Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Sérgio Villasanti’

Cachorros trocam de pelagem pelo menos duas vezes ao ano

EXCLUSIVO | NESTA época do ano é comum a cachorrada espalhar montes de pêlos pela casa e quintal. A razão, muitas vezes, não tem relação com a saúde do cachorro ou da pelagem, mas sim uma causa natural chamada de queda fisiológica pelos veterinários. O que acontece é que esse pêlo todo cai simplesmente por envelhecimento do próprio fio ou do seu folículo (raiz) e aos poucos é substituído por outros pêlos.

CÃES costumam trocar de pelagem no mínimo duas vezes ao ano. “A natureza é muito sábia e, independente do tipo de pelagem, todos os cães perdem pêlo no verão para poder aguentar o calor com mais facilidade e ganham pêlo no frio para se protegerem”, explica o esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães.

PARA ajudar seu cachorro nesta troca de pêlos e ainda evitar que ele solte muitos fios pela casa, uma estratégia é escovar o bicho diariamente. Para ajudar nesta tarefa, pedimos ao esteticista animal Sérgio Villasanti algumas dicas:

Escovar o pêlo diariamente ajuda a prevenir fios espalhados pela casa

COMO iniciar a escovação

SEMPRE devemos escovar a pelagem por camadas e ao contrário do pêlo, desta forma podemos ver a raiz do pêlo e ter a certeza que estamos escovando desde a pele até a ponta do fio. Tendo cuidado ao escovar as orelhas e locais onde a pele é mais sensível, como barriga e região genital.

SECO ou molhado

NÃO se deve escovar o pêlo ainda molhado. Quando o cachorro vai para o banho, ele já deve estar livre de nós e com a pelagem totalmente aberta, isto também facilitará a entrada do xampu e do hidratante.

CONFIRA mais dicas do esteticista animal Sérgio Villasanti publicadas aqui no CaninaBlog:

Estética: A escova certa, na pelagem certa

Estética Canina: Tosa higiênica

Estética Canina: Xampu é o suficiente?

Read Full Post »

Pêlo longo, liso ou duro? Confira a escova indicada e mãos a obra

EXCLUSIVO | CADA raça possui um tipo distinto de pêlo. Como existem mais de 200 raças de cães no mundo, seria impossível criar uma escova perfeita para cada tipo. Entretanto, esteticistas especializados orientaram o mercado pet a criar um mínimo de escovas que podem se adaptar à maioria das raças e pelagens.

COM a ajuda do esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães, indicamos neste post qual é a escova mais adequada para algumas raças mais populares no Brasil. Se seu cachorro não está entre as raças indicadas, ou não tem raça definida, verifique o tipo de pêlo do seu pet.

ESCOVA de pino (sem bolinha na ponta)

Escova de pino

INDICADA para cães de pêlo longo, pois as pontas do pêlo devem ser preservadas e este tipo de escova causa o menor dano. Não se esqueça de pulverizar a pelagem antes de escovar para evitar que as pontas se quebrem.

Raças de pêlo longo e liso, como: Maltês, York Shire, Lhasa, Shih Tzu, Collie, Sheep Dog, franjas do Golden, Cocker, Setter e Afghans.

RASQUEADEIRA

Rasqueadeira

ESTE tipo de escova serve para cães de pelagem cheia e a deixa com uma aparência mais lisa, assim como ajuda a tirar os nós. A rasqueadeira deve ser macia e de cerdas longas. Não é necessário borrifar água, pois geralmente os cães que usam esta escova são aqueles que da qual o pêlo será tosado e não e necessário preservar as pontinhas.

Raças de pelagem cheia, como: Bichon Frise, Poodle, Chow Chow, Spitz, Fox Terrier, Schnauzer. Além de cães de pêlo liso que são tosados (tosa bebê), tais como: Shih Tzu, Lhasa, Maltês e York Shire. Assim como cães de pêlo médio, como o Pastor Alemão e o Husky.

Escova de cerdas

ESCOVA de cerdas

USADA em cães de pelagem lisa e curta, pois massageia a pele e retira o pêlo morto. Não é necessário borrifar água.

Raças de pelagem lisa e curta, como: Boxer, Dobberman e Daschund.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Como devo escovar meu cachorro?

Read Full Post »

O York Shire deve ser escovado com uma escova de pino sem bolinha na ponta

EXCLUSIVO | O COSTUME de escovar seu cachorro vai além de uma questão estética. Donos e cães experimentam um momento de interação e carinho quando a escova passa pela pelagem. Mas será que você e o esteticista do seu pet shop de confiança têm usado a escova certa? Para se ter uma ideia, um cão de pêlos longos, como o York Shire ou o Maltês, devem ser escovados com uma escova de pino sem bolinha na ponta. “Desta forma evitamos quebrar as pontas dos fios”, explica o esteticista animal Sérgio Villasanti da República dos Cães.

CADA raça tem um tipo de pêlo, entretanto, como não existem escovas para todos os tipos (afinal, são mais de 200 raças no mundo), esteticistas usam uma escova para vários tipos semelhantes. Já os pentes devem ser usados logo após a escovação para se certificar que não há nós na pelagem. “Sendo que os pentes mais indicados são aqueles de aço de dois lados”, indica Villasanti.

A MANEIRA correta de escovar

A PRIMEIRA orientação de Sérgio Villasanti é de nunca escovar o pêlo molhado. “Quando o animal vai para o banho, deve estar livre de nós e com a pelagem totalmente aberta, isto facilitará a entrada do xampu, por exemplo.” Outra dica super importante é de passar a escova por camadas e ao contrário do pêlo. Segundo o esteticista, desta forma é possível ver a raiz do pêlo e ter a certeza que estamos escovando desde a pele até a ponta do fio. “Tome cuidado ao escovar partes sensíveis, como as orelhas.”

NO PRÓXIMO post de Estética Canina, Sérgio Villasanti da República dos Cães, explica qual é a escova ideal para os diversos tipos de pelagem canina. Não perca.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Como cuidar de cães de pêlo escuro

Estética Canina: Tosa higiênica

Estética Canina: Como cuidar do penteado no seu pet

Read Full Post »

Evite passear com seu cão de pêlo preto por muito tempo ao sol, adverte esteticista

EXCLUSIVO | XAMPUS criados para diversos tipos de cabelo não são nenhuma novidade nas lojas e supermercados humanos. Afinal, cada tipo e cor de cabelo exige cuidados diferentes. Além disso, os meses de verão deixam tanto nossos cabelos com os pêlos caninos danificados. As principais vítimas do sol são os cães de pelagem escura que perdem o brilho e ficam com tons avermelhados. É vísível, depois dos meses de verão e horas passadas ao sol, o pêlo do cachorro escuro ficar todo ressecado e manchado.

SE SEU cão sofre com esse problema, a primeira dica é procurar xampus especiais para esse tipo expecífico de pelagem. E quem quiser um resultado e um produto seguro precisa estar preparado para gastar um pouco mais. É o que aconselha o esteticista canino Sérgio Villasanti. “Não existe nada bom e barato. O ideal é ter um xampú especifico para cães de uma marca de qualidade, testado dermatologicamente.” Para o professor de estética canina, um xampú de baixa qualidade pode até mesmo ter um resultado “desastroso”, pois pode causar alergias ou mesmo a queda dos pêlos.

COMO tratar

QUEM tem um cachorro de pêlo escuro sabe que no verão a ponta dos fios tendem a ficar avermelhados – mas esse problema pode ser evitado. “É um erro passear com um cão escuro no sol”, indica Villasanti. Mas a mudança de estação e a chegada do outono formam a oportunidade para cuidar melhor desse pêlo danificado. Procure no petshop produtos expecíficos para pêlos escuros, pois são desenvolvidos para dar mais brilho ao fio, e com a troca de pêlo que ocorre nessa época os pêlos queimados sairão naturalmente. “Em poucas semanas a cor ficará uniforme o resto do ano”, explica Sérgio Villsanti.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Xampu é o suficiente?

Estética Canina: A maneira correta de escovar seu cachorro

Read Full Post »

Cães de pêlo duro, como Fox Terrier, precisam de condicionador, afirma esteticista

EXCLUSIVO | COM tantas opções de produtos de higiene e beleza para cachorros hoje em dia, fica difícil dizer o que é mera vaidade ou pura necessidade. A verdade é que um pêlo bonito é resultado de vários fatores, como a saúde do bicho e até emocional, a alimentação e, claro, o uso correto de produtos de higiene.

HÁ anos trabalhando como esteticista animal e treinando profissionais da área na Escola Estética Canina, Sérgio Villasanti já sentiu na pele o resultado da falta de informação de donos de cães e tosadores. Como um novo cliente que trouxe para uma tosa nada menos que sete Westies sem pêlos na cabeça e com pelagem quebradiça nas patas. “O antigo tosador não usava condicionador por se tratar de uma raça de pêlo duro. Entretanto, sem o condicionador, o pêlo ficava tão seco e quebradiço que em qualquer muro que o Westy encostava o pêlo se quebrava”, relata o esteticista. O resultado? Vários Westies que pareciam ter problemas de calvície.

PARA o especialista em estética, essa história ilustra bem a necessidade do condicionador nos banhos de cachorros com qualquer tipo de pelagem. “A quantidade e a diluição é que deve ser diferente para cada tipo ou estado que esteja o pêlo”, explica Villasanti. Com um tratamento intenso de condionador e cremes, ao longo do tempo os pêlos dos Westies voltaram a ter uma textura muito mais resistente. “Logo eles estavam com cara de Westies”, brinca.

MAS por que alguns tosadores não usam condicionador? Segundo Villasanti, há uma polêmica envolvendo o assunto e muitos profissionais não acham necessário. Além disso, o condicionador causa uma demora na secagem do pêlo. Mas Villasanti argumenta: “Se o profissional de estética canina quer um trabalho bem feito, o tempo não é o fator mais importante”.

LEIA também no CaninaBlog:

Estética Canina: O beabá da tosa higiênica

Estética Canina: Como cuidar do penteado no seu pet

Read Full Post »

O pêlo na região da barriga é mais fino e pode embaraçar com facilidade

EXCLUSIVO | A TOSA higiênica é focada em quatro partes do cachorro: as patas, a barriga e a região anal e íntima, como vulva e pênis. O esteticista canino Sérgio Villasanti dá as dicas de como a tosa deve ser executada, confira:

PATAS
TOSAR entre as almofadas plantares pode evitar que o animal escorregue e que o pêlo que fica nesta região fique sujo e crie fungos ou bactérias. É preciso bom senso do dono e do profissional ao tosar toda a pata do animal quando isso não é caracteristico da raça.

REGIÃO anal
TOSA recomendada para que as fezes não fiquem grudadas no pêlo. É indicado tosar esta região com a tesoura, pois alguns cães podem ser alérgicos. Basta observar alguns cachorros que costumam arrastar o “bumbum” no chão depois do tosador passar a máquina no local.

PARTES íntimas
INDICADO porque a urina é extremamente ácida e com odor fétido. Sem pêlos nesta região o animal ficará com uma aparência mais limpa. Entretanto, algumas pessoas defendem que a falta de pêlo no pênis dificulta a saída do jato de urina, o que pode acabar sujando as pernas e barriga do cachorro. Há ainda quem defenda que a combinação de pêlos e a falta de higiene pode gerar algumas infecções.

A TOSA ao redor dos testículos também é polêmica, isso porque o animal fica sem proteção e ao deitar de barriga pode ter algum tipo de alergia ou até mesmo queimaduras se o chão estiver quente. Afinal, a pele na região escrotal é muito fina e delicada.

BARRIGA
ACREDITA-SE que o pêlo nesta região seja mais fino e embarace com mais facilidade. No entanto, é preciso tomar cuidado pois alguns profissionais tosam demais essa parte e o cachorro corre o risco de não ficar com uma boa aparência estética.

LEIA também no CaninaBlog:

Como cuidar do penteado no seu pet

A maneira correta de escovar seu cachorro

Perda de pêlo no Lhasa Apso

Read Full Post »

A editora e o subeditor canino: a super dupla

O MELHOR de uma festa são os convidados. É por isso que Ciccilo e eu estamos comemorando não só o aniversário de 1 ano do CaninaBlog, mas principalmente os mais de 880 amigos no Facebook e 582 no Orkut, 564 seguidores no Twitter e o recorde de 1.203 visualizações diárias do blog.

AO LONGO desse ano registramos mais de 825 comentários no CaninaBlog. Muitos desses eram dúvidas sobre comportamento, saúde e produtos para cachorros.

ESSES comentários geraram ainda mais posts inéditos para o blog. Aliás, essa interação com quem lê o CaninaBlog é essencial para que mais e mais posts importantes e úteis fossem gerados ao longo do ano. Tudo sem perder a principal característica desse espaço: muita apuração jornalística.

PARA ajudar nossos leitores, contamos com a colaboração de vários parceiros e profissionais gabaritados, como os especialistas em comportamento canino Gilberto Miranda e Gustavo Campelo, a médica veterinária Alessandra Keidann e a advogada especializada em direito animal Denise Grecco.

O QUE seria dos mais de 530 posts publicados sem os cliques maravilhosos de fotógrafos especializados em pets? Contamos com a super parceria das gaúchas Ana e Manoela do Cão em Quadrinhos, o talento da carioca Carol Camanho, da cosmopolita Paula Pedrosa da Teckel Fotografia e o olhar sensível de Vanessa Fermino do FotoPets.

JÁ as dúvidas de estética e beleza são respondidas pelo super profissional no assunto Sérgio Villasanti. Também não posso deixar de agradecer ao criador do logotipo do CaninaBlog e nosso maior incentivador, o pai do Ciccilo e meu maridão Guther. A todos: nosso muito obrigado.

AOS nossos leitores e internautas, agradecemos pela amizade e confiança. Mas queremos mais, deixe um comentário contando: qual foi seu post favorito ao longo desse ano? E cante com a gente: “parabéns pra você, nesta data querida, au-au-au…”

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: