Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Tula Verusca Pereira’

Seu cão parece um saco sem fundo? Descubra porque esse comportamento é positivo

EXCLUSIVO | NÃO sei como seu cachorro se comporta diante da comida, mas meu Fox Terrier comeria quilos de ração se fosse possível. Ele simplesmente adora quando derrubamos os 7 quilos de ração no conteiner selado em que guardamos sua comida – acho que é um momento mágico da vida dele. Mas nem todo cachorro é um saco sem fundo quando o assunto é comida.

“SÃO vários os comportamentos caninos, desde algum tipo de TOC (transtorno obsessivo compulsivo) até os normais”, explica a zootecnista Tula Verusca Pereira, criadora do blog Cão Natural. Além disso, muitos cães podem ter manias ao comer. “Como tirar um pouco de comida do pote para comer por último, comer em forma de lua, jogar a comida no chão”, diz Tula. Segundo a zootecnista, todos estes comportamentos são considerados normais. “Entretanto, se seu pet começar a não comer se não for daquela forma, chegou a hora de se procurar um comportamentalista e o veterinário”, recomenda a especialista. Sendo que um cachorro saudável precisa ser alimentado não mais do que duas vezes ao dia.

COM ajuda de Tula vamos explicar os vários comportamentos dos cães em relação a comida e a maneira mais saudável para se lidar com cada perfil. Confira abaixo e tente identificar o seu cachorro:

Seu cachorro tem alguma mania ao comer? Então deixe um comentário neste post

O GULOSO saudável

CERTOS cachorros comem tudo o que é dado e temos a impressão que ele é um “poço sem fundo”. Segundo Tula, esse tipo de comportamento guloso é excelente porque se o cachorro ficar sem comer uma refeição, o dono sabe que precisa consultar um veterinário porque certamente algo está errado.

CUIDADO: Esses cães devem ter sua alimentação controlada para evitar a obesidade. Para isso, basta não cair no “golpe do olho do gato de botas” – ou seja, resista àquela cara de esfomeado e dê apenas o recomendado. Nada de biscoitos ou snaks pois esses produtos são convenções sociais humanas, não caninas. Quando quiser agradar seu cão, pegue a guia e o leve para um bom passeio.

APETITE caprichoso

ESSES são difíceis de manejar porque exigem muito cuidado, mas é possível lidar com este problema (confira link no final post). Em geral, esses cães são magros e ao adoecer se abatem mais rapidamente

CUIDADO: Não deixe comida a vontade para o cão. Isso porque ração perde nutrientes, fica rançosa e pode fazer mal para o cão. Para se ter uma ideia, uma dieta caseira em 40 minutos de exposição já pode estar impropria para o consumo dependeendo da temperatura ambiente. Além disso, você não sabe o quanto o cão está comendo e se ele está com algum problema.

O COMEDOR descontrolado

ALGUNDA cães comem tudo que encontrarem pela frente, restos de comida na rua e até brinquedos, pedras e pedaços de madeiras. Ainda existe aqueles que pedem comida, latindo ou com as patinhas, em todas as refeições da casa.

CUIDADO: Cães que comem simplesmente tudo o que encontram pela frente precisam da ajuda de um comportamentalista ou adestrador. Já pedir comida é pura falta de educação. Segundo Tula, o dono não deve encorajar este tipo de comportamento e educar o cachorro, ou seja, simplesmente ignorar os pedidos gulosos.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Cachorro com apetite caprichoso. Frescura ou doença?

O perigo do cão que rouba comida

A ração é o suficiente?

Read Full Post »

A beleza da pelagem do seu cachorro depende da alimentação e estado de saúde

EXCLUSIVO | TER um cachorro com uma pelagem bonita vai muito além da qualidade do xampú e do condicionador utilizados no pet shop. Assim como a pele humana, que precisa ser bem hidratada de dentro pra fora para ser bonita, os cães também precisam de uma alimentação balanceada para ter um pêlo brilhoso e sedoso. Enfim, com cara de saudável.

É BOM esclarecer, entretanto, que mesmo os cães mais saudáveis soltam pêlos. ”Existe uma queda de pelo normal que ocorre na mudança das estações”, explica a zootecnista Tula Verusca Pereira, do blog Cão Natural. Mas qual é a função dos pêlos para um cachorro? Será que pêlos curtos caem mais que os longos? A zootecnista Tula respode estas e outras dúvidas sobre nossos peludos. Confira abaixo:

Todo cachorro perde pêlo, seja pelagem longa ou curta

FUNÇÃO dos pêlos

OS pelos são responsáveis pela proteção mecânica bem como a térmica, por isso todos os cães possuem duas camadas de pêlo. O sub-pêlo é fino e ajuda na regulação térmica, seja no frio seja no calor. Já o pêlo propriamente dito é mais grosso e pesado. Somente poucas raças, como o Cão Pelado Mexicano, não possuem nenhum pêlo em grande parte do corpo.

QUEDA da pelagem

O PÊLO cresce em fases e durante estas fases pode cair, além disso, filhotes também perdem a pelagem de forma súbita enquanto chegam atingem a vida adulta. Mas doenças metabólicas, utilização de remédios ou doenças infecciosas também podem causar a queda. Outra fase em que o pêlo pode cair é a de repouso, quando a queda se dá por eventos estressantes como cirurgias e doenças. Também existe uma queda de pêlo normal que ocorre na mudança de estação, como do outono para a primavera.

QUANDO a queda é uma preocupação

O CACHORRO deve ser levado ao dermatologista quando o pêlo estiver sendo mal formado, o que sugere doenças metabólicas e nutricionais. Ou ainda quando estiver no eixo normal e claramente quebrado, pois isso sugere um trauma como lamber ou arranhar. Já mudanças que mostram problemas nutricionais são pelo seco, sem brilho, que cai facilmente, com lento crescimento e com alteração na cor.

Doenças e estresse também podem causar a queda do pêlo

PÊLO longo ou curto

TANTO cães de pêlo curto quanto os cães longo soltem pelo igualmente. Contudo, nos de pelagem longa o pêlo que soltou enrola no outro, já no curto não tem esse subterfúgio e precisa ser escovado para cair.

ALIMENTAÇÃO

OS PÊLOS são formados entre 65 e 95% de proteína. Sendo assim, o consumo de proteína de baixa qualidade pode influenciar diretamente na qualidade do cabelo. Para se ter a ideia da importância da proteína, cães pequenos de pêlo longo chegam a utilizar 30% da proteína dietética para o crescimento do pêlo, enquanto os cães grandes de pelo curto podem precisar apenas de 10% da proteína dietética para o crescimento da pelagem.

IDENTIFICANDO os problema no pêlo

PARA o crescimento adequando do cabelo é necessário enxofre. Problemas nos pêlos também pode sugerir deficiências nutricionais, tais como:

– Falta de ômega 3 – pêlo muito seco, queda e fraco crescimento
– Falta de cobre – perda de coloração, aspereza
– Falta de zinco – perda de cabelo, porém o excesso pode levar a problemas na absorção do cobre.

SE VOCÊ observar alguns destes problemas no pêlo do seu cão, consulte um veterinário ou zootecnista.

VEJA também no CaninaBlog:

Adeus aos pêlos no sofá e na roupa

Estética: A escova certa, na pelagem certa

Coceira e mais coceira: problemas dermatológicos

Read Full Post »

Agora seu cachorro pode deixar de simplesmente babar e saborear

EXCLUSIVO | SEU cachorro está de aniversário este mês ou você quer comemorar alguma data especial ao lado do seu melhor amigo? Todo mundo sabe que em uma festa não pode faltar bolo e muita animação. Mas como preparar um bolo que meu cachorro pode comer?

A LEITORA Larissa de Oliveira Cangussu fez essa pergunta e a equipe do CaninaBlog correu atrás de uma resposta. A receita abaixo foi adaptada por Tula Verusca Pereira, zootecnista do blog Cão Natural, e pode ser saboreada por você e pelo seu pet. Sem culpa, mas com moderação.

QUEM se arriscar na cozinha depois pode contar como foi a experiência. Bom apetite!

INGREDIENTES:

2 / 3 xícara de bananas amassadas

1 / 2 xícara de manteiga amolecida

3 / 4 de xícara de água

3 ovos grandes

2 xícaras de farinha de trigo integral

2 colheres de chá de fermento em pó

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1 colher de chá de gengibre

2 colheres de chá. canela

1 / 2 xícara de castanhas picadas

COMO preparar:

Pré-aqueça o forno a180 °C. Depois misture a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio, gengibre e canela em uma tigela média. Ponha de lado. Bata a banana e a manteiga até ficar cremoso. Bata na água um ovo de cada vez. Misture os ingredientes secos à mistura de banana. Despeje a massa uniformemente em uma forma untada e asse por 35 minutos. Deixe esfriar dentro do forno por 5 minutos. Retire da forma e deixe esfriar completamente. Pronto, pode começar a festa!

LEIA  também no CaninaBlog:

Petiscos que fazem bem e ainda adestram

Mitos e verdades sobre alimentação canina

Read Full Post »

A carne com osso é o principal ingrediente da comida natural canina, afirma a zootecnista Tula Pereira

EXCLUSIVO | MUITOS cachorros comem o mesmo tipo de ração por diversos anos e até a vida inteira. Esse fato deixa os adeptos da comida natural, como a zootecnista Tula Verusca Pereira, com ainda mais certeza de que os cães deveriam ter um leque maior de opções no seu cardápio. “Pessoalmente, eu odiaria ter que comer todos os dias Sucrilhos no café da manhã”, brinca a zootecnista. Aliás, o segredo do sucesso da alimentação natural é justamente a diversidade de alimentos. “A cada dia mudamos o cardápio para que o animal receba todos os nutrientes que necessita e não enjoe da comida.”

MAS que ingredientes devem fazer parte da alimentação diária dos cachorros? Segundo Tula, os principais ingredientes são a carne e o osso. Confira com a zootecnista como preparar uma comida natural capaz de nutrir seu cachorro:

“DEVEMOS ter em mente que cães são carnívoros e por isso precisam de carne. Depois da carne vem todos os outros alimentos que podem até tentar suprir as necessidades desse ingrediente, mas não são tão bem aproveitados. Não existe uma receita ‘redondinha’, assim como a humana, por isso há necessidade de se procurar um nutricionista e fazer uma receita para seu cachorro.

NA ELABORAÇÃO da receita é preciso observar se o cão está acima do peso, se tem alguma doença que precise de uma alimentação diferenciada ou se o animal é velhinho. No entanto, basicamente, são 60% de carne com osso, 20% de carne sem osso e 20% de outros alimentos. Quanto a conservação desse alimento, é seguro manter no congelador a parte com carne por 45 dias e o mix de verduras por 15 dias. Congele por porção e vá descongelando conforme a necessidade.”

CONFIRA mais dicas da zootecnista sobre receitas e condicionamento de alimentos naturais clicando no link.

Read Full Post »

A praticidade é a principal vantagem da ração diante da comida natural, que precisa ser preparada diariamente pois não contém conservantes

EXCLUSIVO | NINGUÉM discute que as rações são a maneira mais prática de alimentar os cães. Você vai ao supermercado ou petshop, compra um quilo do alimento e vai dosando as porções diárias conforme a recomendação do pacote. Simples assim. Mas nem todo dono está satisfeito com essa situação. Muitos questionam o real conteúdo dos pacotes e possíveis ingredientes químicos adicionados para conservar a ração.

QUEM já se questionou se a ração é a única opção para os cachorros pode encontrar na alimentação natural uma alternativa. Longe da praticidade das rações industrializadas, a alimentação natural tem como ideal retomar os moldes da natureza. “Os primos-irmãos dos cães, os lobos, se alimentam basicamente de carne e ossos”, lembra a zootecnista Tula Verusca Pereira, que atua no setor de alimento animal. A zootecnista afirma que existe pouca pesquisa científica no Brasil a respeito dos benefícios da alimentação natural. Sendo que para Tula a maior vantagem é ver o cachorro comendo com gosto. “Sinto pura felicidade aos ver meus cães comendo tão bem e com vontade.”

CONFIRA alguns resultados comprovados:

Cães alérgicos

A COMIDA natural é indicada àqueles animais alérgicos a ração e outros fatores, ou ainda que sofrem com dermatites.

Dentes

UM dos principais ingredientes da comida natural é o osso, que ajuda a limpar o tártaro.

Fezes

POUCO volume de cocô e cheiro porque a alimentação é bem absorvida.

Ingredientes

NÃO possui conservante ou qualquer tipo de palatabilizantes que, segundo a zootecnista, são prejudiciais à saúde dos cachorros.

INTERESSADO pelo assunto? Em breve vamos ensinar como preparar e conservar uma comida natural. Fique ligado.

LEIA mais sobre o assunto no CaninaBlog:

A onda das rações naturais

Quando consultar um zootecnista?

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: