Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘deficiência física’

 

Tyson comemora seis anos de vida normal e saudável ao lado da sua dona Cecília

EXCLUSIVO | NUM PASSADO não longínquo, cachorros com algum problema irreversível de saúde eram sacrificados. Donos e veterinários estavam convencidos que esses bichos não mereciam viver sofrendo com certas dificuldades e provocar a morte desses cães era um tiro de misericórdia. Havia também uma razão prática. Afinal, alguns donos não queriam viver em função das necessidades desses bichos.

NOS últimos anos, no entanto, essa mentalidade tem mudado entre pessoas que curtem cachorros. Mais e mais pessoas simplesmente descartam a possibilidade de sacrificar seus cães que são tidos como membros da família. É o caso da arquiteta e urbanista Cecília Amodeo, que há pouco mais de um ano criou o blog Cachorros Especiais. Tudo começou quando essa gaúcha adotou Tyson, um Bulldog Francês epilético e cego por catarata. “Estive em oito veterinários que, de alguma maneira, indicaram a eutanásia do Tyson. Como ele apresentou epilepsia no dia que fez um ano, os vets achavam que eu teria muito trabalho e que ele viveria pouco tempo”, recorda.

MUITA pesquisa e consultas depois, hoje o Frenchie Tyson comemora seis anos de uma vida normal e saudável que conta com a ajuda imprescindível do veterinário especializado em neurologia, Rodolfo Voll. “Realmente tive trabalho. Tenho plena noção do que fiz, faço e farei o melhor que puder por ele”, relata Cecília.

VOCÊ também tem um cão especial ou está pensando em adotar um? Então confira a entrevista com Cecília Amodeo, a criadora do blog Cachorros Especiais:

CANINABLOG: Quais são as principais causas que levam um cão a ter uma deficiência?

Cecília Amodeo: Em primeiro lugar os famosos cruzamentos irresponsáveis. Depois os chamados acidentes de fato, como fugas, atropelamentos, brigas e tombos. Em terceiro lugar maus tratos e há ainda o acaso da genética. Sabemos que acontecem sim os nascimentos de animais especiais sem ‘culpa’ de ninguém.

A cegueira de Tyson não o impede de curtir uma piscina e até as ondas do mar

CANINABLOG: Quais são as principais dificuldades e desafios de quem tem um cão especial aqui no Brasil?

Cecília: Primeiro aceitar a deficiência de seu pet, as pessoas tendem a se culpar ao invés de agir. Devemos estudar o problema, procurar ajuda veterinária ou na medicina humana mesmo e ver até onde é possível ir para ajudar seu pet a ter uma vida digna. Depois desta etapa, a dificuldade maior é o custo dos exames, equipamentos e dos medicamentos necessários. Tornando o descarte ou o sacrifício a opção mais fácil.

CANINABLOG: Qual é a reação mais comum entre pessoas que dão de cara com um cão deficiente?

Cecília: Perplexidade. Primeiro por ser bem cuidado e depois (alguns) acham um absurdo gastar tanto com um pet deficiente. Estes fazem parte daquele grupo de pessoas que não curtem animais ou possuem pets somente para ostentar como objetos, adoram gastar somente com banhos e roupas. Mas na hora de cuidar mesmo, de custear gastos veterinários doam seu pet porque dá muito trabalho. Quem gosta de animais sabe o amor que existe nesta relação. Alguém tem alguma dúvida de que se os animais pudessem cuidar da gente eles não o fariam? Aliás, como os cães guia já fazem, por exemplo.

Cecília compartilha com outros donos de cães especiais as lutas e vitórias. Como Quíron que dá os primeiros passos em sua cadeira especial

CANINABLOG: Você tem notado alguma mudança nessa reação?

Cecília: Noto que de pouco tempo pra cá as pessoas têm aceitado melhor as diferenças, porque informação é tudo. Quando se discute, se mostra, as pessoas refletem e formam uma opinião. O animal se acostuma com seu problema rapidamente, são versáteis. Diferente de nós humanos, não sofrem por antecipação, eles vivem o hoje e se o hoje deles é estar junto de seu tutor, sendo acariciado, amado, sem dor, seu dia está perfeito.

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: