Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘passeio’

MyNico - logoEXCLUSIVO | UMA mãe felizarda e seu cachorro poderão fazer um passeio super seguro com o prêmio que o CaninaBlog e a marca MyNico sortearam neste Dia das Mães. O presente é uma Coleira e Guia de Led da MyNico fabrica em nylon e faixas de led na coleira e ao longo da guia.

O PRODUTO vem ainda com um iluminador (acionado por botão e com uma bateria com duração de 72 horas ininterrupta) que pisca em três níveis diferentes de iluminação. Estes itens garantem que você e seu cachorro sejam vistos na rua enquanto passeiam, ou seja, muito mais segurança para você e para ele.

Fabricada em nylon e faixas de led na coleira e ao longo da guia, o produto vem ainda com um iluminador que pisca

Fabricada em nylon e faixas de led na coleira e ao longo da guia, a Guia Led MyNico vem ainda com um iluminador que pisca

A VENCEDORA

CONFIRA agora o resultado da promoção e a felizarda mãe de cachorro que receberá em casa uma (1) Coleira e Guia de Led MyNico para passear com seu filho canino:

Erika Schloemp e seu filho canino Bart, de Manaus (AM)

ATENÇÃO vencedora: VOCÊ tem até o dia 28 de maio de 2013 para enviar seu nome e endereço complete para renata.faggion@gmail.com. Parabéns e Feliz Dias das Mães!

CONFIRA abaixo como funcionou a promoção de Dia das Mães de 2013:

Promoção Dia das Mães: Ganhe uma Guia Led MyNico

Read Full Post »

A Gentle Leader é recomendada para cães que estão aprendendo a caminhar com a guia

A Gentle Leader é recomendada para cães que estão aprendendo a usar a guia

EXCLUSIVO | VOCÊ leva seu cachorro para passear ou é seu cachorro que te arrasta pela rua? Muitos donos sofrem com cachorros que puxam demais (ao ponto de se engasgarem com a coleira), empacam, pulam nas pessoas na rua ou ainda latem de forma descontrolada para outros animais. Se você se identificou com algum destes comportamentos, então chegou a hora de conhecer uma invenção criada por dois americanos experts em comportamento canino e que chegou no Brasil no final da década de 1990: a guia Gentle Leader, algo como “condução gentil” em português.

POUCA gente sabe, mas a origem da coleira Gentle Leader para cães é o cabresto utilizado em cavalos. Mas, claro que a versão canina passou por várias adaptações. A Gentle Leader é formada por duas fitas, uma passada em cima do focinho e a outra atrás das orelhas (no mesmo lugar usado do enforcador), onde se prende a guia de condução. Para chegar à um modelo que fosse adaptável para várias raças caninas, foram necessários anos de pesquisa do médico veterinário R. K. Anderson e a então presidente da Associação Nacional de Instrutores de Obediência Canina Ruth E. Foster, criadores da Gentle Leader.

Gentle Leader não é uma focinheira e não deve ser usada em cães muito agressivos

Gentle Leader não é uma focinheira e não deve ser usada em cães muito agressivos

A IDEIA desses dois criadores era uma guia com ajuste perfeito que guiasse a cabeça e o corpo do cachorro e, ao mesmo tempo, tivesse a vantagem de se utilizar dos instintos naturais do animal em responder a pressões em pontos específicos no seu focinho e pescoço. O resultado deste estudo científico foi a Coleira Gentle Leader e seu grande diferencial é que essa coleira coloca pressão primeiramente na parte traseira do pescoço, e não no focinho ou na garganta. Evitando assim a necessidade de enforcadores ou colares de pinos.

QUER saber mais sobre a Gentle Leader? Então confira no post abaixo uma entrevista exclusiva com a adestradora e sócia da empresa de passeios Matilha em Família Katia Morioka.

CANINABLOG: Qual é a ideia básica da gentle leader?

Katia Morioka: A Gentle Leader (GL) é formada por duas fitas, uma passa por cima do focinho e a outra atrás das orelhas (no mesmo lugar usado do enforcador), onde se prende a guia de condução. Quando o cão fizer algum movimento indesejado, a guia automaticamente lhe dará uma leve repreendida para que o cão continue olhando para frente e siga o seu percurso. Isso faz com que o cão tire o foco das coisas indesejadas, por exemplo.

CANINABLOG: Qualquer cão, de qualquer idade ou porte, pode usá-la?

Katia: Pode sim, desde que o condutor saiba usar a GL da forma correta.

 

Katia Morioka é adestadora e sócia da empresa de passeios Matilha

Katia é adestradora e sócia da empresa de passeios Matilha em Família

CANINABLOG: Em que casos ela é recomendada?

Katia: A GL é recomendada no caso de cães que estão em fase de aprendizado para caminhar na guia. Aqueles cães que puxam muito quando saem para passear. Também pode ser uma boa solução para uma caminhada mais tranquila. Lembrando que o condutor deve estar bem orientado da forma correra de se usar a GL.

CANINABLOG: Pode ser uma boa opção para cães agressivos?

Katia: Depende do nível de agressividade do cão. Se for para cães que realmente atacam, não vai surtir efeito nenhum, pois ela está longe de ser uma focinheira. A GL não impede que o cão abra a boca, portanto ele conseguirá morder qualquer um e qualquer coisa, inclusive o próprio condutor. Se o cão estiver em um nivel baixo de agressividade, pode ser usada como forma de correção e repreensão a atitudes indesejadas.

CANINABLOG: Em que casos ela não é recomendada?

Katia: Antes de usar qualquer coleira, até mesmo as convencionais ou enforcadores, precisamos saber se o cão tem algum problema como, por exemplo, na coluna pois pode agravar seu problema de saúde.

LEIA também no CaninaBlog:

Os benefícios do passeio sem guia

Gustavo Campelo: Posso confiar no meu cão sem guia?

A guia certa para o seu filhote

Read Full Post »

Vencedor poderá escolher tamanho e estampa da Fashion Flexi

Vencedor poderá escolher tamanho e estampa da Fashion Flexi

EXCLUSIVO | PASSEAR com seu cachorro é sempre bom, mas cheio de estilo é ainda melhor. Um dono e seu melhor amigo terão o privilegio de passear com uma guia retrátil novinha da linha Fashion Flexi. São os vencedores da promoção que o CaninaBlog e a Flexi criaram e que agora serão revelados neste post.

Modelo Fashion é encontrado em petshops por cerca de R$ 170

Modelo Fashion é encontrado em petshops do Brasil por cerca de R$ 170

PARA quem ainda não conhece, a linha Fashion Flexi conta com uma série de estampas exclusivas desenvolvidas no estúdio de arte da marca na Alemanha. Disponíveis em dois comprimentos (3 metros Small e 5 metros Médium), com fita bicolor com acabamento em couro nobre, as guias possuem superfície de alto brilho envernizada e trazem nove desenhos que vão do descolado ao clássico: Camouflage, Tropic, Glencheck, Small Dots, Heart, Pin-up-girl, Carbon, Leopard, Zebra e Pink. O melhor de tudo? É que o vencedor poderá escolher o tamanho e a estampa favoritos.

Sorteio - 22 de fevereiro de 2013 - FlexiCONFIRA agora o nome do participante sorteado pelo site Randon.org nesta promoção:

VENCEDORES: Kelly Lomonaco e seu cachorro Bartholomeu

Que comentou:

“Neste verão, meu cachorro merece passear no maior estilo com uma guia Flexi porque ele é cheio de energia, precisa de uma guia muito resistente e também está sempre na moda!”

ATENÇÃO vencedor: você tem até o dia 1º de março de 2013 para enviar seu nome e endereço completos para renata.faggion@gmail.com, além do tamanho e estampa escolhidos da linha Fashion Flexi (clique aqui para conhecera linha completa). A guia será enviada pela Flexi via Correios.

CONFIRA no link abaixo como funcionou a promoção:

Promoção: Passeio com muito estilo e guia Flexi

Read Full Post »

As altas temperaturas e umidade elevada favorecem a proliferação de pragas e parasitas

As altas temperaturas e umidade favorecem a proliferação de pragas e parasitas

SAÚDE | CADA estação do ano exige cuidados diferentes, não só para nós humanos, mas também para os cachorros. As altas temperaturas, umidade elevada e mudanças na rotina favorecem a proliferação de pragas e parasitas. Além disso, a água tem um papel fundamental principalmente nesta época do ano. “Por ser vital para a regulação da temperatura corporal, no verão ocorre um aumento espontâneo do volume consumido e uma atenção especial deve ser dada à quantidade disponível para cães”, explica a veterinária Keila Regina de Godoy da PremieR pet.

COMO referência prática, os animais de estimação precisam receber, no mínimo, cerca de 60 ml de água por quilo de peso corporal/dia. “Um animal de cinco quilos, por exemplo, deve ter disponível por dia no mínimo 300 ml de água limpa e fresca”, completa.

ESTES são apenas alguns exemplos de fatores climáticos que podem contribuir negativamente para a saúde e bem estar dos pets. Por essa razão, a veterinária Keila deixa algumas dicas para que seu cachorro curta apenas o melhor do verão. Confira abaixo:

ÁGUA

MUITA atenção à localização dos bebedouros que devem estar sempre longe do sol, pois o animal tende a se recusar a tomar a água se estiver aquecida.  É importante, ainda, um cuidado especial com os cães que gostam de brincar com a água, como os cães da raça Labrador e Golden Retriever, pois podem derrubar a vasilha e passar o dia todo sem ter o que beber. Nestes casos, pode-se contornar o hábito recorrendo a vasilhas pesadas ou a bebedouros fixos (o mais ideal) que não possam ser arrastados ou tombados.

Passeios devem ser feitos nos horários mais frescos do dia para evitar fadiga, queimaduras

Passeios devem ser feitos nos horários mais frescos do dia para evitar fadiga e queimaduras na pelo e patas

PARA cães que ficam longos períodos sozinhos, é recomendável bebedouro automático para garantir um suprimento contínuo de água. Outro ponto importante é evitar a ingestão de água de piscina, pois as substâncias químicas presentes, como altas quantidades de cloro, podem provocar indisposições gastrointestinais.

EXERCÍCIOS

NO que diz respeito a passeios e exercícios ao ar livre, eles devem ser feitos nos horários mais frescos do dia para evitar fadiga, queimaduras nos coxins (almofadinhas das patas) e desidratação. Sempre nos passeios mais longos, ofertar água durante o percurso e depois do término.

EM passeios de carro, deve-se manter o veículo bem ventilado ou com o ar condicionado ligado e nunca, em hipótese alguma, deixar o cão dentro do carro com os vidros fechados e exposto ao sol. Cães não conseguem transpirar e rapidamente podem sofrer um quadro de aumento agudo da temperatura seguido de morte.

PROTEÇÃO contra o sol

SE SEU cachorro tem pêlos brancos e pele clara, não esqueça de aplicar um protetor solar nas pontas das orelhas e focinhos. Existem produtos criados especialmente para pets e que, se lambidos, não farão mal ao bicho.

PRAGAS

FIQUE atento à aplicação de contra pulgas, pois as pragas se proliferam muito nesta época do ano, infestando facilmente o animal e o ambiente, promovendo grande desconforto, alergias e transmitindo doenças.

BANHO

CÃES com muitas dobras na pele, como Bulldgos e Shar Pei, precisam ser muito bem secos após o banho principalmente nas regiões de dobras da pele, pois muito calor junto da alta umidade podem agravar problemas de pele nestas raças. Mas cuidado com secador muito quente que pode causar queimaduras.

NO próximo post a veterinária Keila Regina de Godoy da PremieR pet dará dicas de como preservar o alimento do seu cachorro nos meses mais quentes quando acontece um favorecimento da proliferação de pragas como insetos e roedores, bem como a presença de aves nos locais de refeição e armazenamento das rações. Não perca!

LEIA também no CaninaBlog:

Protetor solar especial para cães

Cachorro precisa se proteger do sol?

Um kit prático para passeios no verão

Tudo sobre focinhos

Read Full Post »

O passeio solto é composto por disciplina, atividade, diversão e carinho

EXCLUSIVO | FUI criada no interior do Rio Grande do Sul e lembro que todos os meus cães viviam completamente soltos. Toby, nosso primeiro Cocker Spaniel, saia todo dia para tomar café da manhã com meus avós a uma quadra de casa e, por muitas vezes, sumia por dias por causa de alguma cadelinha no cio. Quando adotamos meu Fox Terrier  Ciccilo em São Paulo, entretanto,  a situação era completamente diferente. Praticamente todos os passeios dele foram e ainda são feitos com ele muito bem preso em uma guia flexível com 5 metros de comprimento. Tudo isso para garantir sua própria segurança e, por muitas vezes, pra infelicidade do meu pet que, é óbvio, adoraria correr solto por ai como um bom cachorro.

“Cachorros não pediram para morar na cidade”, diz Katia Morioka sócia da empresa de passeios Matilha

MAS A vida de um cachorro urbano não precisa ser presa a uma guia. Pelo menos é o que garante a especialista em comportamento canino e sócia da empresa de passeios Matilha, Katia Morioka. Cães que passeiam com Kátia e sua sócia Paula Tiemi Assahi fazem isso completamente soltos e, acredite, em plena cidade de São Paulo. “A intenção do nosso passeio é trazer para o cão da cidade um pouco das origens”, conta. Segundo a especialista em comportamento, na natureza os cães vivem em matilha, precisam caçar para sobreviver, brincam entre si e toda matilha tem uma hierarquia no qual cada cão tem o seu lugar. “O passeio solto é composto por disciplina, atividade, diversão e carinho. E na nossa matilha os cães precisam respeitar o ser humano”, afirma.

Somente após um adestramento básico que o adestrador consegue deixar o cão totalmente livre

VANTAGENS

OS BENEFÍCIOS do passeio solto, explica Kátia, são imensos e um dos principais é a socialização, isso porquê quando estão na rua e na guia, dificilmente conseguem se aproximar de outros cachorros. “Os cães não pediram para morar na cidade, então a nossa obrigação como proprietário é proporcionar o mínimo de bem estar que eles merecem, e essa é a missão da nossa empresa”, garante.

COMO funciona

MAS não pense que basta soltar seu cachorro por ai e deixá-lo ser feliz. Antes do cão entrar para a Matilha, ele passa por uma avaliação onde é observado se tem algum desvio comportamental e se está apto para conviver com outros cães harmoniosamente. “Nos primeiros passeios o cão não ficará solto, pois ainda não tem nenhuma referência e também não conhecemos o comportamento dele”, explica.

PARA receber o privilégio de ser solto, cada cachorro precisa ser educado e orientado das regras que precisa cumprir. Somente após um adestramento básico – como “senta”, “fica” e “vem” – o adestrador consegue ir soltando aos poucos até que ele fique 100% livre. Sendo que os cães passeados pela Matilha são geralmente soltos no Parque do Ibirapuera onde existe uma área bem grande que permite soltar pets, além de praças que sejam seguras e em que isso é permitido.

CURISO sobre a técnica de passeio solto utilizada pela Matilha de São Paulo? Então clique aqui e confira o site da empresa de passeadores caninos.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Como passear com seu cão

Turismo canino: Como escolher o melhor destino

Gustavo Campelo: Meu cachorro come besteiras na rua

Read Full Post »

O mais importante é que o passeio seja agradável para o dono e o cão

EXCLUSIVO | O PASSEIO é um momento sagrado para os cachorros. Durante a caminhada, eles têm a oportunidade de se exercitarem, receberem múltiplos estímulos olfativos, auditivos e visuais. E a cereja do bolo: ainda ajuda a melhorar o relacionamento entre o dono e seu melhor amigo. Bom, pelo menos deveria ser assim.

A VERDADE é que caminhando pelas ruas e parques da cidade, encontramos pessoas e cães vivendo momentos bem tensos enquanto passeiam. São donos que não conseguem controlar a força e tamanho do próprio cachorro, ou ainda cães medrosos e cansados sendo arrastados pelas ruas.

PARA o especialista em comportamento canino Gustavo Campelo, todo dono tem a obrigação de passear pelo menos 30 minutos por dia com seu cão. “Independente do espaço da casa, do sítio ou até mesmo fazenda”, explica. Cabe ao dono decidir se esses 30 minutos podem ser um momento para relaxar e curtir o pet ou se tornar o pior momento do dia.

Incentive que o cachorro olhe nos seus olhos durante os passeios

SE VOCÊ deseja que seja um momento bom, a dica é treinar o cão desde filhote e, se possível, com a ajuda de um adestrador idôneo. “Bons treinadores fazem as aulas de adestramento divertidas para o cão, não dão trancos e nem maltratam os animais”, esclarece Gustavo.

PARA ajudar cães e donos neste momento tão importante e essencial, Campelo reuniu algumas dicas de comportamento especialmente para passeios. Confira:

NA frente, ao lado ou atrás?

O ESPECIALISTA em comportamento animal explica que o mais importante é que o passeio seja agradável para o dono e para o cão. “Se for possível que o cachorro ande ao lado ou ligeiramente atrás, muito melhor”, recomenda. Mas o mais importante é que se estabeleça uma relação em que o cão siga o proprietário, ou seja, o dono é quem deve decidir por onde continuar a caminhada.

CACHORROS que andam a frente de seu dono provavelmente passearam pouco ou não tiveram um treinamento desde filhote. “Mas não podemos afirmar que um cão é dominante somente porque ele puxa o dono nos passeios”, explica Campelo. Para isso, é preciso avaliar o comportamento do bicho dentro de casa e com a família.

OLHOS fixos

ALGUNS cães olham constantemente nos olhos do dono enquanto passeiam, como se buscassem interpretar as intenções de quem segura a guia. Para Campelo, este tipo de comportamento é o ideal. “Os donos deveriam incentivar esse tipo de comportamento, pois revelam alta intimidade canina-humana.”

ESTILO Marley & Eu

QUEM pode esquecer das cenas do filme Marley e Eu em que os donos são arrastados pelo lindo Labrador por todo canto? Além de constrangedor, este tipo de comportamento também pode causar problemas físicos nos cães e nos donos. “Patas que arranham o chão e chegam a sangrar, unhas que caem e desvio de traquéia são bem comuns nesses cães e, em alguns casos, pode inclusive piorar o quadro de displasia em filhotes em formação”, conta Campelo. Além disso, o dono corre o risco de ter problemas de coluna, dores no braço e vontade de nunca mais sair para passear com o cão. Se este for seu caso, chegou a hora de procurar ajuda de um profissional.

VEJA também no CaninaBlog:

Gustavo Campelo: Meu cachorro come besteiras na rua

A importância do passeio para os cães

Gustavo Campelo: Posso confiar no meu cão sem guia?

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: