada um. Para isso, está descrevendo em um blog sua rotina de ração e petiscos que pode durar de 30 até 90 dias.

ALIÁS, não é bem o sabor desses alimentos que tem atraído o paladar do nutricionista, mas sim os nutrientes. “Por uma barreira mental, não consegui comer a ração nos primeiros dias”, confessou à reportagem da BBC Brasil. Até o final do ano essa experiência maluca deve virar um documentário.

(Fonte: BBC Brasil)

Read Full Post »

A praticidade é a principal vantagem da ração diante da comida natural, que precisa ser preparada diariamente pois não contém conservantes

EXCLUSIVO | NINGUÉM discute que as rações são a maneira mais prática de alimentar os cães. Você vai ao supermercado ou petshop, compra um quilo do alimento e vai dosando as porções diárias conforme a recomendação do pacote. Simples assim. Mas nem todo dono está satisfeito com essa situação. Muitos questionam o real conteúdo dos pacotes e possíveis ingredientes químicos adicionados para conservar a ração.

QUEM já se questionou se a ração é a única opção para os cachorros pode encontrar na alimentação natural uma alternativa. Longe da praticidade das rações industrializadas, a alimentação natural tem como ideal retomar os moldes da natureza. “Os primos-irmãos dos cães, os lobos, se alimentam basicamente de carne e ossos”, lembra a zootecnista Tula Verusca Pereira, que atua no setor de alimento animal. A zootecnista afirma que existe pouca pesquisa científica no Brasil a respeito dos benefícios da alimentação natural. Sendo que para Tula a maior vantagem é ver o cachorro comendo com gosto. “Sinto pura felicidade aos ver meus cães comendo tão bem e com vontade.”

CONFIRA alguns resultados comprovados:

Cães alérgicos

A COMIDA natural é indicada àqueles animais alérgicos a ração e outros fatores, ou ainda que sofrem com dermatites.

Dentes

UM dos principais ingredientes da comida natural é o osso, que ajuda a limpar o tártaro.

Fezes

POUCO volume de cocô e cheiro porque a alimentação é bem absorvida.

Ingredientes

NÃO possui conservante ou qualquer tipo de palatabilizantes que, segundo a zootecnista, são prejudiciais à saúde dos cachorros.

INTERESSADO pelo assunto? Em breve vamos ensinar como preparar e conservar uma comida natural. Fique ligado.

LEIA mais sobre o assunto no CaninaBlog:

A onda das rações naturais

Quando consultar um zootecnista?

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: