Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \28\UTC 2013

A Gentle Leader é recomendada para cães que estão aprendendo a caminhar com a guia

A Gentle Leader é recomendada para cães que estão aprendendo a usar a guia

EXCLUSIVO | VOCÊ leva seu cachorro para passear ou é seu cachorro que te arrasta pela rua? Muitos donos sofrem com cachorros que puxam demais (ao ponto de se engasgarem com a coleira), empacam, pulam nas pessoas na rua ou ainda latem de forma descontrolada para outros animais. Se você se identificou com algum destes comportamentos, então chegou a hora de conhecer uma invenção criada por dois americanos experts em comportamento canino e que chegou no Brasil no final da década de 1990: a guia Gentle Leader, algo como “condução gentil” em português.

POUCA gente sabe, mas a origem da coleira Gentle Leader para cães é o cabresto utilizado em cavalos. Mas, claro que a versão canina passou por várias adaptações. A Gentle Leader é formada por duas fitas, uma passada em cima do focinho e a outra atrás das orelhas (no mesmo lugar usado do enforcador), onde se prende a guia de condução. Para chegar à um modelo que fosse adaptável para várias raças caninas, foram necessários anos de pesquisa do médico veterinário R. K. Anderson e a então presidente da Associação Nacional de Instrutores de Obediência Canina Ruth E. Foster, criadores da Gentle Leader.

Gentle Leader não é uma focinheira e não deve ser usada em cães muito agressivos

Gentle Leader não é uma focinheira e não deve ser usada em cães muito agressivos

A IDEIA desses dois criadores era uma guia com ajuste perfeito que guiasse a cabeça e o corpo do cachorro e, ao mesmo tempo, tivesse a vantagem de se utilizar dos instintos naturais do animal em responder a pressões em pontos específicos no seu focinho e pescoço. O resultado deste estudo científico foi a Coleira Gentle Leader e seu grande diferencial é que essa coleira coloca pressão primeiramente na parte traseira do pescoço, e não no focinho ou na garganta. Evitando assim a necessidade de enforcadores ou colares de pinos.

QUER saber mais sobre a Gentle Leader? Então confira no post abaixo uma entrevista exclusiva com a adestradora e sócia da empresa de passeios Matilha em Família Katia Morioka.

CANINABLOG: Qual é a ideia básica da gentle leader?

Katia Morioka: A Gentle Leader (GL) é formada por duas fitas, uma passa por cima do focinho e a outra atrás das orelhas (no mesmo lugar usado do enforcador), onde se prende a guia de condução. Quando o cão fizer algum movimento indesejado, a guia automaticamente lhe dará uma leve repreendida para que o cão continue olhando para frente e siga o seu percurso. Isso faz com que o cão tire o foco das coisas indesejadas, por exemplo.

CANINABLOG: Qualquer cão, de qualquer idade ou porte, pode usá-la?

Katia: Pode sim, desde que o condutor saiba usar a GL da forma correta.

 

Katia Morioka é adestadora e sócia da empresa de passeios Matilha

Katia é adestradora e sócia da empresa de passeios Matilha em Família

CANINABLOG: Em que casos ela é recomendada?

Katia: A GL é recomendada no caso de cães que estão em fase de aprendizado para caminhar na guia. Aqueles cães que puxam muito quando saem para passear. Também pode ser uma boa solução para uma caminhada mais tranquila. Lembrando que o condutor deve estar bem orientado da forma correra de se usar a GL.

CANINABLOG: Pode ser uma boa opção para cães agressivos?

Katia: Depende do nível de agressividade do cão. Se for para cães que realmente atacam, não vai surtir efeito nenhum, pois ela está longe de ser uma focinheira. A GL não impede que o cão abra a boca, portanto ele conseguirá morder qualquer um e qualquer coisa, inclusive o próprio condutor. Se o cão estiver em um nivel baixo de agressividade, pode ser usada como forma de correção e repreensão a atitudes indesejadas.

CANINABLOG: Em que casos ela não é recomendada?

Katia: Antes de usar qualquer coleira, até mesmo as convencionais ou enforcadores, precisamos saber se o cão tem algum problema como, por exemplo, na coluna pois pode agravar seu problema de saúde.

LEIA também no CaninaBlog:

Os benefícios do passeio sem guia

Gustavo Campelo: Posso confiar no meu cão sem guia?

A guia certa para o seu filhote

Read Full Post »

Programa de computador permite que o dono visualize como ficará a tosa no seu cachorro

Tosa Virtual permite que o dono visualize como ficará a tosa no seu próprio cachorro

ESTÉTICA | VOCÊ já deixou seu cachorro no pet shop e quando voltou quase não reconheceu seu bichinho? Ou ainda deixou um Poodle, mas parece que voltou pra casa com um Chihuahua? Quem costuma levar seu cachorro para um pet, pelo menos uma vez na vida, já passou por uma experiência negativa com a tosa. Será que foi você que não soube explicar bem o que queria ou o tosador que simplesmente não entendeu o conceito que você tinha em mente?

PARA evitar esse tipo de problema, uma empresa brasileira lançou uma ferramenta útil para organizar contatos e visualizar histórico dos animais. Mas a grande novidade é  que com a tal ferramenta, chamada de Tosa Virtual, os proprietários dos bichinhos de estimação poderão escolher a tosa e visualizar como o cachorro ficará depois, evitando assim surpresas desagradáveis. Isso tudo a partir de simulações ilustrativas, específicas de cada raça, já cadastradas pela ferramenta.

A TOSA Virtual ainda está sendo difundida em petshops no Rio Grande do Sul, onde a empresa é baseada, mas tem a ambição de alcançar todo o Brasil. Para saber mais sobre essa ferramenta, confira a tirinha que ilustra este post ou basta clicar aqui e acessar o site da Tosa Virtual.

CONFIRA também no CaninaBlog:

Estética Canina: Tosa higiênica

Estética Canina: Tosa verão no Lhasa Apso

“Toda tosa deve extrair o melhor do cachorro”

Read Full Post »

Vencedor poderá escolher tamanho e estampa da Fashion Flexi

Vencedor poderá escolher tamanho e estampa da Fashion Flexi

EXCLUSIVO | PASSEAR com seu cachorro é sempre bom, mas cheio de estilo é ainda melhor. Um dono e seu melhor amigo terão o privilegio de passear com uma guia retrátil novinha da linha Fashion Flexi. São os vencedores da promoção que o CaninaBlog e a Flexi criaram e que agora serão revelados neste post.

Modelo Fashion é encontrado em petshops por cerca de R$ 170

Modelo Fashion é encontrado em petshops do Brasil por cerca de R$ 170

PARA quem ainda não conhece, a linha Fashion Flexi conta com uma série de estampas exclusivas desenvolvidas no estúdio de arte da marca na Alemanha. Disponíveis em dois comprimentos (3 metros Small e 5 metros Médium), com fita bicolor com acabamento em couro nobre, as guias possuem superfície de alto brilho envernizada e trazem nove desenhos que vão do descolado ao clássico: Camouflage, Tropic, Glencheck, Small Dots, Heart, Pin-up-girl, Carbon, Leopard, Zebra e Pink. O melhor de tudo? É que o vencedor poderá escolher o tamanho e a estampa favoritos.

Sorteio - 22 de fevereiro de 2013 - FlexiCONFIRA agora o nome do participante sorteado pelo site Randon.org nesta promoção:

VENCEDORES: Kelly Lomonaco e seu cachorro Bartholomeu

Que comentou:

“Neste verão, meu cachorro merece passear no maior estilo com uma guia Flexi porque ele é cheio de energia, precisa de uma guia muito resistente e também está sempre na moda!”

ATENÇÃO vencedor: você tem até o dia 1º de março de 2013 para enviar seu nome e endereço completos para renata.faggion@gmail.com, além do tamanho e estampa escolhidos da linha Fashion Flexi (clique aqui para conhecera linha completa). A guia será enviada pela Flexi via Correios.

CONFIRA no link abaixo como funcionou a promoção:

Promoção: Passeio com muito estilo e guia Flexi

Read Full Post »

Agressividade ou medo podem atrapalhar o exame veterinário

Agressividade ou medo nos cães pode atrapalhar o exame veterinário

EXCLUSIVO | CACHORROS podem ter as mais diversas reações diante de um veterinário. Alguns tremem e fazem até xixi de medo. Outros ficam extremamente agressivos e tentem morder quem aparecer de jaleco (é o caso do meu Ciccilo). E ainda o despreocupado que deixa o veterinário praticamente virá-lo do avesso. Se o seu cachorro se encaixa no primeiro e segundo caso, esse post é para você. Veterinário do Pet Care, Centro Veterinário localizado me São Paulo, Marcelo Quinzani está acostumado a receber todo perfil de paciente canino. Segundo ele, a maioria mostra um comportamento que remete a insegurança e medo. “Dependendo da personalidade do cão, ele pode manifestar isso com agressividade ou timidez”, relata.

O VETERINÁRIO ainda explica que um cão de caráter dominante (também chamado de “alfa”), pode latir muito, ser agressivo ou investir contra outros animais e o veterinário. Já um cão mais tímido e submisso tende a se manifestar com tremores, escondendo-se junto ao dono. Mas Quinzani salienta: “Independente do tipo de caráter, esse comportamento pode atenuar-se quando o animal já se acostumou com a clínica devido às visitas constantes, deixando ele mais seguro em relação ao lugar”.

 Marcelo Quinzani é diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care de São Paulo

Marcelo Quinzani é diretor clínico do Hospital Veterinário Pet Care

CONVERSAMOS com o veterinário do Hospital Pet Care Marcelo Quinzani sobre a relação do veterinário e do cachorro. Confira abaixo as principais partes dessa conversa:

CANINABLOG: Se um dono percebe que o cachorro morre de medo do veterinário, deve pensar em mudar de profissional?

Marcelo Quinzani: Em um primeiro momento, não. Devemos mostrar para o cão que ele está seguro e que o dono esta ali para protegê-lo. Se isso se torna constante e o animal realmente não gosta do lugar, pode tentar mudar e ver se muda esse comportamento. Assim como as pessoas, existe a empatia movida exclusivamente por situações agradáveis. Muitas vezes o animal não gosta do lugar ou do veterinário por que ele teve uma experiência ruim e isso ficou marcado na memória dele. Se ele visitar o veterinário em uma situação agradável, como uma consulta de rotina ou mesmo um bom banho, pode perder esse medo.

CANINABLOG: Como o dono pode ajudar seu cão a reagir melhor diante do vet ou na hora de realizar exames?

Quinzani: Mostrando para ele que não tem problema e que ele está seguro. Acolher o animal de forma efusiva pode significar que ele realmente está correndo risco e isso pode deixar o animal mais inseguro. Muitas vezes, somente com palavras de conforto, sem tocar o animal, deixando que o veterinário o segure, pode mostrar ao cachorro que o dono dele confia no veterinário e que ele também deve confiar.

Cães podem memorizar experiências dolorosas com vets e clínicas

Cães podem memorizar experiências dolorosas com veterinários e clínicas

CANINABLOG: Quando o uso de focinheira e/ou anestesia é recomendada?

Quinzani: Somente em último caso, quando o animal não coopera de forma alguma. Geralmente isso acontece em animais adultos que não foram treinados ou que não tiveram contato prévio com o veterinário. Com filhotes, quando se percebe esse tipo de comportamento, deve se adestrar o quanto antes.

CANINABLOG: Um cachorro que não reage bem diante do veterinário pode prejudicar a avaliação clínica?

Quinzani: Evidentemente. Nos animais agressivos ou com muito medo, alguns parâmetros mudam consideravelmente, como pressão arterial, batimento cardíaco e até mesmo a resposta a dor. Isso pode prejudicar o diagnóstico e o exame clínico.

LEIA também no CaninaBlog:

O incrível crescimento dos hospitais veterinários

Vantagens do atendimento veterinário em casa

Ser Médico Veterinário significa…

Hospitais vet sofrem com a falta de doadores de sangue

Read Full Post »

DOGTV contém programação totalmente adaptada para cães

Canal americano DOGTV contém programação adaptada para cachorros

MUNDO | HÁ DÉCADAS que a televisão tem servido de babá para as crianças. Que pai já não largou o filho em frente a telinha para ter um pouco de sossego? A novidade é que a televisão também pode cumprir o papel de babysitter do seu cachorro. Criado por uma equipe de especialistas em comportamento animal e televisão, o DOGTV é a primeira rede de TV a cabo criada exclusivamente para o telespectador canino.

COM um conteúdo disponível 24 horas todos os dias, os programas exibidos têm em geral 3 minutos de duração e prometem estimular, divertir e relaxar os cães. Cada programa expõe o cachorro a vários movimentos, sons, objetos, experiências e padrões de comportamento, todos do ponto de vista um cão – garante os responsáveis pelo canal.

OLHAR canino

Grade dispõe de conteúdo 24 horas todos os dias

Grade dispõe de conteúdo 24 horas todos os dias

PARA tornar a programação mais canina possível, os cinegrafistas se ajoelham e tentam filmar todos os ambientes do ângulo de visão dos cachorros e sons de alta frequência, que podem ser altamente irritantes a esses animais, foram removidos. As cores das imagens também foram alteradas para se adaptarem à visão dos cães, que enxergam azul e amarelo, mas não veem verde e vermelho. O serviço custa US$ 9,99 (cerca de R$ 20) por mês nos Estados Unidos.

PARA quem ainda olha o projeto com descrédito, saiba que o canal DOGTV é reconhecido pela Sociedade Humanitária dos Estados Unidos (HSUS), e usa conceitos amplamente apoiados por organizações como a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade contra Animais (ASPCA) e da Associção Médica Veterinária Americana. Mas será que o canal DOGTV tem o mesmo apelo e fascínio que a Galinha Pintadinha tem sobre os bebês?

CLICANDO na imagem abaixo, você poderá assistir um pouco da programação da DOGTV.

LEIA também no CaninaBlog:

Meu cachorro assiste televisão. Será mesmo?

CaninaBlog participa do programa de TV Hoje em Dia

Cesar Millan conta sua história em documentário

Read Full Post »

Vencedor poderá escolher estampa favorita da linha Fashion Flexi

Vencedor(a) e seu pet poderão escolher estampa favorita da linha Fashion Flexi

EXCLUSIVO | NÃO existe atividade mais gostosa e saudável para seu cachorro do que passear. Quando seu melhor amigo sai de casa, ele procura mais do que um local diferente para fazer xixi. Durante o passeio, ele recebe uma inundação de estímulos visuais, auditivos e olfativos. Isso tudo mantém a cabeça do cão sempre ativa ao longo dos anos.

PARA incentivar essa atividade tão saudável para cães e seus donos, a marca internacional de guias retráteis Flexi e o CaninaBlog criaram uma super promoção em que o prêmio é uma (1) guia da linha Fashion. A coleção conta com uma série de estampas exclusivas desenvolvidas no estúdio de arte da Flexi na Alemanha. Disponíveis em dois comprimentos (Small com 3 metros e Medium com 5 metros) e fita bicolor com acabamento em couro nobre, as guias ainda possuem superfície de alto brilho envernizada e trazem dez desenhos que vão do descolado ao clássico: Camouflage, Tropic, Glencheck, Small Dots, Heart, Pin-up-girl, Carbon, Leopard, Zebra e Pink (confira todas opções de estampa clicando aqui).

Modelo Fashion é encontrado em petshops por cerca de R$ 170

Modelo Fashion é encontrado em petshops por cerca de R$ 170 e em 10 estampas diferentes

REGRAS da promoção

PARA participar do sorteio de uma guia Fashion Flexi é muito fácil, basta seguir os 3 passos abaixo:

1. Complete a frase a seguir nos comentários deste post: “Neste verão, meu cachorro merece passear no maior estilo com uma guia Flexi porquê…”.

2. Não esqueça de deixar seu nome e do seu pet junto com a resposta.

3. Depois, e não menos importante, é só curtir o Fanpage do CaninaBlog no Facebook (clique aqui para acessar).

Vencedor poderá escolher tamanho e estampa Fashion Flexi

As guias Flexi são fabricadas na Alemanha desde 1972

A PROMOÇÃO vai até o dia 21 de fevereiro de 2013 e o resultado do sorteio será divulgado aqui no CaninaBlog no dia seguinte (22 de fevereiro). Não deixe de participar!

LEIA também no CaninaBlog:

Nós testamos a guia retrátil da Flexi

A importância do passeio para os cães

Gustavo Campelo: Como passear com seu cão

Read Full Post »

Rede Rodoserv fica na Rodovia Castelo Branco, uma das melhores do Brasil

Rede Rodoserv fica na Rodovia Castelo Branco, uma das melhores do Brasil

EXCLUSIVO | QUEM acompanha o CaninaBlog sabe que levo Ciccilo comigo para todo lado. Seja na padaria da esquina ou até em uma viagem de avião.  Não seria diferente neste último Carnaval quando levei meu Fox Terrier para visitar a família no norte do Paraná. Bem, Ciccilo não curte nada os passeios de carro (diferente da maioria dos cães), enjoa e tudo mais. Mas aguenta tudo porque sabe que o destino ele adora: dias brincando com um dos meus sete sobrinhos.

Ciccilo sempre veste seu cinto de segurança na estrada

Ciccilo sempre veste seu cinto de segurança

O CAMINHO de São Paulo para o norte do Paraná é a Rodovia Castelo Branco, construída em 1968 e que é considerada uma das 20 melhores e mais seguras estradas do Brasil segundo uma pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Recheada de pedágios, a estrada permite até 120 km/hora (por isso Ciccilo sempre usa seu cinto de segurança) e contém inúmeras paradas com direito a restaurantes, imensas lojas de conveniências e até shoppings. Opção de descanso e banheiro limpo é o que não falta.

PARADA obrigatória

NO MEIO do caminho, resolvemos parar para Ciccilo esticar as patinhas, beber uma água e fazer um xixi. A escolha foi uma das lojas da rede Rodoserv Sorriso em Pardinho (SP, KM 191). Também aproveitamos para almoçar. Mas e Ciccilo? Não gosto de deixá-lo dentro do carro, mesmo quando a temperatura é amena e o carro está na sombra, por isso perguntei a moça da recepção se havia algum local seguro para deixá-lo. Ela me apontou um rapaz encarregado exclusivamente de cuidar dos cãezinhos dos clientes. Como ele já cuidava de outro cão (e Ciccilo não se dá muito bem com outros machos), combinamos que ele ficaria preso na entrada do restaurante sob a supervisão do funcionário da Rodoserv.

MEU marido e eu entramos e almoçamos o mais rápido possível para voltarmos pra estrada. Enquanto ele pagava, fui até o local onde deixei Ciccilo. Bem, meu filhote estava lá quietinho me esperando (felizmente), mas e o menino responsável? Parado há alguns metros, tão distraído que nem me viu soltando Ciccilo e muito menos meu aceno. Ui! Me deu um frio na barriga! E se outra pessoa decidisse levar meu Fox Terrier dali? Lição aprendida: nunca mais deixo Ciccilo sob a supervisão de um desconhecido, mesmo que ele esteja sendo pago exclusivamente para o serviço.

LEIA também no CaninaBlog:

Nós testamos o cinto de segurança da Bracannes

Viajando tranquilo com seu cão dentro do carro

Turismo canino: Planejamento é tudo

Nós testamos a capa para carro Protege-Cão

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: