Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Labrador’

CANINABLOG RECOMENDA | SEU cachorro come toda a ração em alguns segundos? Não mastiga nada e parece mais um aspirador de comida? Saiba que esse comportamento compromete a mastigação e deixa seu melhor amigo predisposto a vários problemas de saúde como engasgos, vômitos, gastrite, dilatação e torção do estômago, e até obesidade.

SE VOCÊ tem em casa um cão com essas características gulosas, vai gostar do CaninaBlog Recomenda de hoje. Testamos por mais de um mês uma novidade da marca Pet Games, o Pet Fit, um comedouro com design funcional que promete ajudar os animais a se alimentarem mais devagar.

PREOCUPADO com aqueles cães que ingerem muito rápido os alimentos e, frequentemente, em excesso, o veterinário Dalton Ishikawa, fundador da Pet Games, estudou diversos modelos de comedouros até chegar a um produto que promete atender de forma eficaz pets de todos os portes. Seu design funcional obriga os pets a “caçarem” seu alimento, levando assim a uma ingestão mais lenta. “Comer muito rápido a quantidade diária de ração de uma só vez pode levar à torção gástrica e ser fatal, principalmente em animais idosos”, adverte o veterinário. O Pet Fit

COMO Ciccilo, meu Fox Terrier, costuma comer lentamente sua ração, convidamos dois amigos do CaninaBlog para testar o comedouro Pet Fit. Toddy e Bionda são dois Labradores que além da raça, tem mais coisas em comum: comem muito rápido sua ração e lutam para manter o peso ideal. Os dois pets testaram, com ajuda dos seus donos, os comedouros por pelo menos duas semanas cada. Confira abaixo as avaliações dos donos de Bionda e Toddy:

Mesmo com o PetFit Bionda continua comendo muito rápido sua ração

Mesmo com o PetFit Bionda continua comendo muito rápido sua ração

TESTE 1: Bionda

Labradora amarela, 9 anos e 32 quilos

Antonio Carlos Spilotro é o dono de Bionda e conta que a cadela sempre comeu da mesma maneira: muito rápido, mesmo depois das aulas de adestramento. “Acho que o comportamento dela é igual em todos os Labradores”, avalia Espilotro. Para amenizar o problema, ele divide a ração em duas porções diárias, faz o máximo de passeios com Bionda e ainda a leva para o trabalho alguns dias da semana. Portanto, Bionda fica pouco tempo sozinha no apartamento onde moram.

O teste: Bionda experimentou o comedouro Pet Fit em quase todos os níveis de dificuldade (as instruções no pacote recomendam colocar bolinhas de tênis dentro do comedouro no nível mais difícil). Segundo o dono, não houve nenhuma diferença no tempo que ela geralmente leva para comer a porção de ração no pote tradicional.

Toddy e Dani criaram até um vídeo para provar que  PetFit funciona

Toddy e Dani criaram até um vídeo para provar que Pet Fit funciona (clique na abertura para assistir)

TESTE 2: Toddy

Labrador chocolate, 8 anos e 32 quilos

Toddy e Dani Koetz são membros do blog Lovepet e testaram o comedouro Pet Fit por 1 mês. Como Toddy convive com mais três cães (que adoram roubar a comida alheia), ele come sua ração o mais rápido possível. “Meu maior receio é, sem dúvida alguma, o risco da torção gástrica que é muito comum em cães grandes”, afirma a dona da matilha.

O teste: Dani  ficou super contente em testar essa novidade da Pet Games e até criou um vídeo em que compara  o tempo que Toddy leva para comer a mesma porção de ração no pote tradicional e depois no Pet Fit. “Toddy é tão afobado que só de ter que catar os que caíram para fora do prato já levou uns 15 segundos extras”, relata. Clique no vídeo de abertura e confira a avaliação positiva do Pet Fit que é vendido por cerca de R$ 32 e tem capacidade para até 300g de ração.

LEIA também no CaninaBlog:

Fecho especial para vedar embalagem de ração

Brinquedos que divertem e ensinam a cachorrada

Cachorro com apetite caprichoso. Frescura ou doença?

Seu cachorro vive para comer ou come para viver?

Anúncios

Read Full Post »

Criador esclarece quais são os riscos da compra de filhotes em pet shop

EXCLUSIVO | QUEM nunca se deparou e até se derreteu por um filhote exposto na vitrine de um pet shop? A tentação de se levar pra casa é grande r muita gente não resiste. Mas você já se perguntou qual é a origem desse filhote? Muitas vezes, nem o dono do pet shop sabe exatamente características da raça, se ele está vacinado, vermifugado ou até mesmo se ele foi desmamado na hora certa.

MUITOS criadores brasileiros têm trabalhado para mudar essa situação. É o caso de Roberto Rodrigues Junior que há 20 anos tem defendido a causa dos criadores idôneos. Segundo o proprietário do Canil Summer Storm, além de coordenador do Conselho Brasileiro do Labrador, órgão ligado à Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), o que atrai os compradores para esse tipo comércio é a falta de informação e a facilidade da compra. “Mas se a pessoa soubesse o que se passa nesses canis, duvido que comprasse um cão em feira ou nesses atravessadores que são os petshops”, denuncia Junior.

“Se a pessoa soubesse o que se passa nesses canis, duvido que comprasse um cão em feira ou petshops”, afirma o criador Roberto Rodrigues

O TEMA é polêmico. Mas o que se sabe é que menos de 10% dos cães nascidos no Brasil são registrados. “Criadores sérios e comprometidos com a preservação e a saúde das raças verificam a genealogia do cão antes da cruza. Mas, sem fiscalização, em 99% dos casos é bem provável que o comprador esteja sempre levando gato por lebre”, desabafa.

QUER saber mais sobre esse tema polêmico? Então não deixe de conferir as melhores partes da conversa que o criador Roberto Rodrigues Junior, proprietário do Canil Summer Storm, teve com o CaninaBlog:

CANINABLOG: Por que comprar um filhote em pet shop é uma má ideia?

Roberto Rodrigues Junior: Poderia ficar aqui falando sobre isso por horas, são inúmeros os motivos, mas podemos enumerar alguns. Filhotinhos estão muito sujeitos a pegar qualquer tipo de doença e em um pet shop entram cães de todas as procedências possíveis. Pet shops podem até vender filhotes com pedigree, mas isso não significa que seus pais são saudáveis e que passaram por exames que excluem doenças genéticas. Além disso, filhotes de pet shop passam dias a fio dentro de uma vitrine ou uma gaiola e são obrigados a fazer suas necessidades no mesmo lugar onde dormem e comem. Isso é totalmente contra as leis de sua natureza, mas eles não têm escolha. Clique aqui para saber mais.

“Pet shop pode até vender filhote com pedigree, mas isso não significa que os pais são saudáveis”, diz dono do Canil Summer Storm

CANINABLOG: Existe alguma lei que impede essa prática?

Junior: O que sei é que na cidade de São Paulo estão proibidas as feiras de filhotes, mas não se sabe por que motivo elas continuam existindo uma vez que o poder público não fiscaliza adequadamente e nem parece se importar com esse grave problema.

CANINABLOG: Mas é possível combater essa prática?

Junior: Sim, expondo o repudio a esse tipo de comércio, ou seja, não comprando cães em feiras ou em pet shops. Quem sabe também deixando claro no pet shop de sua cidade que essa atividade não é bem vista por você. Os criadores também deviam se mobilizar em campanhas contra esse tipo de comércio.

CANINABLOG: Muitas pessoas não têm condição de pagar o valor de um cão com pedigree. Qual seria a opção para essas pessoas?

Roberto Rodrigues Junior: Quem infelizmente não tem condições de ter uma animal de raça pura deve adotar. É um grande gesto. Aos que podem e desejam que procurem canis sérios, que não tenham medo de mostrar suas instalações e que não pratiquem venda em feiras e pet shops.

LEIA também no CaninaBlog:

Opinião: Cães de raça versus vira-latas

Dez razões para você NÃO ter um cachorro

Read Full Post »

Raça possui temperamento dócil e alegre, por isso é chamado de cão da família

PERFIL CANINO | ELES são perfeitos cães de trabalho, atuando como guias de deficientes visuais e até farejadores de bombas e vítimas. São delicados com crianças e pessoas idosas, por isso muito recomendados na terapia animal. Tudo isso sem deixar de ser um cão rústico que precisa de poucas idas ao pet shop e que exige somente uma escovação semanal.

PARA quem tem ou já teve um cão da raça Labrador, este é o cachorro perfeito para qualquer família. “A característica principal da raça é o temperamento sempre dócil e alegre, jamais demonstrando qualquer traço de agressividade ou timidez”, afirma o coordenador geral do Conselho Brasileiro da Raça Labrador (CBRL), Roberto Rodrigues Júnior. Para se ter uma ideia do seu carisma canino, é a raça mais popular dos Estados Unidos nos últimos 25 anos e no Brasil sua fama não para de crescer.

MAS toda essa docilidade também é uma demonstração do quanto um Labrador precisa de companhia. “Todos os Labradores são dependentes do seus donos”, afirma Roberto, que também é proprietário do Canil Summer Storm, localizado em São Bernardo do Campo (SP). Isso significa que um Lab gosta de participar da rotina da casa, detesta estar sozinho e demonstra muito afeto inclusive com estranhos. “Caso não seja possível que fique dentro de casa, o ideal é providenciar um companheiro ou companheira canina”, recomenda o criador.

VOCÊ é apaixonado por Labrador? Então confira mais características da raça e descubra se você é o dono ideal para este cão eclético.

Labradores podem ser totalmente pretos, amarelos ou chocolate

PERSONALIDADE | Temperamento dócil e alegre, não demonstra traço de agressividade ou timidez. Facilmente adestrável.

LONGEVIDADE | Vive em média de 10 a 12 anos.

TAMANHO | Fêmeas variam de 34 a 40 quilos, machos de 38 até 46 quilos.

PELAGEM | Totalmente preto, amarelo ou chocolate.

CUIDADOS | Escovação semanal e banhos somente quando necessário pois precisam manter a oleosidade natural. Banho a seco é recomendado para eliminar odores. Para isso, basta uma solução com água (90%), vinagre (5%), álcool (5%) e uma toalha, deixando secar naturalmente.

ESPAÇO | Cães com um nível de atividade de média para alta. Isto significa que podem viver em apartamentos, desde que faça passeios pelo menos duas vezes ao dia. Do contrário, recomenda-se um quintal de tamanho médio.

SAÚDE | Tendência para doenças genéticas como Displasia cox femural e de cotovelo, atrofia progressiva da retina e problemas cardíacos. Por isso é tão importante adquirir um filhote de um criador sério que controla tais doenças.

SOCIABILIDADE | Convive bem outros animais, inclusive do mesmo sexo e já adultos, com gatos e outros animais domésticos, isso se acostumado desde pequeno.

PREÇO | Varia de R$ 1.800 até R$ 3.000 com pedigree.

DICA DO CRIADOR | Ao escolher o filhote de um criador, fique atento a rotina do canil e a forma como ele trata cães mais velhos. Verifique se ele oferece garantias, contrato de compra e venda e se realizou exames na ninhada.

DONO IDEAL | Labradores são muito ecléticos, convivem bem em família, com pessoas idosas que desejam companhia e com crianças que precisam de um amigo com muita energia.

(Fonte e imagens: Canil Summer Storm)

Antes de adquirir um filhote, verifique se o criador investigou problemas genéticos

Read Full Post »

Nego se exercita ao lado da presidenta eleita, Dilma Rousseff, em Brasília

NOS EUA o cachorro Bo Obama tem se tornado mais popular que o próprio presidente Barack Obama. O cão da raça D`água Portuguesa ganhou até a capa de um livro infantil escrito pelo presidente dos EUA.

TALVEZ o que pouca gente saiba é que a primeira presidente mulher eleita no Brasil, Dilma Rousseff, também tem um amigo canino. Ele se chama Nego e até apareceu no último programa no horário eleitoral ao lado da dona.

ALIÁS, fotógrafos já flagraram a presidenta eleita na companhia do Labrador em diversas caminhadas por Brasília e o assédio com a Dilma e Nego só deve aumentar nos próximos passeios.

NEGO foi um presente de um amigo de Dilma, que além do cachorro, também passou para a presidenta eleita seu antigo cargo na Casa Civil. Seu nome? José Dirceu.

Read Full Post »

Cadela Laila participará de seu primeiro trabalho como farejadora em Alagoas (Foto: Glauco Araújo)

OS EXPERIENTES cães da raça Labrador, Brasa e Black, trabalharão em conjunto com os dois cães iniciantes, a também Labradora Laila e o Pastor Alemão Danka, na localização das vítimas da chuva no estado de Alagoas. Cerca de 600 pessoas estão desaparecidas nas 27 cidades atingidas pelas chuvas no estado, que mais parecem vítimas de uma tsunami. Até esta manhã, os bombeiros haviam confirmado a morte de 29 pessoas em Alagoas.

A CADELA Brasa já participou do resgate de vítimas no Morro do Baú, na região de Ilhota, em Santa Catarina, em 2008. Já Black participou de operações de resgate em Sergipe, mas agora fará sua estreia em uma operação dessa dimensão. Segundo o coordenador do canil do Corpo de Bombeiros de Aracaju, de onde os dois cães foram enviados, o objetivo é encontrar corpo de vítimas e pessoas vivas.

CONFIRA a reportagem completa do portal G1, clicando aqui.

Read Full Post »

ENQUANTO que os olhos do Brasil inteiro se voltam para a África do Sul e os jogos da Copa do Mundo de Futebol, vários filhotes de Labrador treinam seu focinhos para um tarefa importante.

A POLÍCIA Federal de Recife está treinando filhotes para trabalhar na Copa de Mundo de Futebol de 2014, que será sediada no Brasil. Até o campeonato mundial, esses cãezinhos serão capazes de identificar uma variedade de drogas. Confira a reportagem do canal SBT clicando na imagem de abertura.

Read Full Post »

Cão Elvis tinha 10 anos e, segundo os donos, era manso e amável com crianças

NO MÊS de novembro de 2007, o cão Elvis foi encontrado morto em frente a fazenda dos donos na cidade de Sentinela do Sul (RS). Não demorou muito para que o responsável pela morte do Labrador fosse identificado. O próprio responsável pelo ato, o agropecuarista Santiago Brasil da Veiga, ligou para o capataz da propriedade do advogado Alfredo de Mello Gomes da Rocha e contou que havia degolado o animal com a própria faca. A razão? Elvis teria  matado 12 ovelhas e ferido outras seis do seu rebanho, fatos que nunca foram comprovados.

NO JULGAMENTO do caso, o juiz Régis de Oliveira Montenegro Barbosa, da 18ª Vara Cível de Porto Alegre, condenou o agropecuarista a pagar R$ 20 mil de indenização à família de Elvis. Para a diretora do Movimento Gaúcho de Defesa Animal, Maria Luiza Nunes, a decisão tomada no dia 31 de março é um marco. “Isso mostra que a consciência vem crescendo, para acabar com essa violência”, avalia. Para o juiz, a medida tem um cunho pedagógico, “de modo que, ao mesmo tempo que pune o agressor, visa a impeli-lo de praticar a conduta de forma reiterada”. E mesmo que o cão tivesse matado as ovelhas, para o juíz o ato do agropecuarista ainda assim não justificaria a atrocidade. A família dona do Labrador afirma que doará a indenização a protetores de animais.

LEIA a reportagem completa no jornal Zero Hora.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: