Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘filme’

CINEMA | ESTREIA amanhã (4 de outubro) nos cinemas de todo Brasil uma comédia romântica em que a alma gêmea de um ser humano é um… quadrúpede. Essa é a história do filme “Mato sem Cachorro” que conta com os atores Bruno Gagliasso, Leandra Leal e, claro, um cachorro no papel principal, Guto (Dusty/Duffy).

DECO (Bruno Gagliasso) é um talento musical desperdiçado que vive jogado no sofá de casa. Até o dia em que conhece dois grandes amores: a linda radialista Zoé (Leandra Leal) e Guto (Dusty/Duffy), um cachorro que desmaia toda vez que fica animado. Os três vivem como uma família. Dois anos depois, Zoé dá um pé na bunda de Deco, fica com a guarda do cachorro e de sobra arruma um novo namorado. Deco, revoltado, toma as rédeas da situação e, com a ajuda do primo Leléo (Danilo Gentili), sequestra Guto.

Filme estreia 4 de outubro de 2013 no Brasil

Filme estreia 4 de outubro de 2013 nos cinemas de todo Brasil

ESTRELAS caninas de Hollywood

ENGANA-SE, entretanto, quem pensa que as grandes estrelas desse filme são Bruno e Leandra, figuras conhecidíssimas das telenovelas brasileiras. Alguns podem não se dar conta, mas “Mato sem Cachorro” conta com dois astros de Hollywood no elenco: Dusty e Duffy, que encarnam o personagem Sam da série “True Blood” quando este se transforma em cachorro.

OS DOIS machos adultos que interpretam  o protagonista Guto no filme, ambos da raça English Shepherd, Dusty e Duffy foram adotados e treinados pelo americano Boone Narr, experiente adestrador que preparou, entre outros, o mico de “Piratas do Caribe” e o akita de “Sempre ao seu Lado” – este último estrelado por Richard Gere. “Narr não quer saber apenas o que o animal deve fazer na cena, mas também que emoção deve transmitir”, conta a produtora Malu Miranda.

OS BASTIDORES

CONTRATADO após visitas a oito empresas californianas especializadas em adestramento para produções audiovisuais, Narr, junto ao adestrador cearense Vladinir Maciel, coordenou também o treinamento dos cinco filhotes de border collie que atuam no longa. A cada um foi ensinada uma habilidade específica como desmaiar, sair da caixa de papelão e sentar sem se assustar com a proximidade da câmera. Essa, no entanto, foi a etapa mais fácil do trabalho com os filhotes.

A PRIMEIRA dificuldade foi identificar uma variedade específica de border collie cujos filhotes se parecem com os de English Shepherd, não encontrados no Brasil. Foi programada, então, uma cruza para que os cães tivessem idade condizente com a de Guto no momento das filmagens. Concretizada apenas no último dia do cio da fêmea, a cruza felizmente deu origem a cinco cachorros marrons, a cor desejada, e três pretos. Doados pelo canil Cabanha Da Conquista, do interior de São Paulo, toda a ninhada foi adotada por integrantes da equipe e do elenco no fim das filmagens. Ao todo, mais de 55 cães e um gato participaram do filme, que contou com uma veterinária que ficava no set para cuidar exclusivamente dos animais e verificar que o elenco quadrúpede tivesse as melhores condições possíveis.

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco, Leléo, que ajuda a sequestar Guto

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco,
Leléo, que ajuda a sequestar Guto

CONTRACENANDO com cães

OS atores Bruno Gagliasso e Leandra Leal contam como foi a experiência de contracenar com a essa cachorrada toda:

BRUNO Gagliasso: “Já havia feito cenas com outros cachorros e com cavalos também. Na novela “Sinhá Moça” fiz várias cenas com cavalos, mas eles não eram personagens grandes como o Guto em “Mato sem Cachorro”. Fiquei impressionado com a dedicação, a obediência e a correção desses cães. São muito bem adestrados e ótimos profissionais, além de colegas muito agradáveis de elenco. Foi mais fácil contracenar com os cachorros do que com o Danilo Gentili (risos).”

LEANDRA Leal: “Nunca havia contracenado com animais com esse grau de profissionalismo de “Mato sem Cachorro”. Os treinadores eram incríveis. O set ficava em torno dos cachorros. Muitas vezes fiz cenas em que trocava olhares carinhosos com um deles e, na verdade, tinha um espeto de carne atrás de mim. O cachorro olhava através de mim para aquilo (risos). Quem assiste ao filme não imagina a quantidade de truques. É a magia do cinema!”

PARA assistir ao trailer do filme “Mato sem Cachorro” clique na imagem de abertura.

Anúncios

Read Full Post »

Filme dos estúdios Disney estreia dia 2 de novembro nas salas de cinema do Brasil

EXCLUSIVO | A DATA do lançamento no Brasil do novo filme do director Tim Burton não poderia ser mais propícia: 2 de novembro, Dia de Finados, e um pouco depois do Dia das Bruxas (31 de outubro). O novo longa-metragem em stop motion (em que os personagens são movimentados e fotografados quadro a quadro) conta a história de Victor Frankenstein, um garoto que cria filmes caseiros de horror estrelados pelo seu cachorro Sparky da raça Bull Terrier. Mas o mundo de Victor desaba quando seu melhor amigo de quatro patas morre.

PRODUZIDO em preto e branco, o filme “Frankenweenie” traz imagens marcantes, como quando Victor ressuscita o cachorro com uma descarga elétrica, bem ao estilo Frankstein. O menino tenta esconder sua criação por algum tempo, mas quando Sparky escapa, os colegas de sala de Victor, seus professores e toda a cidade ficam horrorizada ao saber que ele está vivo. Além disso, o que Victor não esperava era que seu melhor amigo voltasse com hábitos, digamos, um pouco diferentes.

O FILME está sendo lançado pelos estúdios Disney. Mas não espere aquele formato cheio de cores e música tradicionais de Walt Disney. O filme que chega as salas de cinema no Brasil também na versão 3D tem a cara de Tim Burton, ou seja, um aspecto bem sombrio característico do também diretor da nova versão de “Alice no País das Maravilhas” para os cinemas.

CURIOSO a respeito desse novo filme de Tim Burton? Para assistir ao trailer em português de “Frankenweenie”, basta clicar na imagem abaixo:

LEIA também no CaninaBlog:

Diretor Tim Burton promete cão Frankenstein

Um cachorro no País das Maravilhas

Read Full Post »

A função mais popular da raça foi como cão de carruagem acompanhando os cavalos

EXCLUSIVO | O FILME marcou a infância de muita gente. Mas como resistir àqueles filhotes cheios de pintas correndo da perversa Cruela Devil no longa metragem 101 Dálmatas da Disney? Foi justamente no lançamento do filme, no ano de 1996, que a raça se tornou uma das mais populares e ficou muito fácil encontrar um charmoso Dálmata desfilando nas ruas do mundo inteiro.

ATÉ uma especialista na raça, a proprietária do Canil Dalsfort Rachel Fradique, reconhece que a característica mais marcante da raça Dálmata são as pintas. “Nenhuma outra raça é assim, eles têm essa pelagem singular que de longe chama atenção e encanta a todos por onde passa”, declara a criadora sem disfarçar a paixão.

Dálmatas são fãs de esportes caninos

E COMO resistir à uma raça que sorri? É isto mesmo, segundo Rachel, é muito comum exemplares da raça que, quando ficam muito felizes, mostram todos os dentes como num sorriso humano. “Muita gente chega a achar que é agressividade, mas que nada. É apenas um sorriso cheio de dentes”, relata.

MAS não se deixe seduzir por tanto charme, Dálmatas precisam de pulso firme e disciplina desde filhotes. “Por serem muito inteligentes, por vezes são taxados como cães teimosos, portanto precisam de um dono mais teimoso ainda”, explica a criadora. Isto significa que a raça carece de motivação, pois se não for interessante para o cão, ele simplesmente não faz o que o dono manda. “O dono de um Dálmata deve ser persistente, paciente e disposto”, recomenda a dona do Canil Dalsfort de Fortaleza (CE).

VOCÊ também é um apaixonado por Dálmata? Então continue lendo este Perfil da Raça e verifique se você é o dono ideal para esse cão cheio de pintas:

PERSONALIDADE | São carinhosos e adoram abraçar o dono. Muito inteligentes e por isso igualmente persistentes.

LONGEVIDADE | Cerca de 13 anos.

TAMANHO | Machos até 32 quilos e fêmeas até 29 quilos.

O dono ideal é aquele que gosta de atividades ao ar livre

PELAGEM | Pintas nas cores preto ou fígado com o fundo branco puro. Os filhotes nascem brancos e, com o passar dos dias, as pintas vão aparecendo na pele e posteriormente no pêlo. Os cães que já nascem com uma mancha (e não pinta) preta são chamados de patchs e não podem participar de exposições de beleza.

CUIDADOS | Dálmatas com olhos azuis ou de duas cores são muito bonitos. Entretanto, segundo a criadora, não devem ser reproduzidos, pois a surdez tem relação com os olhos azuis.

ESPAÇO | É uma raça bem ativa e precisa de exercícios regulares, uma casa com bastante espaço é o ideal. Se adaptam a lugares menores contanto que sejam supridas suas necessidades diárias de exercício, caso contrário podem se tornar destrutivos e agressivos.

SAÚDE | Cálculo renal é algo comum na raça, por isso é bom redobrar o cuidado. Sendo que o problema genético mais comum é a surdez.

SOCIABILIDADE | Costuma se dar bem com outros cães e animais, mas deve ser socializado desde filhote. No passado acompanhava carruagens e até hoje tem afinidade com cavalos.

PREÇO | Varia de R$ 800 a R$ 1.500 com pedigree.

DICA DO CRIADOR | Se o filhote até dois meses e meio ainda não mostrar as pintas pretas ou fígado, não irá surgir mais. Ao procurar um filhote, observar se tem o “lápis’’ em torno do olho, o contorno deve ser completo.

DONO IDEAL | Dálmatas não são cães para qualquer pessoa, precisam de pulso firme e disciplina desde filhotes. O dono ideal é aquele que gosta de longas caminhadas, atividades ao ar livre e esportes caninos.

(Fonte e imagens: Canil Dalsfort)

As pintas devem aparecer nos filhotes até dois meses, depois disto, não surgirão mais

Read Full Post »

O personagem Luiz é um Bulldog que adora se vestir como a Carmen Miranda

EXCLUSIVO | A NOVA animação Rio conta quase que exclusivamente com estrelas que possuem penas e bicos. No entanto, o desenho animado dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha e com estreia marcada para a próxima sexta-feira (8 de abril) no Brasil, também conta com um personagem canino. O Bulldog Luiz pode não ser o protagonista dessa história, mas nem por isso recebeu menos atenção dos criadores dessa aventura que tem a Cidade Maravilhosa como pano de fundo.

O ator Tracy Morgan dá voz ao personagem canino

A PRIMEIRA impressão sobre o cachorrão é de que se trata de um bicho perigoso. Entretanto, bastam alguns segundos para entendermos que o único perigo com Luiz é se ver coberto de baba. O cachorrão é  totalmente apaixonado por Carmen Miranda e não esconde que adora carregar várias frutinhas na cabeça. Para colaborar nas risadas, o ator Tracy Morgan, que ficou conhecido por sua atuação na série americana 30 Rock, foi chamado para dublar Luiz, no filme que tem opção em 3D.

SOBRE o filme

O DESENHO animado Rio conta a história de Blu, uma arara-azul residente num zoológico em Minnesota nos EUA que acredita que é o último de sua espécie. Mas quando Blu descobre que uma arara fêmea foi descoberta na América do Sul, ele faz uma longa jornada até o Rio de Janeiro, para encontrá-la.

RIO é um projeto antigo do brasileiro Carlos Saldanha, conhecido entre os fãs de animações por ter trabalhado na série Era do Gelo. Para assistir ao trailer do filme Rio, clique na imagem abaixo.

Read Full Post »

Documentário deve chegar aos cinemas em dezembro deste ano

Tudo começou com um livro, agora o documentário brasileiro chega aos cinemas

EXCLUSIVO | A FRASE do publicitário Tiago Ferigoli pode soar uma ofença para alguns e uma simples constatação para outros. Mais do que criar polêmica, a intenção de Ferigoli é de fazer que cada um de nós reflita sobre o significado da expressão “vira-lata”. Para isso, além de ter publicado um livro com esse título, agora o publicitário está se preparando para lançar um documentário com o mesmo tema. “A idéia do filme é de que se você prestar mais atenção nas suas atitudes, bem como no respeito pelo próximo, de uma forma direta ou até mesmo indireta, estará contribuindo para minimizar o problema dos cães de rua.”

QUEM for ao cinema em dezembro, quando o filme será lançado, e esperar um documentário só sobre o sofrimento dos cães de rua, pode se surpreender. A ideia do documentário é de justamente discutir o significado do que é ser um vira-lata.

“EXISTE uma questão de identificação, o homem chama o cão de rua de vira-lata porque, na verdade, somos todos um pouco vira-latas. Somos todos miscigenados, sofremos de preconceito, obrigado a lutar pela nossa sobrevivência”, compara o diretor. A expectativa é de que o filme estimule cada um de nós a melhorar um pouco a realidade que está a nossa volta. “Temos uma conexão muito maior com estes animais, vira-latas, do que a maioria de nós imagina.”

PARA assistir ao trailer do filme “Vita-latas”, clique na imagem abaixo:

Read Full Post »

Os Pastores Brancos Suíços do Canil Schimmelpfeng participaram das filmagens da produção brasileira

EXCLUSIVO | QUEM já assistiu ao novo filme “Nosso Lar”, baseado na obra de Chico Xavier, afirma que a produção brasileira é capaz emocionar até quem não é Espírita ou tão pouco acredita na vida após a morte. Quem é “cachorreiro” também não deixa de reparar nos vários cães brancos que participam das gravações.

PARA quem já se perguntou que cães são aqueles, aqui vai a resposta: são Pastores Brancos Suíços do Canil Schimmelpfeng, localizado na cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. No passado, esses cães pastores foram usados para acompanhar as carruagens reais puxadas por cavalos brancos. Nada mais chique. E agora estrelam no filme inspirado no livro de mesmo nome do médium e escritor Chico Xavier.


Uma das cenas mais marcantes é quando os Pastores Brancos acompanham a chegada de almas doentes

NO FILME uma das cenas mais marcantes é quando os Pastores Brancos acompanham a chegada de almas doentes ou machucadas à cidade, vítimas de mais uma guerra na Terra.

NAS duas imagens ao longo deste post, você pode conferir algumas cenas dos bastidores das filmagens, feitas pelo Canil Schimmelpfeng.

QUER assistir ao trailer do filme “Nosso Lar”? Clique na imagem abaixo.

Read Full Post »

O filme segue a linha das comédias que envolvem cães falantes, muita confusão e coreografias

ELE pesa 90 quilos e não para de se meter em confusão. Esse é Marmaduke, a estrela do filme com o mesmo nome que estreia dia 4 de junho no Brasil. Inspirado no personagem criado pelo cartunista Brad Anderson em 1950, Marmaduke nunca fez muito sucesso aqui no Brasil. Mas os produtores Fox Film, responsável pelo longa, esperam mudar essa situação e tornar o nome desse imenso Dogue Alemão tão  famoso como de Scooby Doo, seu colega de raça.

A AVENTURA de Marmaduke começa quando a sua família, os Winslows, se muda para a Califórnia. No novo lar o cachorro se apaixona por uma cadela da raça Afghan, com o sugestivo nome de Jezebel. A mudança de ares deixa Marmaduke um pouco confuso e é só o primeiro passo para que se meta em confusões tão grandes como seu tamanho.

Personagem original criado por Brad Anderson em 1950

NA TELONA o Dogue Alemão ganhará a voz do ator Owen Wilson, que atuou em filmes como “Marley & Eu” e  “Uma Noite no Museu”. Já o personagem Bosco será interpretado pelo ator Kiefer Sutherland, o Jack Bauer da série de TV “24 horas”.

Marmaduke

Comédia

Fox Film

Estreia: 4 de junho de 2010

PARA assistir o trailer do filme “Marmaduke”, clique na imagem abaixo:

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: