Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘True Blood’

CINEMA | ESTREIA amanhã (4 de outubro) nos cinemas de todo Brasil uma comédia romântica em que a alma gêmea de um ser humano é um… quadrúpede. Essa é a história do filme “Mato sem Cachorro” que conta com os atores Bruno Gagliasso, Leandra Leal e, claro, um cachorro no papel principal, Guto (Dusty/Duffy).

DECO (Bruno Gagliasso) é um talento musical desperdiçado que vive jogado no sofá de casa. Até o dia em que conhece dois grandes amores: a linda radialista Zoé (Leandra Leal) e Guto (Dusty/Duffy), um cachorro que desmaia toda vez que fica animado. Os três vivem como uma família. Dois anos depois, Zoé dá um pé na bunda de Deco, fica com a guarda do cachorro e de sobra arruma um novo namorado. Deco, revoltado, toma as rédeas da situação e, com a ajuda do primo Leléo (Danilo Gentili), sequestra Guto.

Filme estreia 4 de outubro de 2013 no Brasil

Filme estreia 4 de outubro de 2013 nos cinemas de todo Brasil

ESTRELAS caninas de Hollywood

ENGANA-SE, entretanto, quem pensa que as grandes estrelas desse filme são Bruno e Leandra, figuras conhecidíssimas das telenovelas brasileiras. Alguns podem não se dar conta, mas “Mato sem Cachorro” conta com dois astros de Hollywood no elenco: Dusty e Duffy, que encarnam o personagem Sam da série “True Blood” quando este se transforma em cachorro.

OS DOIS machos adultos que interpretam  o protagonista Guto no filme, ambos da raça English Shepherd, Dusty e Duffy foram adotados e treinados pelo americano Boone Narr, experiente adestrador que preparou, entre outros, o mico de “Piratas do Caribe” e o akita de “Sempre ao seu Lado” – este último estrelado por Richard Gere. “Narr não quer saber apenas o que o animal deve fazer na cena, mas também que emoção deve transmitir”, conta a produtora Malu Miranda.

OS BASTIDORES

CONTRATADO após visitas a oito empresas californianas especializadas em adestramento para produções audiovisuais, Narr, junto ao adestrador cearense Vladinir Maciel, coordenou também o treinamento dos cinco filhotes de border collie que atuam no longa. A cada um foi ensinada uma habilidade específica como desmaiar, sair da caixa de papelão e sentar sem se assustar com a proximidade da câmera. Essa, no entanto, foi a etapa mais fácil do trabalho com os filhotes.

A PRIMEIRA dificuldade foi identificar uma variedade específica de border collie cujos filhotes se parecem com os de English Shepherd, não encontrados no Brasil. Foi programada, então, uma cruza para que os cães tivessem idade condizente com a de Guto no momento das filmagens. Concretizada apenas no último dia do cio da fêmea, a cruza felizmente deu origem a cinco cachorros marrons, a cor desejada, e três pretos. Doados pelo canil Cabanha Da Conquista, do interior de São Paulo, toda a ninhada foi adotada por integrantes da equipe e do elenco no fim das filmagens. Ao todo, mais de 55 cães e um gato participaram do filme, que contou com uma veterinária que ficava no set para cuidar exclusivamente dos animais e verificar que o elenco quadrúpede tivesse as melhores condições possíveis.

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco, Leléo, que ajuda a sequestar Guto

O humorista Danilo Gentili interpreta o primo de Deco,
Leléo, que ajuda a sequestar Guto

CONTRACENANDO com cães

OS atores Bruno Gagliasso e Leandra Leal contam como foi a experiência de contracenar com a essa cachorrada toda:

BRUNO Gagliasso: “Já havia feito cenas com outros cachorros e com cavalos também. Na novela “Sinhá Moça” fiz várias cenas com cavalos, mas eles não eram personagens grandes como o Guto em “Mato sem Cachorro”. Fiquei impressionado com a dedicação, a obediência e a correção desses cães. São muito bem adestrados e ótimos profissionais, além de colegas muito agradáveis de elenco. Foi mais fácil contracenar com os cachorros do que com o Danilo Gentili (risos).”

LEANDRA Leal: “Nunca havia contracenado com animais com esse grau de profissionalismo de “Mato sem Cachorro”. Os treinadores eram incríveis. O set ficava em torno dos cachorros. Muitas vezes fiz cenas em que trocava olhares carinhosos com um deles e, na verdade, tinha um espeto de carne atrás de mim. O cachorro olhava através de mim para aquilo (risos). Quem assiste ao filme não imagina a quantidade de truques. É a magia do cinema!”

PARA assistir ao trailer do filme “Mato sem Cachorro” clique na imagem de abertura.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: