Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pelagem’

Ponteira Pet Fácil da Consul tem preço sugerido de R$ 39,90

NOVIDADE | QUEM tem cachorro em casa já sabe: em maior ou menor quantidade, todos eles soltam pêlos. Especialmente nesta época do ano em que os cães estão perdendo o pêlo mais grosso do inverno e ganhando uma pelagem mais leve e fina para suportar as altas temperaturas do verão. Isso pode ser conferido nos pêlos presos nas nossas roupas, tapetes e móveis.

A PRESENÇA de pêlos vai muito além da questão estética da casa. Muitas pessoas têm alergias terríveis aos pêlos. Sendo assim, uma ajudinha na hora de recolher os pêlos pode ajudar muito na prevenção de reações alérgicas.

Ponteira é compatível com todos os aspiradores Consul e Brastemp e produtos com bocal de diâmetro entre 32 e 35 mm

ESTA é a ideia da Consul quando lançou a Ponteira Pet Fácil, um produto para manter a casa sem pêlos, higienizada e limpa. A ponteira é um acessório para aspirador de pó desenhado especialmente para remover pelos de cães e outros pets de sofás, tapetes, estofados e até mesmo no banco do carro. Além disso, é compatível com todos os aspiradores Consul e Brastemp e produtos com bocal de diâmetro entre 32 e 35 mm com potência superior a 1300W.

LEIA também no CaninaBlog:

Cachorro pode prevenir alergia em crianças

Soluções para catar pelos

Uma alternativa ecológica para recolher o cocô

Produtos de limpeza seguros para cães

Read Full Post »

A beleza da pelagem do seu cachorro depende da alimentação e estado de saúde

EXCLUSIVO | TER um cachorro com uma pelagem bonita vai muito além da qualidade do xampú e do condicionador utilizados no pet shop. Assim como a pele humana, que precisa ser bem hidratada de dentro pra fora para ser bonita, os cães também precisam de uma alimentação balanceada para ter um pêlo brilhoso e sedoso. Enfim, com cara de saudável.

É BOM esclarecer, entretanto, que mesmo os cães mais saudáveis soltam pêlos. ”Existe uma queda de pelo normal que ocorre na mudança das estações”, explica a zootecnista Tula Verusca Pereira, do blog Cão Natural. Mas qual é a função dos pêlos para um cachorro? Será que pêlos curtos caem mais que os longos? A zootecnista Tula respode estas e outras dúvidas sobre nossos peludos. Confira abaixo:

Todo cachorro perde pêlo, seja pelagem longa ou curta

FUNÇÃO dos pêlos

OS pelos são responsáveis pela proteção mecânica bem como a térmica, por isso todos os cães possuem duas camadas de pêlo. O sub-pêlo é fino e ajuda na regulação térmica, seja no frio seja no calor. Já o pêlo propriamente dito é mais grosso e pesado. Somente poucas raças, como o Cão Pelado Mexicano, não possuem nenhum pêlo em grande parte do corpo.

QUEDA da pelagem

O PÊLO cresce em fases e durante estas fases pode cair, além disso, filhotes também perdem a pelagem de forma súbita enquanto chegam atingem a vida adulta. Mas doenças metabólicas, utilização de remédios ou doenças infecciosas também podem causar a queda. Outra fase em que o pêlo pode cair é a de repouso, quando a queda se dá por eventos estressantes como cirurgias e doenças. Também existe uma queda de pêlo normal que ocorre na mudança de estação, como do outono para a primavera.

QUANDO a queda é uma preocupação

O CACHORRO deve ser levado ao dermatologista quando o pêlo estiver sendo mal formado, o que sugere doenças metabólicas e nutricionais. Ou ainda quando estiver no eixo normal e claramente quebrado, pois isso sugere um trauma como lamber ou arranhar. Já mudanças que mostram problemas nutricionais são pelo seco, sem brilho, que cai facilmente, com lento crescimento e com alteração na cor.

Doenças e estresse também podem causar a queda do pêlo

PÊLO longo ou curto

TANTO cães de pêlo curto quanto os cães longo soltem pelo igualmente. Contudo, nos de pelagem longa o pêlo que soltou enrola no outro, já no curto não tem esse subterfúgio e precisa ser escovado para cair.

ALIMENTAÇÃO

OS PÊLOS são formados entre 65 e 95% de proteína. Sendo assim, o consumo de proteína de baixa qualidade pode influenciar diretamente na qualidade do cabelo. Para se ter a ideia da importância da proteína, cães pequenos de pêlo longo chegam a utilizar 30% da proteína dietética para o crescimento do pêlo, enquanto os cães grandes de pelo curto podem precisar apenas de 10% da proteína dietética para o crescimento da pelagem.

IDENTIFICANDO os problema no pêlo

PARA o crescimento adequando do cabelo é necessário enxofre. Problemas nos pêlos também pode sugerir deficiências nutricionais, tais como:

– Falta de ômega 3 – pêlo muito seco, queda e fraco crescimento
– Falta de cobre – perda de coloração, aspereza
– Falta de zinco – perda de cabelo, porém o excesso pode levar a problemas na absorção do cobre.

SE VOCÊ observar alguns destes problemas no pêlo do seu cão, consulte um veterinário ou zootecnista.

VEJA também no CaninaBlog:

Adeus aos pêlos no sofá e na roupa

Estética: A escova certa, na pelagem certa

Coceira e mais coceira: problemas dermatológicos

Read Full Post »

Cachorros trocam de pelagem pelo menos duas vezes ao ano

EXCLUSIVO | NESTA época do ano é comum a cachorrada espalhar montes de pêlos pela casa e quintal. A razão, muitas vezes, não tem relação com a saúde do cachorro ou da pelagem, mas sim uma causa natural chamada de queda fisiológica pelos veterinários. O que acontece é que esse pêlo todo cai simplesmente por envelhecimento do próprio fio ou do seu folículo (raiz) e aos poucos é substituído por outros pêlos.

CÃES costumam trocar de pelagem no mínimo duas vezes ao ano. “A natureza é muito sábia e, independente do tipo de pelagem, todos os cães perdem pêlo no verão para poder aguentar o calor com mais facilidade e ganham pêlo no frio para se protegerem”, explica o esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães.

PARA ajudar seu cachorro nesta troca de pêlos e ainda evitar que ele solte muitos fios pela casa, uma estratégia é escovar o bicho diariamente. Para ajudar nesta tarefa, pedimos ao esteticista animal Sérgio Villasanti algumas dicas:

Escovar o pêlo diariamente ajuda a prevenir fios espalhados pela casa

COMO iniciar a escovação

SEMPRE devemos escovar a pelagem por camadas e ao contrário do pêlo, desta forma podemos ver a raiz do pêlo e ter a certeza que estamos escovando desde a pele até a ponta do fio. Tendo cuidado ao escovar as orelhas e locais onde a pele é mais sensível, como barriga e região genital.

SECO ou molhado

NÃO se deve escovar o pêlo ainda molhado. Quando o cachorro vai para o banho, ele já deve estar livre de nós e com a pelagem totalmente aberta, isto também facilitará a entrada do xampu e do hidratante.

CONFIRA mais dicas do esteticista animal Sérgio Villasanti publicadas aqui no CaninaBlog:

Estética: A escova certa, na pelagem certa

Estética Canina: Tosa higiênica

Estética Canina: Xampu é o suficiente?

Read Full Post »

Pêlo longo, liso ou duro? Confira a escova indicada e mãos a obra

EXCLUSIVO | CADA raça possui um tipo distinto de pêlo. Como existem mais de 200 raças de cães no mundo, seria impossível criar uma escova perfeita para cada tipo. Entretanto, esteticistas especializados orientaram o mercado pet a criar um mínimo de escovas que podem se adaptar à maioria das raças e pelagens.

COM a ajuda do esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães, indicamos neste post qual é a escova mais adequada para algumas raças mais populares no Brasil. Se seu cachorro não está entre as raças indicadas, ou não tem raça definida, verifique o tipo de pêlo do seu pet.

ESCOVA de pino (sem bolinha na ponta)

Escova de pino

INDICADA para cães de pêlo longo, pois as pontas do pêlo devem ser preservadas e este tipo de escova causa o menor dano. Não se esqueça de pulverizar a pelagem antes de escovar para evitar que as pontas se quebrem.

Raças de pêlo longo e liso, como: Maltês, York Shire, Lhasa, Shih Tzu, Collie, Sheep Dog, franjas do Golden, Cocker, Setter e Afghans.

RASQUEADEIRA

Rasqueadeira

ESTE tipo de escova serve para cães de pelagem cheia e a deixa com uma aparência mais lisa, assim como ajuda a tirar os nós. A rasqueadeira deve ser macia e de cerdas longas. Não é necessário borrifar água, pois geralmente os cães que usam esta escova são aqueles que da qual o pêlo será tosado e não e necessário preservar as pontinhas.

Raças de pelagem cheia, como: Bichon Frise, Poodle, Chow Chow, Spitz, Fox Terrier, Schnauzer. Além de cães de pêlo liso que são tosados (tosa bebê), tais como: Shih Tzu, Lhasa, Maltês e York Shire. Assim como cães de pêlo médio, como o Pastor Alemão e o Husky.

Escova de cerdas

ESCOVA de cerdas

USADA em cães de pelagem lisa e curta, pois massageia a pele e retira o pêlo morto. Não é necessário borrifar água.

Raças de pelagem lisa e curta, como: Boxer, Dobberman e Daschund.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Como devo escovar meu cachorro?

Read Full Post »

O York Shire deve ser escovado com uma escova de pino sem bolinha na ponta

EXCLUSIVO | O COSTUME de escovar seu cachorro vai além de uma questão estética. Donos e cães experimentam um momento de interação e carinho quando a escova passa pela pelagem. Mas será que você e o esteticista do seu pet shop de confiança têm usado a escova certa? Para se ter uma ideia, um cão de pêlos longos, como o York Shire ou o Maltês, devem ser escovados com uma escova de pino sem bolinha na ponta. “Desta forma evitamos quebrar as pontas dos fios”, explica o esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães.

CADA raça tem um tipo de pêlo, entretanto, como não existem escovas para todos os tipos (afinal, são mais de 200 raças no mundo), esteticistas usam uma escova para vários tipos semelhantes. Já os pentes devem ser usados logo após a escovação para se certificar que não há nós na pelagem. “Sendo que os pentes mais indicados são aqueles de aço de dois lados”, indica Villasanti.

A MANEIRA correta de escovar

A PRIMEIRA orientação de Sérgio Villasanti é de nunca escovar o pêlo molhado. “Quando o animal vai para o banho, deve estar livre de nós e com a pelagem totalmente aberta, isto facilitará a entrada do xampu, por exemplo.” Outra dica super importante é de passar a escova por camadas e ao contrário do pêlo. Segundo o esteticista, desta forma é possível ver a raiz do pêlo e ter a certeza que estamos escovando desde a pele até a ponta do fio. “Tome cuidado ao escovar partes sensíveis, como as orelhas.”

NO PRÓXIMO post de Estética Canina, Sérgio Villasanti da República dos Cães, explica qual é a escova ideal para os diversos tipos de pelagem canina. Não perca.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Como cuidar de cães de pêlo escuro

Estética Canina: Tosa higiênica

Estética Canina: Como cuidar do penteado no seu pet

Read Full Post »

Evite passear com seu cão de pêlo preto por muito tempo ao sol, adverte esteticista

EXCLUSIVO | XAMPUS criados para diversos tipos de cabelo não são nenhuma novidade nas lojas e supermercados humanos. Afinal, cada tipo e cor de cabelo exige cuidados diferentes. Além disso, os meses de verão deixam tanto nossos cabelos com os pêlos caninos danificados. As principais vítimas do sol são os cães de pelagem escura que perdem o brilho e ficam com tons avermelhados. É vísível, depois dos meses de verão e horas passadas ao sol, o pêlo do cachorro escuro ficar todo ressecado e manchado.

SE SEU cão sofre com esse problema, a primeira dica é procurar xampus especiais para esse tipo expecífico de pelagem. E quem quiser um resultado e um produto seguro precisa estar preparado para gastar um pouco mais. É o que aconselha o esteticista canino Sérgio Villasanti. “Não existe nada bom e barato. O ideal é ter um xampú especifico para cães de uma marca de qualidade, testado dermatologicamente.” Para o professor de estética canina, um xampú de baixa qualidade pode até mesmo ter um resultado “desastroso”, pois pode causar alergias ou mesmo a queda dos pêlos.

COMO tratar

QUEM tem um cachorro de pêlo escuro sabe que no verão a ponta dos fios tendem a ficar avermelhados – mas esse problema pode ser evitado. “É um erro passear com um cão escuro no sol”, indica Villasanti. Mas a mudança de estação e a chegada do outono formam a oportunidade para cuidar melhor desse pêlo danificado. Procure no petshop produtos expecíficos para pêlos escuros, pois são desenvolvidos para dar mais brilho ao fio, e com a troca de pêlo que ocorre nessa época os pêlos queimados sairão naturalmente. “Em poucas semanas a cor ficará uniforme o resto do ano”, explica Sérgio Villsanti.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Xampu é o suficiente?

Estética Canina: A maneira correta de escovar seu cachorro

Read Full Post »

Cachorros podem sim ter insolação e a culpa, normalmente, é dos próprios donos

EXCLUSIVO | QUE cachorro não curte dar aquela cochilada ao sol? Às vezes tenho a impressão que esse banho de sol é essencial para Ciccilo, meu Fox Terrier, que procura um raio de sol especialmente nos dias frios. Mas será que esse hábito é saudável no verão quando os raios solares são mais intensos?

“OS ANIMAIS saudáveis costumam ter bastante noção do quanto de sol é adequado. Se seu cão tem o costume de deitar sob o sol, fique tranquilo que quando for suficiente ele saberá que é hora de procurar uma sombrinha”, explica a veterinária Alessandra Keidann do Bolicho do Bicho.

MAS cachorros podem sim ter insolação e a culpa, geralmente, é dos donos. Longos passeios em horário de sol forte, ficar preso dentro do carro ou amarrado em algum local desprovido de sombra são os casos mais comuns. “Não devemos levar os cães para passear ou estimulá-los a fazer muito esforço físico nos horários mais quentes, ou seja, entre 10h e 15h”, adverte a veterinária.

HÁ ainda casos de cachorros que precisam usar protetor solar, como aqueles que apresentam despigmentação da pele em locais desprovidos de pêlo. “Se seu animal possui a região ao redor dos olhos e focinho totalmente despigmentado (branco ou marrom clarinho) ou tiver alguma mancha despigmentada, é esta região que precisa receber protetor solar”, recomenda Alessandra.

Raças peladas, como o Cachorro Peruano, devem receber protetor por todo o corpo

POR NATUREZA, algumas raças têm estas regiões sem pigmentação, mas há indivíduos de diversas raças que também podem apresentar essa falta de pigmentos. “Isso ocorre mais freqüentemente em animais de pelagem branca ou albinos.”, adverte. Já as raças que não tem pêlo, como o Cão Pelado Peruano, devem receber protetor por todo o corpo. “Assim como nós, a exposição ao sol, sem proteção, aumenta a chance do animal desenvolver câncer de pele.”

DICA extra: Não utilize protetor solar desenvolvido para humanos. Há uma série de protetores fabricados e testados para cachorros e gatos, somente com eles há uma segurança de que não contém na sua fórmula nenhum ingrediente que seja prejudicial para a saúde dos pets.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: