Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘placa’

Ossos crus podem combater tártaro, mas não são única solução

Ossos crus podem combater tártaro, mas não são a única solução

SAÚDE | SABE aquela regra de se mastigar 30 vezes antes de engolir a comida? Bom, quem tem cachorro sabe que eles não conhecem e, muito menos, praticam essa regra. Cães praticamente engolem os alimentos inteiros quando comem e assim restos de comida ficam parados em sua boca e sobre seus dentes. A consequência é que as bactérias que já existem ali se juntam a estes restos de alimento e acabam formando então a placa bacteriana, também chamado de tártaro, que atinge nada menos que 80% dos cães.

TAL problema, quando agravado, pode ter conseqüências terríveis para o cão como a dificuldade para mastigação, mau hálito, perdas dentárias, infecções secundárias em importantes órgãos como rins, coração e dor ao se alimentar, lista a veterinária da PremieR pet Keila Regina de Godoy.

Tártaro não tratado pode causar até problema cardíaco

Tártaro não tratado pode causar até problema cardíaco

A BOA notícia é que a placa bacteriana pode ser facilmente removida, seja através da escovação, ossinhos e brinquedos. “No entanto, ocorre que, se não for removida, elas sofrem um processo de mineralização em que o cálcio contido na saliva se liga a ela, promovendo seu endurecimento. A partir daí já podemos considerar que existe o cálculo dental, o qual só pode ser removido por meio do tratamento feito pelo médico veterinário e precedido de anestesia geral”, explica Keila.

DICAS de combate

O USO de osso é recomendado para se combater o tártaro, mas segundo a zootecnista Tula Verusca Pereira, do blog Cão Natural, não é a solução perfeita para retirar o problema, principalmente para os dentes da frente, chamados de incisivos. “O ideal é que se escove os dentes todos os dias”. Ela ainda alerta que ossos cozidos são perigosos porque podem perfurar do esôfago ao intestino e nunca devem ser consumidos. “Os ossos, quando cozidos, tem sua estrutura modificada fazendo com que as pontas formadas possam perfurar o cão.” E o osso cru? “Bem, o osso cru não corre o risco de perfurar o cão. Mas, assim como ossos de couro, pode ocorrer engasgo. Sendo assim, supervisione sempre seu cachorro enquanto come um osso, ou a situação pode se transformar em uma tragédia”, adverte a zootecnista.

O PAPEL da alimentação

A VETERINÁRIA da PremieR pet Keila Regina de Godoy defende que o alimento seco industrializado (ração) pode auxiliar de duas maneiras no combate ao tártaro: mecânica e química. A mecânica inclui a ação de abrasão promovida pela mastigação de um grão de formato e tamanho apropriados ao porte do animal. Já a química evita o endurecimento da placa bacteriana, não permitindo que ela se transforme no cálculo dental. “Isso é obtido pelo uso, já na composição do alimento, de substâncias especializadas que em contato com a saliva (como o hexametafosfato de sódio) previnem a formação do tártaro em até 47%. Esses tipo de substância sequestra o cálcio presente e impede que o mesmo se ligue na referida placa”, explica.

LEIA também no CaninaBlog:

Qual a importância de escovar os dentes dos cachorros?

85% dos cães têm problemas dentários

Alimentos perigosos para os cães

Anúncios

Read Full Post »

QUEM bancar o espertinho e não recolher o cocô do seu cachorro no parque Parque Guinle no Rio de Janeiro vai ficar R$ 150 mais pobre. Este é o aviso de uma placa instalada pela Secretaria municipal de Promoção e Defesa dos Animais há poucos dias no local.

A ESPERANÇA é de que o exemplo carioca seja replicado em todos os parques do Brasil. Pelo bem de todos os frequentadores e dos próprios cachorros.

(Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia)

LEIA também no CaninaBlog:

Pelo bem de todos: sorria e recolha a cáca do seu cachorro

Para recolher a cáca com bom humor

Como está o cocô do seu cachorro?

Read Full Post »

DIZ o ditado que “uma imagem vale por mil palavras” e essas pérolas ao lado revelam o triste nível de educação dos brasileiros.

MAS tenho que reconhecer que as fotos merecem uma boa risada. Aliás, é rir para não chorar.

VALEU Juliana Koba por compartilhar essas placas bizarras com os seguidores do CaninaBlog.

VOCÊ também tem alguma imagem interessante relacionada ao tema “cachorro” para compartilhar com nossos leitores? Então não deixe de enviar para contato@canina.com.br.

LEIA também no CaninaBlog:

Comprovado: cachorros não gostam de argentinos

Passeio de cães com toque de humor

Brigando, mas só de mentirinha

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: