Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Raça’

CINEMA | ESTREIA amanhã (4 de outubro) nos cinemas de todo Brasil uma comédia romântica em que a alma gêmea de um ser humano é um… quadrúpede. Essa é a história do filme “Mato sem Cachorro” que conta com os atores Bruno Gagliasso, Leandra Leal e, claro, um cachorro no papel principal, Guto (Dusty/Duffy).

DECO (Bruno Gagliasso) é um talento musical desperdiçado que vive jogado no sofá de casa. Até o dia em que conhece dois grandes amores: a linda radialista Zoé (Leandra Leal) e Guto (Dusty/Duffy), um cachorro que desmaia toda vez que fica animado. Os três vivem como uma família. Dois anos depois, Zoé dá um pé na bunda de Deco, fica com a guarda do cachorro e de sobra arruma um novo namorado. Deco, revoltado, toma as rédeas da situação e, com a ajuda do primo Leléo (Danilo Gentili), sequestra Guto.

Filme estreia 4 de outubro de 2013 no Brasil

Filme estreia 4 de outubro de 2013 nos cinemas de todo Brasil

ESTRELAS caninas de Hollywood

ENGANA-SE, entretanto, quem pensa que as grandes estrelas desse filme são Bruno e Leandra, figuras conhecidíssimas das telenovelas brasileiras. Alguns podem não se dar conta, mas “Mato sem Cachorro” conta com dois astros de Hollywood no elenco: Dusty e Duffy, que encarnam o personagem Sam da série “True Blood” quando este se transforma em cachorro.

OS DOIS machos adultos que interpretam  o protagonista Guto no filme, ambos da raça English Shepherd, Dusty e Duffy foram adotados e treinados pelo americano Boone Narr, experiente adestrador que preparou, entre outros, o mico de “Piratas do Caribe” e o akita de “Sempre ao seu Lado” – este último estrelado por Richard Gere. “Narr não quer saber apenas o que o animal deve fazer na cena, mas também que emoção deve transmitir”, conta a produtora Malu Miranda.

OS BASTIDORES

CONTRATADO após visitas a oito empresas californianas especializadas em adestramento para produções audiovisuais, Narr, junto ao adestrador cearense Vladinir Maciel, coordenou também o treinamento dos cinco filhotes de border collie que atuam no longa. A cada um foi ensinada uma habilidade específica como desmaiar, sair da caixa de papelão e sentar sem se assustar com a proximidade da câmera. Essa, no entanto, foi a etapa mais fácil do trabalho com os filhotes.

A PRIMEIRA dificuldade foi identificar uma variedade específica de border collie cujos filhotes se parecem com os de English Shepherd, não encontrados no Brasil. Foi programada, então, uma cruza para que os cães tivessem idade condizente com a de Guto no momento das filmagens. Concretizada apenas no último dia do cio da fêmea, a cruza felizmente deu origem a cinco cachorros marrons, a cor desejada, e três pretos. Doados pelo canil Cabanha Da Conquista, do interior de São Paulo, toda a ninhada foi adotada por integrantes da equipe e do elenco no fim das filmagens. Ao todo, mais de 55 cães e um gato participaram do filme, que contou com uma veterinária que ficava no set para cuidar exclusivamente dos animais e verificar que o elenco quadrúpede tivesse as melhores condições possíveis.

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco, Leléo, que ajuda a sequestar Guto

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco,
Leléo, que ajuda a sequestar Guto

CONTRACENANDO com cães

OS atores Bruno Gagliasso e Leandra Leal contam como foi a experiência de contracenar com a essa cachorrada toda:

BRUNO Gagliasso: “Já havia feito cenas com outros cachorros e com cavalos também. Na novela “Sinhá Moça” fiz várias cenas com cavalos, mas eles não eram personagens grandes como o Guto em “Mato sem Cachorro”. Fiquei impressionado com a dedicação, a obediência e a correção desses cães. São muito bem adestrados e ótimos profissionais, além de colegas muito agradáveis de elenco. Foi mais fácil contracenar com os cachorros do que com o Danilo Gentili (risos).”

LEANDRA Leal: “Nunca havia contracenado com animais com esse grau de profissionalismo de “Mato sem Cachorro”. Os treinadores eram incríveis. O set ficava em torno dos cachorros. Muitas vezes fiz cenas em que trocava olhares carinhosos com um deles e, na verdade, tinha um espeto de carne atrás de mim. O cachorro olhava através de mim para aquilo (risos). Quem assiste ao filme não imagina a quantidade de truques. É a magia do cinema!”

PARA assistir ao trailer do filme “Mato sem Cachorro” clique na imagem de abertura.

Read Full Post »

A pequena faxada esconde tesouros da dupla Tintim e Milu

A pequena faxada em Covent Garden esconde tesouros da dupla Tintim e Milu

CANINABLOG RECOMENDA | PARA quem curte cachorro e viajar, a Inglaterra é um dos locais mais fascinantes para se conhecer. Isso porque os ingleses têm uma longa tradição de amor pelos cães. Basta visitar um castelo e ver os quadros de reis e rainhas, sempre acompanhados dos seus cães. Até hoje a Rainha vivee ao lado dos seus inseparáveis cães da raça Cogi. Aliás, cachorros ingleses frequentam de pubs até metrô com a maior tranquilidade. Além disso, a ilha britânica é responsável pela criação de dezenas de raças, especialmente da linha Terrier. É o caso do meu cão Ciccilo, um Fox Terrier Pêlo Duro.

FOI aqui na Inglaterra, aliás, que encontrei uma atração na Floral Street indicada para todos apaixonados por Fox Terrier e quadrinhos. Trata-se de uma lojinha em Covent Garden chamada The Tintin Shop que há quase 30 anos vende exclusivamente produtos com o jovem jornalista Tintim e seu encrenqueiro cachorro da raça Fox Terrier Milú.

Loja oferece presentes para todos os bolsos

Loja oferece opções para todos os bolsos e idades

A DUPLA inseparável era desconhecida para muitos até a estréia do filme dirigido por Steven Spielberg As Aventuras de Tintim em 2012. Mas tudo começou há muito mais tempo. Foi em 1920 que o autor belga Hergé lançou o garoto Tintim, um fissurada por aventuras pelo mundo, e o simpático companheiro canino Milú (para saber mais a respeito da turma e do filme, clique nos links no final deste post).

Tintim e Milu retomaram a fama após filme de Steven Spielberg em 2012

Tintim e Milu ganharam vida nova após filme de Steven Spielberg em 2012

PARA quem curtiu Tintim no cinema ou em quadrinhos, a loja em Covent Garden vale a visita. Com apenas um pequeno corredor e um balcão, a charmosa loja oferece canecas, camisetas, miniaturas, brinquedos, livros, chaveiros, bolsas, quadros e tem a capacidade de reunir clientes de diferentes gerações. Eu mesma não resisti (deve ser a saudade que sinto de Ciccilo) e estou levando na mala uma sacola cheia de produtos da dupla!

SAIBA mais clicando nos links abaixo:

Tintim e o inseparável Milu agora no cinema

Animação Tintim leva o Globo de Ouro

Read Full Post »

GWR 2013 traz em suas páginas uma inédita experiência 3D com realidade aumentada, onde você pode ver, por exemplo, o menor cão do mundo em tamanho real

GWR 2013 traz em suas páginas uma inédita experiência 3D com realidade aumentada, onde você pode ver, por exemplo, o menor cão do mundo em tamanho real

EXCLUSIVO | VOCÊ sabe qual é o maior e o menor cão do mundo? Tem ideia de qual é a raça mais popular? Qual é a idade do cachorro mais velho ainda vivo? Ou ainda quantos convidados compareceram na maior festa canina do mundo? Todos esses recordes e muito mais você encontra no Guinness World Records 2013.

ALÉM de novos recordes e destaques para os brasileiros, o GWR 2013 traz em suas páginas uma inédita experiência 3D com realidade aumentada, onde você pode ver, por exemplo, o menor cão do mundo em tamanho real. Basta baixar um aplicativo no celular ou tablet, posicionar em frente a página e ver o cachorrinho pulando e latindo. O livro traz também um capítulo extra que você pode baixar e conhecer os bastidores dos escritórios GWR, conferir fotos e recordes inéditos.

FICOU com vontade de folhear o Guinness World Records 2013 e ainda passar pela experiência 3D com realidade aumentada? Então participe agora da promoção exclusiva do CaninaBlog com o livro dos recordes que irá sortear cinco (5) livros da versão 2013. Confira as regras abaixo:

O livro dos recordes tem 290 páginas e tem preço recomendado de R$ 84,90

O livro dos recordes tem 290 páginas e preço recomendado de R$ 84,90

COMO participar da promoção

1. Deixe seu nome e do seu cachorro nos comentários deste post;

2. Agora dê uma curtida no post;

3. Para finalizar, basta compartilhar este post no seu perfil do Facebook.

PRONTO, simples assim você está concorrendo a 1 dos 5 exemplares do Guinness World Records 2013 e mais perto dos grandes recordes mundiais. A promoção vai até o dia 13 de dezembro de 2012 e o resultado será divulgado no dia seguinte, sexta-feira. Boa sorte!

LEIA também no CaninaBlog:

História real: Um livro, um menino e seu cachorro farejador

Cão gigante ganha reportagem na Record

A história de quem tem num cão o melhor amigo

Read Full Post »

Criador esclarece quais são os riscos da compra de filhotes em pet shop

EXCLUSIVO | QUEM nunca se deparou e até se derreteu por um filhote exposto na vitrine de um pet shop? A tentação de se levar pra casa é grande r muita gente não resiste. Mas você já se perguntou qual é a origem desse filhote? Muitas vezes, nem o dono do pet shop sabe exatamente características da raça, se ele está vacinado, vermifugado ou até mesmo se ele foi desmamado na hora certa.

MUITOS criadores brasileiros têm trabalhado para mudar essa situação. É o caso de Roberto Rodrigues Junior que há 20 anos tem defendido a causa dos criadores idôneos. Segundo o proprietário do Canil Summer Storm, além de coordenador do Conselho Brasileiro do Labrador, órgão ligado à Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), o que atrai os compradores para esse tipo comércio é a falta de informação e a facilidade da compra. “Mas se a pessoa soubesse o que se passa nesses canis, duvido que comprasse um cão em feira ou nesses atravessadores que são os petshops”, denuncia Junior.

“Se a pessoa soubesse o que se passa nesses canis, duvido que comprasse um cão em feira ou petshops”, afirma o criador Roberto Rodrigues

O TEMA é polêmico. Mas o que se sabe é que menos de 10% dos cães nascidos no Brasil são registrados. “Criadores sérios e comprometidos com a preservação e a saúde das raças verificam a genealogia do cão antes da cruza. Mas, sem fiscalização, em 99% dos casos é bem provável que o comprador esteja sempre levando gato por lebre”, desabafa.

QUER saber mais sobre esse tema polêmico? Então não deixe de conferir as melhores partes da conversa que o criador Roberto Rodrigues Junior, proprietário do Canil Summer Storm, teve com o CaninaBlog:

CANINABLOG: Por que comprar um filhote em pet shop é uma má ideia?

Roberto Rodrigues Junior: Poderia ficar aqui falando sobre isso por horas, são inúmeros os motivos, mas podemos enumerar alguns. Filhotinhos estão muito sujeitos a pegar qualquer tipo de doença e em um pet shop entram cães de todas as procedências possíveis. Pet shops podem até vender filhotes com pedigree, mas isso não significa que seus pais são saudáveis e que passaram por exames que excluem doenças genéticas. Além disso, filhotes de pet shop passam dias a fio dentro de uma vitrine ou uma gaiola e são obrigados a fazer suas necessidades no mesmo lugar onde dormem e comem. Isso é totalmente contra as leis de sua natureza, mas eles não têm escolha. Clique aqui para saber mais.

“Pet shop pode até vender filhote com pedigree, mas isso não significa que os pais são saudáveis”, diz dono do Canil Summer Storm

CANINABLOG: Existe alguma lei que impede essa prática?

Junior: O que sei é que na cidade de São Paulo estão proibidas as feiras de filhotes, mas não se sabe por que motivo elas continuam existindo uma vez que o poder público não fiscaliza adequadamente e nem parece se importar com esse grave problema.

CANINABLOG: Mas é possível combater essa prática?

Junior: Sim, expondo o repudio a esse tipo de comércio, ou seja, não comprando cães em feiras ou em pet shops. Quem sabe também deixando claro no pet shop de sua cidade que essa atividade não é bem vista por você. Os criadores também deviam se mobilizar em campanhas contra esse tipo de comércio.

CANINABLOG: Muitas pessoas não têm condição de pagar o valor de um cão com pedigree. Qual seria a opção para essas pessoas?

Roberto Rodrigues Junior: Quem infelizmente não tem condições de ter uma animal de raça pura deve adotar. É um grande gesto. Aos que podem e desejam que procurem canis sérios, que não tenham medo de mostrar suas instalações e que não pratiquem venda em feiras e pet shops.

LEIA também no CaninaBlog:

Opinião: Cães de raça versus vira-latas

Dez razões para você NÃO ter um cachorro

Read Full Post »

É importante escolher bem a raça e dentro da raça o melhor indivíduo

EXCLUSIVO | CONHEÇO muita gente que escolheu a raça do seu cachorro pela estética. Não é a toa que já existem verdadeiras febres de algumas raças. Quem não se lembra quando era “moda” ter um Poodle, Dálmata e, mais recentemente, Bulldog Francês? Há ainda quem escolhe certas raças porque se adaptam bem em apartamento, como o Lhasa Apso e York Shire, por exemplo. Ou ainda evitam outras pela fama de serem violentas, como os Pitt Bulls.

MAS a lógica das raças não é tão simples assim. “É importante escolher bem a raça e dentro da raça o melhor indivíduo”, explica o especialista em comportamento animal Gustavo Campelo. Claro que se deve evitar que um casal de idosos adote um super ativo Border Collie ou que um esportista leve um pesado Bulldog para casa. Entretanto, Campelo adverte: “Devemos fugir das generalizações. As raças nos trazem apenas uma tendência que só se concretiza se o ambiente – a educação dos cães – permitir”.

CAMPELO ainda afirma que mesmo dentro da mesma raça existem indivíduos mais ou menos agitados, medrosos, dominantes. “O correto é pedir ajuda a um profissional que possa auxiliar na escolha do filhote. Quanto mais pessoas fizerem uma boa escolha, menos cães infelizes e abandonados teremos.”

O correto é pedir ajuda a um profissional na escolha do filhote

INFLUÊNCIA do ambiente

O PERÍODO mais crítico de educação de um cão é até 18 meses de vida. Nesta fase, o dono precisa se esforçar e se dedicar na educação do cão. É o momento de investir na socialização, treinamentos de obediência e muitas caminhadas para tornaram seu cachorro equilibrado e amigável. Mesmo raças conhecidas por serem dóceis, como Goldens e Cockers, precisam passar por este processo. “Claro que, após esse período, os cães podem alterar seu comportamento. Mas com um bom trabalho feito até 18 meses é bem provável que o animal terá uma vida tranquila e feliz”, garante o comportamentalista.

DICA EXTRA: O adestramento serve para auxiliar os proprietários na comunicação com os animais, além de ser uma atividade mental prazerosa para os cães. Embora, muitas vezes, o dono só descubra a necessidade do adestramento quando o cachorro demonstra ter algum desvio de comportamento. Problema este que muitas vezes poderia ter ser evitado se o filhote recebesse ajuda nos primeiros meses de vida.

CONFIRA mais dicas de adestramento e comportamento canino com Gustavo Campelo:

Gustavo Campelo: Cachorro pode ficar sozinho em casa?

Dez razões para você NÃO ter um cachorro

Meus filhos querem um cachorro. E agora?

Read Full Post »

VÍDEO | ACABO de descobrir uma série fantástica de vídeos criados pelo canal de televisão Animal Planet – e o melhor, está disponível no Youtube. Claro que não podia deixar de compartilhar com meus leitores. A série 101 Dogs traz pequenos vídeos explicando a origem, comportamento e características físicas de várias raças de cães.

COM base em entrevistas com criadores e adestradores, bem ao molde do Perfil Canino que publicamos aqui no CaninaBlog, os vídeos mostram aquelas características que toda pessoa interessada por qualquer raça de saber antes de levar um filhote para casa.

NO vídeo que coloquei na abertura deste post, por exemplo, mostra que o Jack Russel é um cão super ativo e por isso precisa de pelo menos uma hora de exercícios (não só passear, mas correr), tem uma pelagem fácil de cuidar e recomenda-se ser adestrado por alguém com experiência prévia no assunto.

QUER conferir a série completa de 101 Dogs disponível no Youtube? Então clique aqui e assista todos os vídeos disponíveis.

Reality show ajuda a encontrar cachorro ideal

Martha, uma cadela bilíngue

Catástrofe canina e infantil na TV e em livro

Read Full Post »

Raça possui temperamento dócil e alegre, por isso é chamado de cão da família

PERFIL CANINO | ELES são perfeitos cães de trabalho, atuando como guias de deficientes visuais e até farejadores de bombas e vítimas. São delicados com crianças e pessoas idosas, por isso muito recomendados na terapia animal. Tudo isso sem deixar de ser um cão rústico que precisa de poucas idas ao pet shop e que exige somente uma escovação semanal.

PARA quem tem ou já teve um cão da raça Labrador, este é o cachorro perfeito para qualquer família. “A característica principal da raça é o temperamento sempre dócil e alegre, jamais demonstrando qualquer traço de agressividade ou timidez”, afirma o coordenador geral do Conselho Brasileiro da Raça Labrador (CBRL), Roberto Rodrigues Júnior. Para se ter uma ideia do seu carisma canino, é a raça mais popular dos Estados Unidos nos últimos 25 anos e no Brasil sua fama não para de crescer.

MAS toda essa docilidade também é uma demonstração do quanto um Labrador precisa de companhia. “Todos os Labradores são dependentes do seus donos”, afirma Roberto, que também é proprietário do Canil Summer Storm, localizado em São Bernardo do Campo (SP). Isso significa que um Lab gosta de participar da rotina da casa, detesta estar sozinho e demonstra muito afeto inclusive com estranhos. “Caso não seja possível que fique dentro de casa, o ideal é providenciar um companheiro ou companheira canina”, recomenda o criador.

VOCÊ é apaixonado por Labrador? Então confira mais características da raça e descubra se você é o dono ideal para este cão eclético.

Labradores podem ser totalmente pretos, amarelos ou chocolate

PERSONALIDADE | Temperamento dócil e alegre, não demonstra traço de agressividade ou timidez. Facilmente adestrável.

LONGEVIDADE | Vive em média de 10 a 12 anos.

TAMANHO | Fêmeas variam de 34 a 40 quilos, machos de 38 até 46 quilos.

PELAGEM | Totalmente preto, amarelo ou chocolate.

CUIDADOS | Escovação semanal e banhos somente quando necessário pois precisam manter a oleosidade natural. Banho a seco é recomendado para eliminar odores. Para isso, basta uma solução com água (90%), vinagre (5%), álcool (5%) e uma toalha, deixando secar naturalmente.

ESPAÇO | Cães com um nível de atividade de média para alta. Isto significa que podem viver em apartamentos, desde que faça passeios pelo menos duas vezes ao dia. Do contrário, recomenda-se um quintal de tamanho médio.

SAÚDE | Tendência para doenças genéticas como Displasia cox femural e de cotovelo, atrofia progressiva da retina e problemas cardíacos. Por isso é tão importante adquirir um filhote de um criador sério que controla tais doenças.

SOCIABILIDADE | Convive bem outros animais, inclusive do mesmo sexo e já adultos, com gatos e outros animais domésticos, isso se acostumado desde pequeno.

PREÇO | Varia de R$ 1.800 até R$ 3.000 com pedigree.

DICA DO CRIADOR | Ao escolher o filhote de um criador, fique atento a rotina do canil e a forma como ele trata cães mais velhos. Verifique se ele oferece garantias, contrato de compra e venda e se realizou exames na ninhada.

DONO IDEAL | Labradores são muito ecléticos, convivem bem em família, com pessoas idosas que desejam companhia e com crianças que precisam de um amigo com muita energia.

(Fonte e imagens: Canil Summer Storm)

Antes de adquirir um filhote, verifique se o criador investigou problemas genéticos

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: