Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘hotel’

Ciccilo brincando na pista de agility do Clube de Cãompo

Ciccilo brincando na pista de agility do Clube de Cãompo

CANINABLOG RECOMENDA | O PLANEJAMENTO da minha viagem no feriadão de Páscoa começou muito antes dos primeiros ovos de chocolates lotarem os supermercados. Antes mesmo de comprar as passagens e reservar o hotel, comecei a organizar a estadia de Ciccilo, meu Fox Terrier, nos cinco dias que planejava passear pelo Nordeste brasileiro. Como essas mini férias aconteceriam na praia (lugar que cachorro não pode e não deve ir por questões de saúde), achei melhor encontrar um local adequado e divertido para ele curtir durante a minha ausência. Encontrei em Itú, cidade à cerca de 100 quilômetros da capital São Paulo, o Hotel Clube de Cãompo.

CHEGANDO no hotel na companhia de Ciccilo e de sua amiguinha Dulce, ficamos espantados com a organização do hotel pet. Com 60 mil m² de área total, o hotel administrado e criado pelo veterinário Aldo Macellaro Jr contém uma arquitetura pensada a partir do tamanho do cão. Os de pequeno porte, por exemplo, ficam em uma casa separada que lembra em muito o próprio lar e um funcionário dorme no local para garantir a segurança dos pequenos. Evitando assim o estressse da ausência do dono e da sua própria casa.

Ciccilo voltou em forma depois dos 5 dias de hospedagem

Ciccilo voltou em forma depois dos 5 dias de hospedagem em Itú, interior de São Paulo

CICCILO e Dulce não viam a hora de correr por um dos vários pátios cercados onde os onde os cães são soltos por algumas horas por dia para brincar e interagir com outros hóspedes ou, se for necessário, somente com o funcionário do hotel. O dia estava especialmente quente e, depois de várias corridas e brincadeiras, Dulce e Ciccilo aproveitaram a sombra das muitas árvores existentes no hotel. Com essa primeira impressão positiva do Hotel Clube de Cãompo, fiz a reserva e combinamos o delivery de Ciccilo no feriadão da Páscoa. Confira agora nossa avaliação:

ESTRUTURA | EXCELENTE

O HOTEL Clube de Cãompo possui estrutura para receber mais de 100 cães ao mesmo tempo. Na nossa visita, todos os canis estavam limpos e verifiquei que possuíam um pequeno pátio com opção no sol e coberto. Além disso, os canis dos cães de grande porte contam com um bebedouro com água corrente e tablado para que a cama não fique em contato direto com o chão. Os canis são limpos diariamente enquanto os bichos brincam em um dos vários pátios cercados do hotel ou fazem a segunda atividade do dia, um passeio na guia.

RESERVA | EFICIENTE

SEMPRE faço a reserva do hotel do Ciccilo com pelo menos 1 mês de antecedência, especialmente se for para o período de férias ou feriado. A ficha requerida pelo Hotel Clube de Cãompo era bem completa e a reserva foi facilmente realizada.

Ciccilo pode até resistir um pouco, mas acaba sempre aproveitando a piscina

Ciccilo pode até resistir um pouco, mas acaba sempre aproveitando a piscina

DELIVERY | MUITO BOM

NA ficha de reserva de Ciccilo especifiquei o dia e endereço de busca e entrega de Ciccilo. Faltando alguns dias para a minha viagem, um dos funcionários do hotel me ligou verificando a possibilidade de antecipar a busca por causa de problemas técnicos. Como isso não era possível, remarcamos para o dia seguinte, mas pedi que acontecesse antes do meio-dia. A promessa foi cumprida e às 10h da manhã Ciccilo já estava na van totalmente identificada com o nome do hotel. Mas acho que seria bacana que na ficha de reserva houvesse a possibilidade de optar não só pelo dia, mas também pelo período, ou seja: manhã, tarde ou noite.

ATENDIMENTO | MUITO BOM

NÃO RECEBI nenhuma notícia de Ciccilo durante a estadia, serviço oferecido pelo hotel anterior em que meu pet ficou hospedado. Mas um dia depois da entrega do meu filho canino, um funcionário ligou perguntando se Ciccilo tinha chegado bem, se eu tinha alguma reclamação – achei isso ótimo! Além disso, mandaram, alguns dias depois, um link com várias fotos dele aproveitando a estadia (veja aqui).

ENTREGA | MUITO BOM

EU NÃO estava em casa quando Ciccilo chegou. Mas minha diarista o recebeu e contou que ele estava muito feliz, mas também com muita sede. Bebeu o pote inteiro de água do potinho. Deve ter sido o percurso de 100 quilômetros entre o hotel e nossa casa que o deixou cansado e sedento (ele odeia andar de carro). Fiquei muito feliz ao perceber também que deram a quantidade certinha de ração diária para Ciccilo (geralmente, isso é um pouco negligenciado pelos hotéis). Ele também voltou super em forma do Clube de Cãompo, prova de que fez muitos exercícios durante suas férias de Páscoa!

NÃO deixem de ver todas as fotos de Ciccilo nas férias no Clube de Cãmpo clicando aqui .

LEIA também no CaninaBlog:

Nós experimentamos o Pet Hotel Férias do Dono

Vai deixar seu cachorro em um hotel pet?

Férias: Hotel pet, com amigos ou no conforto do lar?

Read Full Post »

Ciccilo no Pet Hotel Férias do Dono

Imagem clicada pelo Hotel Pet e enviada por e-mail durante a hospedagem

CANINABLOG RECOMENDA | VIAJAR, sair de férias, conhecer lugares novos, visitar a família. Tudo isso é uma delícia. Mas, infelizmente, nem sempre é possível levar nosso melhor amigo como companhia. Por essa razão, muitas pessoas procuram hoteis pet. Nas minhas últimas férias não pude levar Ciccilo, meu Fox Terrier, por se tratar de uma viagem internacional.  Deste modo, tinha um grande desafio pela frente: encontrar um hotel pet para meu filho canino.

DEPOIS de várias experiências negativas com hoteis pet, confesso que estava bem nervosa. Afinal, Ciccilo ficaria 20 dias hospedado e me preocupava se ele sofreria com a saudade, se seria bem tratado, se ficariam atentos à saúde dele, e assim vai. Depois de muita pesquisa e uma visita ao local, escolhi o Pet Hotel Férias do Dono, instalado na região de Itapecerica da Serra (SP).

A diário do hotel Férias do Dono inclui atividade física e brincadeiras

A diária do hotel Férias do Dono inclui atividade física e brincadeiras

ABAIXO você pode conferir como foi a nossa experiência, minha e do Ciccilo, no Hotel Pet Férias do Dono:

ESTRUTURA | EXCELENTE

O HOTEL Férias do Dono possui uma área verde com mais de 6 mil m2 em meio à natureza. Além disso, os canis são espaçosos e recebem muito bem até 2 cães de porte grande (caso você tenha dois pets, eles ficarão confortáveis juntos, por exemplo). Durante uma visita surpresa ao hotel semanas antes, verifiquei que todos os cães hospedados estavam felizes, os funcionárias lidaram bem com Ciccilo e os canis estavam limpos.

RESERVA | BOM

ENCONTRAR hospedagem pet no final do ano e Carnaval é um grande desafio no Brasil pois todos os hoteis (principalmente os bons) estão lotados. Por essa razão, confirmei a reserva de Ciccilo com dois meses de antecedência. O dono do hotel, Eduardo Gustavo Sprotte, e equipe responderam prontamente minhas mensagens. Mas o atendimento via e-mail e telefone foi ficando mais lento a medida que o período de alta temporada foi se aproximando.

DELIVERY | REGULAR

NA FICHA de reserva do hotel que preenchi constava informação do local em que Ciccilo deveria ser recolhido e devolvido. E, como estaria trabalhando o dia todo, pedi que buscassem Ciccilo pela manhã em um determinado local, mas as horas foram passando e nada do carro do hotel aparecer. Foi preciso que eu ligasse para o hotel para confirmar o horário aproximado do delivery que apareceu só no começo da tarde. Mas o transporte estava devidamente identificado com o logotipo do hotel e Ciccilo entrou contente na caixa de transporte.

Hotel fica na cidade de Itapecirica da Serra (SP)

Hotel pet fica na cidade de Itapecerica da Serra (SP), cerca de 35 km da capital

ATENDIMENTO | MUITO BOM

DURANTE a viagem, a equipe do hotel enviou várias fotos de Ciccilo (como essa que ilustra o post) brincando com sua bolinha. Vê-lo feliz deixou minhas férias muito mais tranquilas.

ENTREGA | MUITO BOM

NÃO tem como negar: Ciccilo voltou do hotel super feliz, de banho tomado e exausto. Inspecionei meu bicho inteiro e não encontrei nenhuma marca de estresse ou pulgas, como mordidas e marcas vermelhas entre os dedinhos. Ele até estava mais magro, mas por causa dos banhos de piscina e exercícios diários (e Ciccilo ama brincar!). Aliás, Sprotte, proprietário do hotel, me disse que esse é o grande segredo do hotel dele: “muita atividade física para que o cão fique feliz e cansado. Desta maneira, o pet não tem tempo para sentir falta de casa”.

LEIA também no CaninaBlog:

Um lugar para se tirar férias do dono

Read Full Post »

Peça para um amigo para visitar seu cão diariamente caso ele fique em casa

EXCLUSIVO | AS FÉRIAS já estão programadas e você ainda não sabe qual será o destino do seu cachorro? Está na dúvida se a melhor opção é deixar seu bicho no conforto da sua própria casa, com amigos de confiança ou ainda em um hotel pet? Para ajudar você a tirar essas dúvidas, conversamos com a médica veterinária da Vetnil Isabela Vincoletto. A veterinária criou um dicas básicas para ajudar os donos de cães e fazer a escolha certa para seus cães nessas férias: 

LAR doce lar

VOCÊ vai viajar e o pet vai ficar em casa sozinho? Esta opção só é válida para passeios extremamente curtos ou o animal poderá sentir demais a falta do dono, podendo inclusive adoecer ou se machucar. Se esta for a opção, certifique-se de que você deixará ração e água suficiente para a nutrição do pet durante o período que você estiver fora.

IMPORTANTE: Peça para algum amigo ou conhecido passar diariamente na casa para alimentar, passear, cuidar da higiene do animal e verificar se está tudo bem com ele.

VANTAGENS e desvantagens: O lado positico do bichinho ficar em casa é que não haverá problema relacionado ao estranhamento do local; a desvantagem, por outro lado, é que o pet pode sentir ainda mais a falta do dono.

Caso ele fique na casa de amigos, não esqueça de deixar instruções sobre a rotina do cachorro

AMIGO do peito

SE você tem a sorte de ter um amigo, de alguém da família ou até mesmo um vizinho confiável e que curte cachorro, não esqueça de se preparar. Informe a pessoa sobre as rotinas do bicho, a quantidade de ração consumida diariamente, hábitos de higiene e o contato do veterinário.

IMPORTANTE: Caso haja mais animais na casa, certifique-se se os eles estão com as vacinas em dia e cuide da vacinação do seu bichinho de estimação. Avalie se o seu pet poderá ter algum problema de convívio com os outros bichos. Uma opção é levar o bichinho uns dias antes para ir acostumando os animais uns com os outros.

VANTAGENS e desvantagens: O animal pode estranhar o local diferente. Uma boa forma para contornar o problema é levar alguns pertences do pet para esse abrigo temporário.

HOTEL pet

ESTA pode ser uma boa opção, mas requer cuidados especiais na hora de escolher o estabelecimento em que o animal de estimação vai ficar hospedado. É imprescindível uma visita presencial para conhecer o hotel. “Pela internet tudo parece lindo, mas é de extrema importância os proprietários conhecerem pessoalmente o hotel para se certificar das condições do local e se existe um veterinário responsável”, por exemplo.

IMPORTANTE: A médica veterinária da Vetnil recomenda um tratamento preventivo, como a aplicação de um anti-pulgas e carrapatos. Vale também conferir se a carteirinha de vacinação e vermifugação do pet está em dia e se ele costuma tomar algum medicamento ou não.

PRECAUÇÃO: Na hora de buscar o pet, além de matar a saudade, é preciso verificar se ele se encontra nas mesmas condições em que foi deixado no estabelecimento. “É importante o proprietário fazer uma observação pelo corpo do animal antes de sair do local, pois caso haja algo diferente o hotel terá que prestar suporte por meio do veterinário responsável pelo estabelecimento”, alerta Vincoletto.

O CANINABLOG tem mais dicas sobre hospedagem canina e férias. Para saber mais, clique nos links abaixo:

Turismo canino: Planejamento é tudo

Socialização canina: Elemento fundamental em hotel pet

Como escolher um hotel para meu cachorro?

O hotel que é um paraíso canino

Read Full Post »

Nem todas as raças gostam de nadar como um Golden Retriever ou Labrador

SAÚDE | MUITOS nadadores de sucesso começaram a praticar o esporte por questões de saúde. Crianças com asma e bronquite, por exemplo, são incentivadas a nadar para melhorar sua condição física. O que pouca gente sabe, entretanto, é que os cachorros também podem se beneficiar da natação – desde que certos cuidados sejam observados.

“A ATIVIDADE beneficia o aparelho cardiorrespiratório, fortalece as musculaturas e ainda favorece o gasto de energia”, explica o médico veterinário responsável pelo Pet Hotel Dog Life João Carlos Colombo. O esporte é indicado para cães de todas as idades porque o impacto na água é muito menor. “O exercício também é indicado para animais com problemas nas articulações, evitando os traumatismos”.

CUIDADOS especiais

MAS a prática exige alguns cuidados como a supervisão e acompanhamento de um responsável durante toda a atividade. Segundo o médico veterinário, a frequência das atividades deve ser de no máximo três vezes por semana, não sendo aconselhável a permanência do animal por mais de duas horas na piscina.

“SE A água for clorada, o cuidado deve ser ainda maior, já que a substância danifica a pelagem do cão”. Nesse sentido o médico explica que é necessário dar um banho no pet logo após a natação, para retirar o excesso de cloro. “A secagem dos pelos também deve ser feita para evitar dermatites e problemas respiratórios”.

MEDO de água

Você pode incentivar a entrada do cachorro com brinquedos que flutuam

UMA barreira enfrentada por alguns cães é o receio de entrar na água. Embora algumas raças, como o Labrador e Golder Retriever, geralmente sejam fascinados por água. Para os mais medrosos, o ideal é que a piscina seja própria para animais, com escadas submersas e com a água em um nível bem baixo para evitar afogamentos e traumas. No Hotel Dog Life, por exemplo, há uma  piscina de 10m x 1m  e profundidade de até 60 cm de água, com rampas de acesso.

PARA João Carlos, a melhor forma de não causar traumas é começar deixando a piscina vazia para que o animal caminhe em busca de brinquedos ou petiscos. “Após o conhecimento desse espaço com brincadeiras, introduzimos aos poucos a água”, explica o médico veterinário.

SEGUNDO passo

DEPOIS da fase de adaptação, o veterinário explica que os cães devem ser conduzidos para uma piscina maior, tendo o cuidado para jamais forçar sua entrada na água. “Uma das técnicas que utilizamos é carregar o cão com colete salva-vidas em nossos braços e com o corpo submerso, aos poucos soltarmos o animal”. Outra forma utilizada para estimular os animais a entrarem na água são os brinquedos flutuantes, ou deixá-los observando outros animais nadando na piscina. Quando os cães não querem entrar na piscina do Pet Hotel Dog Life, o médico veterinário utiliza uma última técnica: “Pedimos para o proprietário entrar na piscina e tentar atraí-lo com petiscos e brinquedos”.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Adeus gordurinhas: novo spa para cães

Surfe canino: esporte une donos e seus cães

Transformando meu cachorro em um atleta

Read Full Post »

A cidade de Brotas é cercada de rios e cachoeiras, Ciccilo aproveitou boa parte

EXCLUSIVO | QUEM me conhece sabe o quanto gosto de viajar. Tanto que meu primeiro blog, antes de criar o CaninaBlog, foi sobre uma viagem de 13 meses por 32 países com uma mochila nas costas que fiz com meu marido há poucos anos. Enquanto escrevíamos o blog O mundo em 365 dias, Ciccilo estava bem cuidado com meus pais no Rio Grande do Sul pois não pode viajar conosco.

Dentro da pousada só com guia, pois há vários bichos soltos

MESMO com tanta experiência de viagem, descobri que viajar com seu cachorro pode ser muito mais complicado e, sem dúvida, prazeroso. Neste último feriado de Carnaval, Ciccilo e eu experimentamos o desafio de se planejar uma viagem juntos. Tudo começou pela escolha da cidade. Com a ajuda do blog Confraria dos Galgos, encontrei algumas opções de hoteis e pousadas que aceitam cachorro no estado de São Paulo. E antes de verificar o preço e estrutura de cada hospedagem, minha pergunta era: “vocês aceitam cães?”

FOI assim que escolhemos a Pousada Jacaúna em Brotas, a 230 quilômetros de São Paulo, que aceita cães de pequeno e médio porte “quietinhos”, como me disse uma das donas do local ao telefone. Reserva feita, viajamos no sábado antes do Carnaval rumo a Brotas com Ciccilo devidamente vestindo seu cinto de segurança canino.

A guia com 10 metros permitiu que ele curtisse uma liberdade vigiada

AS ÚNICAS regras da pousada é que cães hospedados não podem entrar no restaurante (mas podem ficar no deque) e também não podem andar soltos pela pousada. A explicação é simples: há uma quantidade imensa de bichos soltos, como galinhas d’angola, coelhos e até pavões. Por essa razão, além da guia retrátil de 5 metros, também levamos uma guia de 10 metros que permitiu que Ciccilo tivesse uma liberdade controlada. Ele amou cheirar cada cantinho e graminha do imenso jardim de 10 alqueires.

A CIDADE e a aventura

A ESCOLHA por Brotas teve uma motivação. A cidade que tem um pouco mais de 20 mil habitantes é conhecida nacionalmente pelos esportes de aventura como rafting e canoagem. Bem estrutuda turisticamente, foi fácil escolher uma das 6 agências no centro da cidade que oferecem atividades e aventuras ao longo do rio Jacaré Perira.

Ciccilo curtindo a vista rural de Brotas

SELECIONAMOS a agência Território Selvagem que aceitou Ciccilo como um dos seus clientes sem nenhuma resistência. Foi assim que meu Fox Terrier Pêlo Duro passou duas tardes fazendo trilhas e nadando em rios e cachoeiras. Aliás, Ciccilo queria ser o primeiro do grupo a desbravar as trilhas, por isso ficou boa parte do tempo a frente de todos sendo contralado pelo Gaúcho, nosso guia.

ALÉM das trilhas, a agência Território Selvagem também oferece rafting com cães. Mas neste caso a aventura precisa ser agendada com antecedência e o cão precisa de um colete salva-vidas especial que a agência não tem disponível.

DEPOIS de cinco dias de aventura e muito verde, pegamos a estrada para São Paulo. No carro, um Ciccilo imundo e dormindo depois de tantas atividades e experiências, uma dona com um leve sorriso na cara e um rabinho abanando de satisfação. Valeu a pena!

PARA ver mais fotos das férias de Ciccilo em Brotas, confira nosso álbum no Fanpage do CaninaBlog no Facebook. Basta clicar aqui.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Nós testamos o cinto de segurança da Bracannes

Meu cão é um esportista?

Como escolher um hotel para meu cachorro?

A pousada permite a hospedagem de cães pequenos e médios comportados

Read Full Post »

Brigões em casa, alguns cachorros podem se revelar ótimos hóspedes

EXCLUSIVO | MILHÕES de brasileiros irão aproveitar o feriado do Carnaval para brincar, viajar e lotar hotéis e pousadas pelo Brasil. E que turista não adora aquele café da manhã incrível de hotel ou ainda fazer novos amigos nas férias? Mas nem tudo é diversão nesta época do ano para quem tem um cachorro na família.

POUCOS hotéis aceitam pets, principalmente de grande porte, e muitos donos se vêem forçados a curtir o feriadão em casa. Além disso, existe um receio de deixar o bicho em hotéis para pet porque temem que não vão se adaptar com tantos bichos ou se sentirão muito sozinhos longe da companhia dos donos. Entretanto, o veterinário e proprietário do Clube de Cãompo Hotel Fazenda para Cães, Aldo Macellaro Junior, avisa: “muitos cães que os proprietários julgam não se entender com outros, longe dos donos e de suas casas, acabam se mostrando muito bons no convívio com outros cães”.

“Uma pessoa experiente vai identificar se o cão irá se adaptar ou não ao grupo”, explica o proprietário de hotel pet Aldo Macellaro

SOCIALIZAÇÃO

PARA que isso seja possível, a equipe do Clube de Cãompo que fica na cidade de Itu, no interior de São Paulo, recomenda que a socialização entre cães seja feita sempre sob supervisão de pessoas que tenham grande experiência no assunto. “Socializar os cães em uma área ampla e sem disputa de bens materiais, como bolinhas ou brinquedos, ou de atenção excessiva são regras de ouro na hora da socialização. Também é necessário manter o ambiente tranquilo e sem interferências abruptas”, explica Junior.

AGRESSIVIDADE

MAS o proprietário do Clube de Cãompo reconhece que existem casos em que esta agressividade está tão marcada no cachorro que a socialização fica muito difícil. “Uma pessoa experiente vai identificar os sinais emitidos pelo cão, se ele irá se adaptar ou não ao grupo”, defende o veterinário. Caso a socialização se mostre inviável, o correto é realizar os passeios e brincadeiras sempre de modo individual. “Uma socialização forçada pode causar brigas e os cães podem se machucar seriamente. O correto é nunca chegar ao ponto de uma briga.”

CADA hotel pet bem administrado tem sua própria técnica de socialização. No Clube do Cãompo, por exemplo, existem cães que são chamados de “professores de socialização”. Junior explica que são cachorros muito experientes e tranqüilos e que são usados para ajudar na socialização daqueles hóspedes que nunca tiveram contato com outros cães anteriormente. Além disso, um local fora do território do cão ajuda e facilita a interação. Isso significa que um cão brigão dentro de casa pode se revelar um hóspede muito pacífico.

SOLIDÃO

SE VOCÊ tem receio que seu pet, que vive agarrado em você, irá morrer de solidão em um hotel, você pode se surpreender. A verdade é que o hóspede canino que tem a companhia de outros animais se sente pertencente ao local e consequentemente não se sente sozinho. “Além disso, na presença de outros animais, os cães brincam e se divertem mais e esta atividade física faz com que o animal gaste energia”. Isso significa que o cachorro comerá e dormirá bem também devido ao cansaço do dia. O único risco é que depois de ficar em um bom hotel pet, ele não queira mais voltar para casa.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Como escolher um hotel para meu cachorro?

Um lugar para se tirar férias do dono

Hospedagem dos sonhos caninos

Read Full Post »

Goldens curtem a piscina do Pet Hotel Dog Life de São Paulo

Goldens curtem a piscina do Pet Hotel Dog Life de São Paulo

EXCLUSIVO |  AS FÉRIAS estão chegando e muitas pessoas já sonham com aquela viagem planejada ao longo do ano. Quem não pode levar o seu cachorro a tira-colo, entretanto, se vê diante de um grande desafio: onde deixar meu bicho? Encontrar um hotelzinho pet de confiança (e com preço acessível) pode ser mais difícil do que se imagina.

SE VOCÊ está planejando deixar seu pet em um hotelzinho ou teve alguma experiência traumática com algum serviço prestado, você vai adorar este post. Conversamos com dois responsáveis por hotéis pet de São Paulo que deram dicas preciosas de como avaliar este serviço e fazer a melhor decisão possível. Afinal, seu cachorro também merece férias caprichadas.

O PRIMEIRO passo

NA PROCURA por um hotel para cães, o primeiro passo é pedir algumas informações sobre a rotina da empresa e sentir como os responsáveis pelo hotel passam essas informações e o grau de receptividade. “Mas o mais importante é visitar o local, verificar a segurança e a higiene e se os monitores e veterinários estão disponíveis o tempo todo para cuidar dos animais hospedados”, recomenda o médico veterinário e proprietário do Pet Hotel Dog Life João Carlos Colombo.

AVALIANDO o espaço

É MUITO importante conhecer a infra-estrutura do hotel, observar o espaço disponível para brincadeiras. Segundo o proprietário do Pet Hotel Dog Life, o espaço para brincadeiras que deve ter no mínimo de 200m² de área livre. Já os dormitórios devem ser individuais e respeitar o espaço mínimo de 3m².

Pet Care Hotel acaba de inaugurar novo setor de hospedagem em São Paulo

ATIVIDADES e serviços extra

Piscinas, delivery, brinquedos e até spa. Todos estes extras são super interessantes e atrativos em um hotel. “Mas o ideal é que os hotéis tentem imitar a rotina do cachorro.” Este é o conselho da diretora e veterinária do Hospital Veterinário Pet Care Carla Alice Berl, que lembra que a maioria dos animais não se exercita o dia inteiro. “No verão, precisam ser exercitados nas horas mais frias, de manhazinha e a noite. Durante o dia, pequenas saídas somente para fazerem suas necessidades”, argumenta.

OUTRO ponto importante a ser avaliado é a interação entres os animais já hospedados com os monitores e recreadores. “Animal feliz é animal que brinca, pula e corre com seus tratadores”, lembra Colombo.

CUIDADOS de saúde e higiene

SE AO registrar seu cachorro no hotel não for feita nenhuma pergunta sobre anti-pulgas e caderneta de vacinação, desconfie. Um hotel sério exige que todos os cães estejam com a vacinação em ordem e também fazem questão de mostrar como é feito o controle de ectoparasitas (pulgas e carrapatos). “Não esqueça de pedir para o hotel repetir a aplicação do anti-pulga no espaço de 21 dias caso seu pet fique um período mais longo”, recomenda a diretora do Hospital Veterinário Pet Care.

HOTEL do bairro ou no interior?

A RESPOSTA para esta pergunta depende do que você espera do hotel. Aqueles próximos de casa são interessantes, pois facilitam o transporte até o hotel e as visitas. “Mas muitos desses hotéis são casas com espaços pequenos para atividades físicas dos animais, e os dormitórios também são pequenos”, lembra João Carlos Colombo, do Pet Hotel Dog Life.

“JÁ os hotéis do interior são como sítios com áreas imensas gramadas e lagos naturais que são paraísos caninos, mas muitos requerem um percurso longo para chegar até eles.” Ou seja, você terá que fazer outra viagem para levar ou buscar o animal, ou ainda gerar um estresse caso o bicho seja enviado pelo delivery oferecido pelo hotel.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Um lugar para se tirar férias do dono

Hospedagem dos sonhos caninos

O hotel que é um paraíso canino

Disney Resort inaugura hotel para pets na Flórida

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: